O desmame do bebê: uma reflexão

A minha bebê

O processo de amamentação é lindo. Doloroso, mas incrivelmente importante para a saúde do bebê e importante também para a saúde da mulher, pois auxilia na recuperação do parto e previne câncer de mama, dentre muitos outros benefícios. O fator mais importante, depois da alimentação propriamente dita, é o laço formado entre a mãe e o bebê. E é esse mesmo laço, essa ligação, que dificulta o momento do desmame.

As dúvidas são muitas: qual a melhor hora e a melhor forma de inserir novos alimentos na vida do bebê? Como parar de amamentar ou mesmo reduzir a amamentação sem grandes quebras e dores? Será que a criança vai sofrer muito? Será que a mãe vai aguentar? Será que o leite vai empedrar? Será, será, será?

O ideal é buscar o auxílio do pediatra e avaliar, junto com ele, a saúde e as necessidades do bebê, relacionando com as necessidades da mãe. A mulher hoje (infelizmente ou felizmente!) já não pode ficar exclusivamente amamentando. A Organização Mundial de Saúde recomenda a amamentação exclusiva até os 6 meses. Ok, mas a licença maternidade dura 4 meses (pra quem não consegue estendê-la).  A ordenha pode funcionar, mas não é garantido.

Então, querida, sem culpa… A minha dica é: faça aquilo que é possível. Vá até onde seu coração achar que é certo. Com certeza o coração de mãe sabe a medida certa do sacrifício. Para quem pode sacrificar algumas horas de trabalho para amamentar – ótimo. Para quem não pode – ótimo também! Com o seu trabalho, você está garantindo o sustento do seu filho, o bem estar da família e, se você adora o seu trabalho e sentia um saudadezinha, mesmo que cheia de arrependimento, desencane!

Ter prazer de voltar ao trabalho não é um pecado. Você estudou, se esforçou, batalhou muito por uma boa ocupação profissional, e isso é maravilhoso. Com o tempo, as agendas vão se encontrando, seu filho vai se alimentar bem sem o seu peito e, sim, ele vai gostar de novos alimentos e esquecer completamente que mamava.

Essa é apenas mais uma etapa na vida de vocês. Uma etapa meio mágica, cheia de percalços e prazeres. E ela vai acabar, seja aos 6 meses, aos 9, aos 12 ou com 2 anos.

=======================
Leia também:
>> Amamente seu filho (e doe o que sobrar!!!)
=======================

Leia Mais

Casa Cor Bahia 2011: Brinquedoteca

A Casa Cor® Bahia é um evento realizado anualmente que movimenta o mercado de arquitetura e decoração baiano. Este ano, a mostra está sendo realizada no antigo Salvador Praia Hotel, no bairro de Ondina, um imóvel que se tornou ícone na década de 70.

O Conversa de Menina está de olho nos ambientes que possuem a cara da mulher baiana e publicará nas próximas semanas algumas entrevistas com os arquitetos e decoradores responsáveis por alguns dos ambientes expostos na mostra. A escolha dos ambientes obedecem ao seguinte critério: espaços femininos ou relacionados ao universo feminino. Infelizmente, não dá tempo de escrever sobre todos os projetos… mas se você, leitora, se interessou por algum em especial, comente que corremos atrás!

O primeiro ambiente da série é a Brinquedoteca desenvolvida pela dupla Janete Chaoui e Vivianne Freitas. Sonho de consumo das crianças e delírio das mães de plantão, o ambiente infantil consegue reunir beleza, funcionalidade e diversão num espaço lúdico.


Conversa de Menina – Qual a inspiração para o projeto da Brinquedoteca?

Janete Chaoui – A Brinquedoteca surgiu da ideia de criar um espaço que propiciasse o resgate do “brincar” e que levasse a criança para o mundo da fantasia. Todos os elementos do espaço foram inspirados em ícones do imaginário infantil, como o portal de entrada, que faz referência a um arco-íris e faz essa transição de quem chega à Casa Cor ao mundo das crianças. O camarim com fantasias foi criado para estimular a imaginação das crianças e fazer com que elas experimentem os personagens, que fazem referência aos papéis da vida, entrando nos mundos mais diversos da fantasia. Uma bancada com espelho e muita maquiagem foi colocada para dar uma ajuda nessa transformação. A diversão continua com um castelo de contos de fadas que permite a criança subir e escorregar em uma piscina de bolas.

Apesar do foco no resgate dos valores primordiais da infância, não dá para deixar de lado a tecnologia. No espaço foram colocadas duas TVs Led e tecnologia 3D acopladas com um Bluray para passar filmes. O tom lúdico é ratificado com a utilização das quatro cores primárias (azul, amarelo, vermelho e verde) que conferem a unidade de linguagem de todo o projeto.

CDM – Explique porque o conceito de um ambiente idealizado para crianças é diferente do ambiente projetado para adultos.

JC – A criança se transporta para o mundo da imaginação com uma facilidade incrível, uma simples caixinha pode ter inúmeros significados e funções. Cada detalhe é capaz de transportá-la para outro mundo. Esta característica torna o espaço um estímulo para a fantasia, então há um trabalho maior do que em outros projetos em cima do que é subjetivo e abstrato. Como o portal de entrada, cada criança fará uma leitura pessoal daquilo e criará um universo em cima dessa fantasia. É importante também estimular o aprendizado. O projeto de marcenaria foi pensado de uma maneira em que as gavetas e baús se encaixam, como no jogo do tetris e com cubos que se combinam e formam diferentes personagens. Ou seja, tudo no ambiente é possível combinar, encaixar e interagir. A brinquedoteca é um ambiente que desperta a curiosidade das crianças. Além disso, quando projetamos para crianças existe uma preocupação maior com o fator segurança. Na espaço, os pisos escolhidos além de serem reciclados, amortecem impacto em caso de quedas e são antiderrapantes, e em volta da piscina de bolas, espaço de muita movimentação, as paredes são acolchoadas. A altura do mobiliário é também adaptada para se tornar acessível aos pequenos. A criatividade fica sem limites, daí precisamos organizar as idéias e definir um conceito, e o mais importante!!!!! Seguir o conceito para que o projeto tenha uma leitura clara e definida.

CDM – Houve prazer ao fazer esse projeto? Algo especial em relação a outros já finalizados?

JC – A liberdade de criação que o tema “brincar” propiciou foi o grande prazer. Esse projeto permitiu deixarmos a imaginação nos guiar, brincar com nossos sonhos de criança.

CDM – Quais os materiais utilizados no projeto? E onde quais os fornecedores?

JC – Piso emborrachado e piso ecológico no deck, feito de pneu reciclado da Fonseca Shop, além de amortecer impacto por queda, reduz impacto ambiental. Estante em laca da Bomtempo. Bancada em mármore arabescato da Pavimenti. Pastilha de vidro em cores variadas da Pavimenti. Cadeira clássica da Casabella. Foram usados muitos Papéis de parede e plotagens da Quatro Estações. Muitos detalhes em gesso. Vários Espelhos da Design Vidros e um espelho clássico da Bagdá. Iluminação com leds e RGB (muda de cor), isso reforça o ar lúdico da Luzelle. Pintura Jeans da Suvinil. Cadeiras, mesas e cavalinho em metacrilato com as cores constantes no espaço, ou seja, amarelo, vermelho, azul e verde da Home Design. E muita marcenaria.

Contato das arquitetas: Av. ACM, 3213, sala 1006, Candeal. Salvador – BA. Tel.: (71) 3451-2583 / 8194.1199 / 3285.5933 / 9979.4920. janetechaoui@gmail.com / viviannedecor@gmail.com

Leia Mais

Despedida e recesso

Aviso aos queridos leitores com quem compartilhei este espaço nos últimos anos, que estou de saída do projeto Conversa de Menina. Preciso me dedicar a algumas prioridades e os rumos da minha vida na blogosfera tem me levado para outros caminhos para além do universo da moda. Agradeço de coração toda a gentileza, boa vontade e carinho de vocês, que mesmo sem me conhecer, sempre interagiram com os textos aqui publicados, comentando e debatendo os temas apaixonadamente. Agradeço ainda às meninas blogueiras de Salvador e outras cidades desse imenso Brasil e desejo que vocês todas continuem brilhando. Mais um agradecimento às assessorias de comunicação, lojistas, artistas de beauté e etc., que acreditam no blog. Por fim, agradeço de coração a parceria de Alane Virgínia, com quem criei este blog em dezembro de 2008 e a quem desejo imenso sucesso na manutenção do Conversa e de seus outros projetos.

Um beijo grande e quem ainda quiser me ler, o Mar de Histórias, meu projeto na área de literatura, continuará em frente.

Andreia Santana

P.S.: O blog Conversa de Menina continuará existindo, mas entrará em recesso por um tempo para que Alane Virgínia organize o projeto e os novos rumos. Por questões pessoais, ela precisará de um tempo afastada da internet, antes de meter a mão na massa com a garra e o talento que lhe são peculiares. Alguns posts já previamente agendados entrarão no ar ao longo desses dias, até a volta da autora.

P.P.S.: Não esquecemos que há um brinde recentemente sorteado para ser enviado, os batons POP LOVE Avon. A leitora Katia, felizarda ganhadora, pode ficar tranquila que nós nunca deixamos de entregar um prêmio até hoje. Só estamos aguardando a greve nacional dos Correios terminar para postar o mimo!

Leia Mais

Um Oxford para chamar de seu neste Verão

Ainda não aderiu à oxfordmania? Se é por falta de incentivo, não se faça de rogada, querida leitora. As marcas Flor da Pele e Uza vem com uma coleção de Primavera-Verão recheada de modelos do sapatinho que se mantém firme e forte nos pés das moçoilas desde o último inverno. Para os dias de calor que se aproximam, os modelos são confeccionados em um couro mais leve e com detalhes vazados, bem fresquinhos. Para ajudar na combinação dos looks, as cores vão desde os básicos marrons e pretos, até os laranjas; passando ainda por ousados metalizados, azuis, branquinhos e estampados. É escolher um que fale ao coração com mais força e sair por aí pisando de Cole Porter.

Leia Mais

Momento Glamour: Vestidos de festa em azul Klein

O azul klein (o nome é uma criação do francês Yves Klein) é um dos tons apontados pelos fashionistas e especialistas em moda como um dos hits do Verão. E a alta costura, para não ficar de fora da tendência, já dá seus pontos. Os dois vestidos que aparecem nas fotos abaixo, mostrando o azul klein em seu momento puro glamour são da marca paulista Le Vestito. Pessoalmente, gosto de menos pirotecnia na roupa (ou seja, menos brilhos e babados) e a simplicidade elegante do segundo modelo me cativou bastante. Também prefiro a variação fosca do azul klein ao seu tom acetinado, como aparece no primeiro modelo. O que acham? A cor aberta combina com os trajes de gala? Gostam do tom?

Leia Mais

Black and White na coleção de Verão da Garimpo

Color Blocking, um mundo em tons alaranjados e solares, animal print… é tanta tendência nessa Primavera-Verão 2011-2012 que até entontece. Mas os clássicos, e por isso mesmo é que são clássicos, mantém seu reinado em harmonia com as novidades. Para nos deixar babando na toalha, a Garimpo Quatro Estações mandou mais algumas imagens com a coleção que já está na loja, com peças em preto e branco, duas cores que não caem de moda nunca. São roupas, acessórios e objetos de decoração com aquele perfuminho retrô tão em voga no momento, mas sem perder a atualidade. Divirtam-se! E para ver mais, deem uma passadinha na Garimpo: Alameda das Espatódeas, 346, Caminho das Árvores, 71 3351-0408. Ou visitem o site da loja: www.garimpoquatroestacoes.com.br.

O bom amigo de todas as horas, vestidinho preto básico, mas nem tanto
Os brincos são um arraso, mas a louca dos aneis que habita em mim já se deu com essa pedra, gente!
Bolsinha de corrente para combinar com o pretinho ou...
...com o branquinho "melindrosa rendada" e charmosíssimo. Neste verão vejo os anos 20 em toda parte, culpa de Woody Allen e dos modelitos de Marion Cotillard (Meia Noite em Paris feelings)!
E essas galinhas "mô deuso". Me lembram os objetos de decoração da minha avó, que eu vivia louca para tirar do lugar quando era pequena e que, lógico, se eu mexesse em unzinho que fosse, tava morta!

==================

Mais posts – e fotos – da coleção nova da Garimpo:

>>Tangerina´s inspiration na Garimpo

>>Animal Print no Verão 2012 da Garimpo Quatro Estações

Leia Mais

Pesquisa mostra relação das brasileiras com os cabelos

Segundo a pesquisa, o padrão de beleza ideal entre as brasileiras ainda é ser loira...

Uma pesquisa realizada em parceria pela Unilever (fabricante das marcas Dove e Seda, entre outras) e o Ibope mostra a relação das brasileiras e suas madeixas. O objetivo do estudo Brasileiras e os Cabelos é entender os hábitos e costumes das consumidoras e o resultado comprova o que o senso comum já sabe: os cabelos são a parte do corpo que merece mais tempo e esforço no ritual de beleza entre as brasileiras. Das práticas mais comuns adotadas estão o alisamento e a coloração.

De acordo com os dados prévios divulgados pela Unilever, mais da metade das mulheres entrevistadas (58%) está com o cabelo diferente do natural, principalmente as casadas. Ainda segundo a pesquisa, nove em cada dez mulheres dizem que se sentem mais confiantes se os cabelos estão em ordem. Das entrevistadas, 74% disseram que um cabelo bonito e bem tratado eleva a autoestima e 37% revelaram que quando o cabelo não está “bom” não têm vontade de sair de casa. Na pergunta sobre cuidados, 72% afirmam gostar de cuidar dos cabelos e para 37% delas, ir ao salão é uma necessidade.

...e lisa

Transformações nos cabelos – Entre as principais constatações, a pesquisa aponta que as mulheres ainda buscam cada vez mais ter os cabelos lisos. Das entrevistadas que têm cabelos transformados, 45% disseram ter realizado algum tipo de procedimento para alisar os fios. E os alisamentos, como a escova progressiva, são feitos na maioria das vezes (93%) com cabeleireiros.

As mudanças de cor dos fios também são muito comuns, sendo que 86% das entrevistadas já tingiram os cabelos. Das que tingiram, 45% fazem o processo mensalmente, sendo a cor loira a mais procurada (74%).

A pesquisa Brasileiras e os Cabelos foi realizada com 400 mulheres, de 25 a 45 anos, das classes A, B e C, nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste do Brasil.

Meu dedinho nesse angu – O resultado da pesquisa não me surpreende, dado o apelo midiático por um padrão que a meu ver não abre espaço nenhum às muitas formas de beleza existentes no Brasil, um país multiétnico. Fiz progressiva uma vez na vida e não gostei. Durante os três primeiros meses, ficou legal, mas depois de um tempo, senti falta de ser eu mesma. Prefiro meus cachos naturais, é fato. Quanto à pesquisa, ela é feita por amostragem, e dá uma ideia dos gostos e costumes das mulheres na faixa etária e classes sociais ouvidas, mas não significa que quem não tem cabelos lisos e loiros não seja igualmente deslumbrante e tampouco significa que todas as brasileiras pensam como as 400 moças ouvidas no estudo. Diversidade é a palavra da vez, não esqueçam!

*Os dados foram enviados ao blog pela assessoria da Unilever.

Leia Mais

Campanha incentiva autoestima em mulheres com câncer

No próximo dia 20, Salvador recebe a campanha Encontro com a Autoestima, que tem o objetivo de mostrar às pacientes do câncer de mama que a melhor forma de combate à doença é manter a autoconfiança e o astral elevados. Promovida pela AstraZeneca, a campanha acontecerá no Núcleo de Oncologia da Bahia. A ação, que existe desde 2009, já passou por diversas cidades brasileiras e 40 instituições, com a participação de cerca de 1250 pacientes e cuidadores.

Durante o encontro, as participantes vão assistir a uma palestra da pedagoga e artista plástica Claudia Vasconcellos, que enfrentou e superou o câncer de mama. Ela falará sobre resgate e manutenção da autoestima. A programação conta ainda com uma sessão de fotos, em que as participantes são incentivadas a usar adereços e posar para um fotógrafo profissional. A melhor foto é impressa e entregue às pacientes.

Em uma ação do encontro, as participantes responderão a um questionário de avaliação e um formulário de redação. A partir daí, as pacientes refletem sobre quais valores são importantes para a mulher que enfrenta o tratamento de um câncer. Ao final, as mulheres receberão três guias explicativos: um voltado para as próprias pacientes, outro para parceiros e familiares e um terceiro destinado a crianças e adolescentes. Os três guias explicam de forma distinta, de acordo com cada público, o que é o câncer de mama, tratamentos disponíveis, dicas para uma melhor qualidade de vida, autoestima e sexualidade, além de conselhos sobre como lidar com a doença.

Após as atividades, o Coral da Petrobras fará uma apresentação para as participantes.

A Campanha Encontro com a Autoestima é aberta ao público e gratuita, mas as vagas são limitadas. Quem tiver interesse em participar pode entrar em contato através do telefone (71) 4009-7059 ou email: comunicacao@nob-ba.com.br.

Leia Mais

Risqué coloriu na nova coleção

A nova coleção de esmaltes Risqué para a temporada Primavera/Verão 2012, ♥ Dogs, coloriu com gosto, para felicidade das esmaltólatras. A marca, que sempre aposta mais em tons neutros ou clássicos (vide o Rebu velho de guerra, firme e forte até hoje), dessa vez apostou na tendência arco-íris que domina as vitrines da Alta Estação. O mix, criação do estilista Reinaldo Lourenço, passeia por tons pasteis, bem meiguinhos, até as cores mais intensas. Essa é a 15ª coleção de Lourenço em parceria com a Risqué e foi inspirada nas mulheres dos anos 50 e no conceito Diamonds and dogs, que exaltava a riqueza e beleza dos diamantes e dos cachorrinhos de madame, como acessórios de luxo no período.

Ao todo são sete cores: Cocker: um rosa dengoso; Vira Lata: uma cor metal, ideal para qualquer situação; Maltês: um verde clarinho sapeca; Sharpei: versátil “dois em um”, é pink e é vermelho; Poodle: um elegante tom de lavanda; Chow Chow: homenagem ao diferente, assim como esses cães que tem a língua azul; Husky: azul profundo e intenso,  como os olhos azuis destes cães.

A coleção chegará às lojas em outubro e cada vidrinho tem preço sugerido de R$ 3,10.

Leia Mais

Pretinhos básicos na Renner

Esse vestidinho de alcinha, decote quadrado e franjinhas, "de melindrosa", só comprova a teoria de que o romantismo do Verão 2012 bebe na fonte dos anos 20, oba!

Ao montar um guarda-roupa básico que dê orgulho em termos de boas peças curingas não se pode deixar faltar itens de corte clássico e cor preta. Para facilitar a vida das fashionistas e aprendizes em geral, a Renner traz em sua nova coleção, algumas opções de pretinhos básicos com pegada contemporânea, porque o clássico também pode – e deve – ser it. Nas araras da fast fashion tem vestidos, saias, blusas, casacos e calças sociais, além de acessórios. Nos detalhes das peças, os adereços que devem predominar na Alta Estação: laços, franjas, rendas, bordados, paetês e lantejoulas (esses, é bom dosar a mão e deixar para eventos noturnos). Os preços variam de 79,90 (blusas e vestidos) a R$ 159,00 os casacos (precinho nada amigo para uma fast fashion).

Leia Mais