Krav maga: meu primeiro exame de faixa

exame de faixa krav maga | foto: conversa de meninaQuem me acompanha por aqui sabe que eu pratico krav maga na Academia Haganá há alguns meses, inclusive já escrevi posts sobre isso (tem os links no meio desse texto). E pela primeira vez na vida passei por um exame de faixa. Quem faz luta que possui níveis de graduação sabe do que estou falando. Dá um misto de ansiedade e de expectativa. Cheguei ao local cedo.

Fiquei observando os colegas que também fariam exame, uns treinavam comigo, outros eram de outras academias. Imagino que havia cerca de cem pessoas ali. Engraçado como cada um reage diferente… Alguns batiam papo tranquilamente, outros demonstravam um pouco de nervosismo, havia ainda aqueles que preferiam revisar os golpes. Eu estava no grupo dos que batiam papo tranquilamente (mas que no fundo guardava um pouco de ansiedade).

====================================================
Leia também:
>>Krav Maga: como a arte da defesa pessoal pode mudar a sua vida
>>Krav Maga para mulheres
>>Meu primeiro contato com o Krav Maga
====================================================

exame de faixa krav maga | foto: conversa de meninaExiste toda uma ritualística no exame de faixa. É fechado para o público externo, ali ficamos diante apenas dos instrutores e do mestre Kobi, que trouxe o krav maga para a América Latina (leia sobre a história do krav maga). Como meu nome começa com a letra A, fiquei na primeira fila. Para ser mais precisa, fui a terceira. Mas quando coloquei o pé no tatame, me veio uma onda intensa de serenidade. Eu tinha consciência de que havia treinado exaustivamente nos últimos meses. E de que havia treinado sob a supervisão de sem dúvida alguma um dos melhores instrutores do País, Roque Jorge, um exemplo de força, disciplina e determinação. Ou seja, não tinha como dar errado! Se tem um ditado que é certo nessa vida é que todo esforço traz sua recompensa. Se você quer alguma coisa, batalhe. Só não vence quem desiste. Persistir é o segredo.

O exame de faixa

A parte física foi puxada, mas foi de boa para mim. Afinal, eu treino muito. Estou bem, condicionamento físico em dia. Deu pra suar bastante, exige muito. Mas eu estava pronta para aquele exame, tanto física quanto psicologicamente. Na hora da parte técnica, tentei me manter concentrada, lembrar das orientações de Roque durante os treinos e realizar os movimentos dando o máximo de mim naquele momento. Não olhei o que os colegas estavam fazendo. Estava confiante. Meu instrutor é o cara. Depois do exame, vieram aquelas sensações maravilhosas de orgulho e de privilégio de tê-lo como mestre. Roque treina seus alunos para serem os melhores dentro de suas possibilidades, para superarem suas limitações. Ele nos treina para nos deixar seguros, é aquele cara que não desiste do aluno. Ele corrige, insiste, repete… isso até que a gente dê o máximo. E isso traz uma autoconfiança muito boa. Traz determinação.

exame de faixa krav maga | foto: conversa de meninaQuando eu terminei o exame, antes mesmo de ter recebido o resultado, eu sabia que tinha ido bem. Eu tinha certeza de que tinha ido bem. Não era só a percepção de que eu iria passar e conquistar a faixa amarela. Era uma aura de que eu tinha dado o meu melhor. E isso para mim era o suficiente. Logo depois que decidi entrar no krav maga, tive uma lesão séria no ombro esquerdo, que acabou me afastando das atividades físicas por muitos meses. Quando voltei ao tatame, tive de começar do zero e aceitei o desafio de encarar logo o primeiro exame de faixa que apareceu. Esse resultado pra mim é motivo de muito orgulho. Superei uma lesão, voltei aos treinos, encarei o exame de faixa… E agora é um novo desafio, treinar mais forte ainda.

A cerimônia de entrega de faixa do krav maga

entrega de faixa krav maga | foto: conversa de meninaEsse é o nosso momento. Depois de deixarmos nossos instrutores orgulhosos do trabalho que fizeram no dia do exame, a cerimônia da entrega de faixas é aquele momento em que a gente simplesmente relaxa e aproveita. Em que nos sentimos orgulhosos de nós mesmos, em que bate aquela realização de termos feito um bom trabalho. Ali temos a certeza de que estamos evoluindo, de que subimos mais um degrau na escada dos desafios que nos propomos a encarar. Ali estamos nós, nossos instrutores, os parceiros de treinos, todos numa vibe tão gostosa e numa sintonia tão massa, que nem dá para explicar.

Graduação no krav maga

Para mim, a graduação é o momento em que você decide que quer realmente levar aquela prática para a sua vida. Decidir passar pela graduação é uma decisão que vai além de mudar de cor de faixa. É uma decisão de continuidade, é o momento em que você resolve abraçar aquela arte, se dedicar a ela. É quando você escolhe progredir, avançar, desenvolver, melhorar. Toda rotina de treino é dura e intensa. E quando eu me proponho a fazer alguma coisa, quem me conhece já sabe, eu quero fazer o melhor. Eu me cobro, eu exijo de mim, eu me dedico. Com essa vida louca que a gente leva hoje em dia, nem sempre é possível manter 100% da rotina em dia, mas dentro do que é viável, eu exijo 100% de mim.

exame de faixa krav maga | foto: conversa de menina

E no krav maga não tem sido diferente. Tenho feito o meu melhor, dentro do que é possível. Então, que venham os novos aprendizados e treinos. Que venham os novos degraus, porque eu quero subir todos!

15 comentários em “Krav maga: meu primeiro exame de faixa

  1. Menina…rindo muito aqui….texto maravilhoso…tenho grande honra em trinar com você. Admiro sua determinação e a aura de paz que você passa. Espero que juntos possamos chegar longe no kravmaga. Kidá

  2. Menina…rindo muito aqui….texto maravilhoso…tenho grande honra em trinar com você. Admiro sua determinação e a aura de paz que você passa. Espero que juntos possamos chegar longe no kravmaga. Kidá

    1. Meninoooooo!! Que massa ver seu comentário por aqui!!!!! Obrigada!!!!! Sim, sim, teremos muitos passos juntos nessa jornada!!! Vamos rumo aos próximos desafios!!!! Kida!!!!

  3. Parabéns Alane!!!👏👏👏
    Realmente é um momento tenso ,mas muito prazeroso. E com toda a dedicação do nosso Mestre Roque ,sabemos que estamos bem preparados para enfrentar os desafios… kidá!
    Que venha as próximas faixas 💪👊

    1. Simmmmm, Line!!!! Somos parceiras nessa jornada!!!!! Nosso mestre Roque nos dá a confiança necessária para caminharmos nessa jornada com mais segurança e prazer! Que venham as próximas!!!!! #tamojunta!!!!

  4. Faço KM também é sei bem o quão interessante é complicado é esse momento. Além de gratificante, né? Tudo de melhor pra você na caminhada! Kida!

    1. Obrigada pelas palavras, Fillipe!!!! Muito gratificante, sim!!! É uma realização!!! Pra você também, tudo de melhor em sua caminhada! Kida!!!

      1. Nada material na minha vida hoje é mais Importante do que estar no Tatame treinando KRAV MAGA . Agradeço à DEUS de ter me dado um Instrutor que é uma Águia T. E. T. S. U. O

  5. Poucas são as explanações e narrativas alheias que falam tanto por mim. Identificação total. Parabéns!!! Parabéns a todos que fizeram parte desta jornada.

    1. Que bom que gostou, flor!!! E que bom que se identificou!!! É um degrau que a gente sobe com o maior gosto, né? Nossa! Uma realização!!!! Beijoooooo

  6. Parabens , gostei das suas palavras, garra, vigor. Naquele dia fiz exame pra laranja depois de quase 3 anos de amarela, passei pra laranja, e assim que li o texto , fiquei mais animado pra prosseguir nos treinos, e com certeza vamos treinar na laranja. Fica na paz , obrigado pelo texto inspirador. O sino não para de tocar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *