Projeto reeducação física e alimentar: Voltando a malhar e a comer melhor

1Olá, meninas, o post de hoje é bem especial. Em julho, escrevi para vocês, falando sobre a falta de ânimo para voltar a fazer atividade física. Sempre fui muito ativa, já pratiquei bastante coisa nessa vida, como boxe, muay thai e remo, e estava muito sedentária desde o início do ano. Dois meses se passaram depois que dividi com vocês aquelas reflexões e hoje volto aqui pra contar que tudo mudou. No início de setembro me matriculei de novo na academia e agora em outubro começo uma nova reeducação alimentar.

Foram apenas 30 dias de malhação e já evoluí bastante. Estou fazendo musculação e, para a parte aeróbica, tenho revezado exercícios na esteira, no elíptico, na bicicleta, cama elástica e corda. Na academia que estou frequentando, há também uma sala com sacos de areia, pois à noite tem aula de boxe. Como minha agenda só me permite malhar pela manhã e eu pratiquei boxe por cerca de um ano, fui autorizada pelo instrutor a realizar os exercícios que já conheço, tirando minhas luvas do baú. Uma nova fase, toda animada!

No final do mês, marquei consulta com uma nutricionista. Preciso ir ao mercado antes de dar início à reeducação alimentar, mas gostei bastante do fato de ela ter levado em consideração a minha rotina diária e os alimentos que gosto na construção da alimentação. Ela optou inicialmente por uma dieta sem lactose e sem glúten, ou seja, nada de leite nem derivados e nada de pães, biscoitos, bolos e cia. A dieta inclui ainda uma suplementação vitamínica, muita salada, fibras e sucos verdes.

2Da reeducação alimentar, vou falar em um próximo momento, já que nem comecei ainda de forma intensa, pois só terei como ir ao mercado no final de semana. Por enquanto estou adequando ao que já tenho em casa, não estou afundando o pé na jaca, nem estou descontando agora tudo o que não poderei comer nos próximos dias. A proposta é voltar com um mês e ver os resultados iniciais.

Sei que não vai ser fácil no início, que o organismo sente falta, que a mente de gordo é uma merda e trabalha sempre contra o relógio, mas tudo na vida exige força de vontade e disciplina. O que tenho pedido internamente é que esta força de vontade se manifeste a cada dia ao acordar e que a disciplina seja minha guia nos próximos meses. Minha meta é perder 10 kg e sei que não é uma tarefa fácil para quem já está nos 35 anos e há algum tempo eliminou outros 10kg.

Mas vamos que vamos e vou contato a vocês os resultados.

Leia Mais

Buscando ânimo para voltar a malhar

exerciciosOlá, meninas! Como passaram o findi? O meu foi de muita reflexão sobre as necessidades do meu corpo. Sim, preciso com muita urgência voltar a praticar qualquer atividade física. Quem acompanha o blog há algum tempo sabe que sempre fui bastante ativa, já fiz boxe, treinamento funcional na praia, musculação muay thay, enfim… Mas de um ano para cá, devido a mudanças significativas na minha vida profissional, acabei deixando de lado a prática de atividade física. Não foi por minha vontade, mas por circunstâncias do dia a dia.

Fato é que não estou nem um pouco feliz com isso e meu corpo começou a berrar em alto e bom som que precisa se exercitar! Estou aqui pra dividir com vocês esse meu momento, já que a necessidade do meu corpo está batendo de frente com a falta de ânimo de reorganizar a vida, incluindo a malhação e a dieta balanceada no meio de tudo. Estou um pouco perdida, nem parece que já fui tão mais ativa, mas fato é que fico me perguntando: começo por onde? E sempre me prometo que vou começar na próxima segunda, que embora esteja “próxima”, nunca chega.

É isso, meninas, queria muito ouvir vocês, saber da experiência de vocês, tentar trocar figurinhas para conseguir reunir o ânimo que preciso para retomar a rotina. Meus horários estão meio loucos e o excesso de atividade toma conta do meu dia a dia. Se puderem compartilhar suas experiências e como conseguiram promover mudanças neste sentido, agradecerei imensamente pela ajuda!! No mais, uma semana linda pra vocês, cheia de coisas boas.

Leia Mais

Como arrumar os cabelos para a atividade física?

Está aí uma pergunta com a qual eu nunca me preocupei, até receber o e-mail reunindo as dicas que postarei logo abaixo. O cabelo nunca foi o meu foco na academia. Se estava com um prendedor, prendia de qualquer jeito. Já esquecesse em casa, malhava com o cabelo solto. Mas não custa preservar os fios também durante a atividade física, não é? Então seguem as dicas do visagista Robson Trindade.

*Filtro solar: esta é a principal recomendação do visagista, durante os exercícios com exposição ao sol. Segundo ele, a radiação UV em excesso é muito prejudicial. Outra dica é utilizar um boné durante a exposição ao sol. No caso de cabelos oleosos, o ideal é lavá-los uma vez ao dia.

*Penteados: para a corrida, a recomendação é usar tranças, coques ou banana. A ideia é que os cabelos não soltem com facilidade e que a arrumação não prejudique os fios. Ele alerta também para a importância de não abafar o couro cabeludo, prendendo o cabelo de forma a ficar com os fios um pouco mais soltos. Quem tem cabelo curto, pode usar grampos, prendendo para trás.

*Corte: quanto maior as madeixas, mais sensíveis estarão as pontas. Então a dica é sempre fazer a manutenção do corte, aparando as pontas e protegendo os fios das altas temperaturas e do sol.

*Hidratação: o visagista indica a hidratação de neon, que pode ser feita em quatro versões. É feita a seco em 8 minutos, ideal para recuperar o cabelo danificado por exposição ao sol e ao suor.

Se vocês tiverem alguma dica ou sugestão de produto, avisem nos comentários! 🙂

Leia Mais

Test Drive: três produtos contra celulite

*Texto e teste feito por Andreia Santana

Passei os últimos três meses testando produtos de três marcas diferentes contra a celulite. Sim, eu tenho. E você provavelmente também tem! Até porque, 99,9% das mulheres têm, em maior ou menor grau. E isso nos preocupa. Por mais intelectualizada, descolada, desapegada e antenada que seja uma mulher, celulite incomoda, ponto. Admito ser gordinha, não tenho trauma com meu manequim G assumido, mas confesso que olho muito atravessado para celulites.

A imagem é do blog My Diary Light.

Definindo a criatura: Segundo o portal Banco de Saúde, a dita cuja que chamamos celulite é o aparecimento de ondulações na pele – geralmente glúteos, coxa, braços, abdomen e nuca – poh, na nuca, velho! -, que dão a esta um aspecto de casca de laranja ou de colchão. É causada por alterações no tecido gorduroso e na microcirculação e tem causas que tanto podem ser a predisposição genética (mamãe tem, você também!) quanto desequilíbrio hormonal, passando ainda pela alimentação toda errada da nossa vida contemporânea e sedentarismo (horas sentada diante de um computador não faz nada bem à beleza das pernas meninas).

O Test Drive – Eis os produtos que testei – Kit Cellu-Shape Timewise (Mary Kay), Laser Shape Gel/Loção (Renew – Avon) e Sérum Bio-redutor Chronos (Natura). Todos foram investimento pessoal. Conforme as regras do Test Drive de sempre avisar a procedência do material, dessa vez não veio de nenhuma assessoria das marcas, mas do meu bolsinho. Não que os produtos enviados me impeçam de ser crítica (sou uma pessoa crítica por natureza). E sou consumidora antes de qualquer coisa, mas acredito – e as outras blogueiras do Conversa também – que fica mais transparente explicar a origem das coisas.

Para manter o nível de exposição compatível com minha reputação de pessoa discreta, não vou mostrar as pernas por aqui. É blog, requer uma certa dose de exposição, mas daí a virar reality show tem limites que não costumo ultrapassar.

E agora, vamos ao que interessa, as opiniões para cada um dos produtos, na ordem de uso:

Kit Cellu-Shape Timewise (Mary Kay) – O Sistema Modelador Cellu-Shape inclui uma loção diurna de alto poder hidratante (a pele fica de bebê de tão macia!) e um gel noturno para massagear as áreas afetadas pela celulite, que promete ajudar o sistema de sustentação da pele a segurar tudo no lugar. E segura! O investimento – que a depender do ponto de vista, é salgadinho – valeu a pena, no meu caso, porque não promete milagres, mas faz maravilhas. Com uma semana de uso, notei a pele macia e reluzente, agradável ao toque e mais uniforme. O gel noturno, quando massageado nas coxas e abdomen (é onde se concentra minha celulite e foi onde testei), provoca um aquecimento moderado nas regiões massageadas. Com três semanas, notei que a pele estava super hidratada e os sinais visiveis da celulite tinham sido atenuados de modo muito satisfatório. O hidratante, usei também nos braços. Essa loção não é do tipo melequenta e a pele fica com uma consistência aveludada e com viço, rejuvenescida. Ajudou ainda a diminuir as manchinhas de sol, porque deu uma clareada (iluminada na pele) e também atenuou a aparência de vasinhos (aquelas veias pequenas) nas coxas. Acredito que o ato de massagear diariamente também tenha contribuido para melhorar a microcirculação nas áreas afetadas pela celulite e para quebrar as cadeias de gordura que alimentam a infame.  Testado e aprovado! E para quem quiser investir, o Kit custa R$ 169,00. Tenho consultora MK, mas quem não tiver, clica aqui.

Laser Shape Gel/Loção (Renew – Avon) Esse produto foi o que menos me impressionou, dos três usados. Fiquei frustrada, porque tinha muita expectativa nele. Sou consumidora da Avon há anos e gosto de vários produtos da marca, inclusive já testei alguns aqui no blog e vivo informando os lançamentos na sessão Curtinhas, mas o Laser Shape me prometeu mais do que podia cumprir. Para começar, achei a embalagem pouco prática. A ideia de fazer bisnaga dupla, com o creme e o gel saindo por aberturas diferentes, simultaneamente, se revelou um transtorno quando o produto chegou ao fim. Sobrou mais gel do que loção e o gel sozinho não é eficaz. Conversando com Alane, que também testou – compramos juntas os nossos produtos – a percepção dela foi bem parecida com a minha. O produto é ótimo para disfarçar a celulite, mas deixa a desejar no quesito tratar, que é o que de fato nos interessa. O creme tem partículas de brilho muito sutis, que quando massageadas na pele, atuam como aquele velho truque de maquiagem, de difusão da luz. Ou seja, desvia o foco do problema, iluminando outras áreas. Claro que, iluminando e hidratando, já reduz “visivelmente” a celulite, mas reduzir “visivelmente” não quer dizer que ela não está ali. No fim das contas, para uma emergência (tipo botar uma mini-saia para um evento ou fazer uma foto de modelete), pode atuar como uma “maquiagem” da celulite, dando a impressão de que a pele é mais lisa do que de fato é. O gel, que no início da aplicação é gostosamente geladinho, quando espalhado na pele, me deu uma sensação de grude, como se a coxa tivesse sido envolvida em filme plástico. Para quem quiser testar e tirar as próprias conclusões, o valor do produto varia de R$ 70 a R$ 60 reais, mas já vi campanhas nos folhetos Avon em que ele sai até por R$ 37,90. Eis o folheto virtual.

Sérum Bio-redutor Chronos (Natura) – Esse produto me impressionou tanto quanto o Cellu-Shape e se mostrou igualmente eficaz no quesito tratamento da celulite. A vantagem desse bio-redutor da Natura é que ele tem um cheiro suave, que não entra em conflito com nenhum outro produto que esteja usando, como perfume. Além de manter a pele bem hidratada, dos três, foi o que percebi com mais nitidez os benefícios de bio-redução. Visivelmente, a circunferência das coxas e do abdomen reduziu. Na fita métrica, foram 2cm embora! Não é lindo? Além disso, assim como o Cellu-Shape, a hidratação dura horas. Sempre uso os produtos de manhã, antes de sair – secagem super rápida, cobertura matificada e nada de meleca antes de vestir a roupa para trabalhar – e também antes de dormir. Ao acordar, notava que a pele conservava o toque avelulado e o aspecto viçoso, como se tivesse acabado de aplicar. Diariamente, percebi a melhora do aspecto geral da pele e também da sua elasticidade e firmeza. O produto promete, e cumpre na medida do possível para um tratamento cosmético, quebrar moléculas de gordura e impedir o acúmulo de novas. Ou seja, com o uso constante, não só serve para tratar como para prevenir a celulite. Esse, já adotei no dia-a-dia e pretendo revezá-lo com o Cellu-Shape. Para quem quiser testar, custa R$ 89,00 a embalagem de 100ml e R$ 71,20 o refil. Mas comprei os dois juntos por R$ 129,00, numa promoção que a revista Naturacostuma fazer. As duas embalagens, 200ml, dá para usar por um mês, tranquilamente.

Pretendo testar outros produtos contra celulite, de outras marcas. Posto aqui os resultados quando fizer os testes. Além disso, vale sempre ressaltar que além da atuação dos produtos descritos acima, o ato de massagear as coxas e o abdomen na aplicação, com movimentos circulares e ascendentes (para cima) ajuda muito na absorção e também na melhora da circulação sanguínea, potencializando o tratamento. Então, não basta aplicar, tem de massagear mesmo, com vontade! Outra coisinha importante é que, nenhum gel, creme ou loção, sozinho, vai fazer milagres contra sua celulite. É preciso cuidar da alimentação (refrigerantes e doces são inimigos das coxas bonitas, moças!) e também fazer atividade física regular. Ao ficar horas na frente do PC, inclusive, lembrem de fazer intervalos e dar uma caminhada, esticar e movimentar as pernas, para ajudar na circulação.

Quem quiser comentar suas impressões, caso tenha usado algum dos produtos citados, ou mesmo me indicar novas marcas para testar, a caixa de comentários do post é de vocês!

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Foco sobre a saúde feminina: osteoporose e pilates

Finalizando a série Foco sobre a saúde feminina, Cristina Abrami, do CGPA Pilates, explica de que forma esse método pode ajudar pacientes com osteoporose e quais exercícios são indicados e contra-indicados para quem tem a doença. Confiram!

OSTEOPOROSE E A PRÁTICA DE PILATES

O aumento da expectativa de vida do brasileiro tem sido acompanhado por uma epidemia silenciosa, que pode ganhar maiores proporções nas próximas décadas. A vilã, conhecida como osteoporose, compromete a qualidade de vida de uma em cada três mulheres acima de 50 anos. Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) 10 milhões de brasileiros sofrem de osteoporose. Uma a cada três mulheres com mais de 50 anos tem a doença. 75% dos diagnósticos são feitos somente após a primeira fratura. No Brasil, a cada ano ocorrem cerca de 2,4 milhões de fraturas decorrentes da osteoporose. 200 mil pessoas morrem todos os anos no país em decorrência destas fraturas. Os dados estão disponíveis em: dez coisas que você precisa saber sobre a osteoporose.

Exercícios físicos são recomendados e o Pilates tem se mostrado aliado para o combate à osteoporose. A diretora técnica do CGPA Pilates, Cristina Abrami, comenta como a prática do método pode ajudar quem quer evitar o desgaste dos ossos e quem já tem a doença.

1- O que é osteoporose?

Segundo a OMS – Organização Mundial da Saúde – osteoporose é uma desordem esquelética caracterizada por redução da massa óssea, com alterações da microarquitetura do tecido ósseo, levando a redução da resistência e ao aumento da suscetibilidade a fraturas. A perda óssea pela osteoporose acontece de maneira gradual e silenciosa, não apresenta – na maioria dos casos – nenhum sintoma. Normalmente a diminuição da densidade óssea só é percebida quando há perda de estatura, aumento da cifose torácica ou em alguns casos quando aparecem dores na linha da cintura.

A osteoporose pode atingir: mulheres, homens, crianças, jovens, adultos e idosos. Não deve ser considerada como um processo normal de envelhecimento, por isso foi considerada como doença em 1994, pela OMS. Nos Estados Unidos a osteoporose é considerada epidêmica. Uma a cada duas mulheres e um a cada quatro homens, com idade superior a 50 anos, sofrerá ao longo de suas vidas uma fratura de coluna, quadril  ou punho por osteoporose.

2- Os professores de educação física e o pessoal de academia estão preparados para lidar com esse portador?

Portadores de osteoporose, na maioria das vezes, não sabem que foram acometidos pela doença. Os portadores de osteoporose correm grande risco de sofrerem fratura durante as suas atividades físicas.  Grande parte dos professores de ginástica e até fisioterapeutas desconhece a doença e como desenvolver programas seguros para os alunos portadores de osteoporose. Muitas vezes por falta de informação, aplicam exercícios que podem – gradativamente – causar micro-fraturas, agravando o quadro. A maioria dos exercícios deve ser modificado para  alunos portadores de osteoporose. O Pilates é indicado para pessoas que possuem osteoporose, desde que aplicado por um professor que tenha amplo conhecimento – tanto da técnica como da doença – para poder adaptar os exercícios sem oferecer risco de fratura ao aluno com osteoporose.

3- Como o Pilates pode ajudar quem sofre de osteoporose?

É importante informar que o “Método Pilates tradicional”  necessita ser modificado para ser aplicado em alunos com osteoporose. Algumas posições são totalmente contra-indicadas, podendo causar fraturas principalmente na coluna vertebral. O Método Pilates desenvolve grande consciência corporal, força e equilíbrio, condições indispensáveis para portadores de osteoporose. Os equipamentos oferecem comodidade e assistência ao aluno, permitindo que o professor faça as correções necessárias para obter melhores resultados com maior segurança.  Pessoas com osteoporose têm a tendência ao aumento da cifose torácica e por conseqüência a cabeça tende a ficar em uma posição mais protrusa. Os exercícios do Método Pilates visam à correção desta postura errada e trazem o aluno o mais próximo possível da posição ereta. Além do trabalho resistido, o aluno com osteoporose precisa treinar o seu equilíbrio para evitar quedas, motivo de grande parte das fraturas ósseas em indivíduos da terceira idade.

4- Quais os exercícios mais comuns para combater a osteoporose?

Os exercícios mais comuns são para fortalecimento abdominal (sem flexão da coluna),  o desenvolvimento de equilíbrio, o fortalecimento da musculatura posterior do tronco, dos flexores e extensores dos quadris e para os membros superiores e inferiores.

5- Os médicos indicam o pilates para estes casos?

Sim, cada vez mais os médicos reconhecem os benefícios do Pilates e recomendam a prática do método aos seus pacientes.

6- Dicas para portadores de osteopenia ou osteoporose:

>>Não executar exercícios que exijam a flexão da coluna, como os abdominais tradicionais.
>>Dê preferência aos exercícios de extensão de coluna no lugar dos de flexão.
>>Trabalhe os exercícios de equilíbrio, para evitar quedas.
>>Execute exercícios que fortaleçam a musculatura e que trabalhem por compressão e impacto, estes ajudam a aumentar a DMO (densidade mineral óssea)
>>Hidroginástica não é indicada para aumentar a DMO; não trabalha a ação da gravidade
>>Procure variar o treino, especialistas dizem que os ossos gostam de surpresas!

*Fonte: Cristina Abrami é formada em Educação Física pela USP, certificada no Método Pilates pelo Physicalmind Institute dos EUA como professora de instrutores e possui o selo internacional de Certified Pilates Teacher pela PMA – Pilates Method Alliance – que atesta a qualificação de profissionais em todo o mundo. Para saber mais, visite o site: www.cgpapilates.com.br

==============================

Confira os outros posts da série:

>>Testes para saber quando a mulher entrará na menopausa

>>Prevenção à osteoporose

>>Tratamento alternativo para menopausa

>>Foco sobre a saúde feminina no mês de outubro

Leia Mais

Saúde & Fitness: Mais um pouquinho de pilates

Para o post da série Saúde & Fitness deste domingo, selecionei mais material sobre pilates, para ajudar a disseminar essa atividade física que também mexe com o emocional e, consequentemente, o espiritual (numa concepção menos religiosa e mais filosófica e cosmogênica de espírito). Me interesso cada vez mais pela prática, que é uma das preferidas de Gio. Abaixo, vocês conferem uma dica do Estúdio Via Corpo e, na sequência, um artigo da Cristina Abrami, especialista na técnica:

Pilates com bola é uma das modalidades mais comuns. No Estúdio Via Corpo, em Salvador, especialista orienta para o uso de malabares. Saiba mais abaixo:

PILATES COM MALABARES

O Estúdio Via Corpo – Yoga, Pilates e Dança agora tem aulas de Pilates com Malabares, com o professor alemão Jan Fichtner, formado em Ciências do Esporte, na Deutschen Sporthochschule, em Colônia, na Alemanha. Jan Fichtner, que pratica malabares há 15 anos, aponta a utilização da técnica circense como grande aliada no estímulo aos dois hemisférios cerebrais, à concentração, ao desenvolvimento da criatividade e coordenação motora, além de ser uma ótima forma de relaxar, melhorar a postura corporal, treinar a musculatura dos olhos e divertir. O foco das aulas de Pilates com Malabares é o exercício físico, mas os malabares atraem pela ludicidade e pela possibilidade de trabalhar de uma forma diferenciada o corpo e as capacidades cognitivas. Com as aulas, Jan Fichtner pretende também trabalhar o desenvolvimento de crianças, a partir dos dez anos de idade, e chamar a atenção de homens  – para quem o método de Joseph Hubertus Pilates foi originalmente criado – para a possibilidade de ganhar massa muscular, sem esquecer de alongar os músculos e trabalhar a respiração.

Aulas experimentais podem ser agendadas através do telefone (71) 3345-6747.

Serviço:
Via Corpo Estúdio de Pilates Yoga e Dança
Rua Tupinambás 65 Rio Vermelho
Tel  71 3345-6747 /  71 9114-8327

=========================

Método Pilates para equilibrar corpo, mente e espírito

*Cristina Abrami

Desde que a revolução industrial alterou drasticamente a rotina dos trabalhadores, impondo ao corpo a realização de movimentos repetitivos e automáticos, alienando a mente e dissociando corpo e espírito, o ser humano procura o equilíbrio entre o físico e o energético. Foi a partir dessa observação, que o alemão Joseph Pilates desenvolveu um sistema de exercícios que contempla todas as dimensões do homem: física, mental e espiritual. Essa é nossa busca!

Através dos movimentos naturais realizados por meio de repetições apropriadas de cada exercício num determinado ritmo, se adquiri o completo controle sobre o corpo. Todo o método está baseado em seis princípios que pretendem devolver ao homem uma movimentação mais espontânea e consciente: o centro de força (powerhouse), a concentração, o controle, a fluidez de movimento, a precisão e a respiração.

O Centro de Força é o foco principal do método Pilates, que compreende a região abdominal formando um cinturão, com a finalidade de condicionar a musculatura abdominal diminuindo a sobrecarga lombar, além de estabilizar o tronco e a pelve, promovendo a segmentação da coluna, facilitando a dissociação dos membros inferiores e superiores.

O criador da técnica, Joseph Pilates

A concentração permite que se volte a atenção para o corpo todo enquanto se executa movimentos simples ou complexos. O Controle é o domínio sobre os movimentos dos vários segmentos do corpo. A Fluidez é a maneira de executar dos movimentos de modo ritmado, coordenado, harmonioso e com uma dinâmica específica, sem movimentos bruscos, em uma seqüência sem interrupções entre o exercício anterior e o seguinte. A Precisão, aliada ao controle, permite uma exatidão de movimentos sem gastos desnecessários de energia ou movimentos acessórios, mantendo a naturalidade e a espontaneidade.

“Mesmo que você não siga as outras instruções, aprenda a respirar corretamente”, dizia Joseph H. Pilates. O controle respiratório é um ponto de grande importância na prática do método Pilates, pois todos os exercícios são acompanhados por uma inspiração e expiração completas, que aumenta a capacidade respiratória, promove maior oxigenação do sangue, relaxa tensões e promove a integração entre o controle mental e os movimentos do corpo.

O método Pilates pode ser praticado por pessoas de qualquer idade e condição física, mas é importante a orientação de um instrutor certificado e estar disposto a resgatar a consciência e o controle sobre si mesmo, buscando a tão desejada integração e o equilíbrio entre: corpo, mente e espírito.

*Cristina Abrami é fundadora e Diretora Técnica do CGPA Pilates

==============================

Leia mais no blog sobre Pilates:

>>Saúde & Fitness: “Pilates desde criancinha”

>>Prática de Pilates atende necessidades femininas

>>Pilates alivia dores lombares

Leia Mais

Atleta aos 30: escolhendo a atividade

Para mim, o mais importante é escolher uma atividade física que realmente você goste. Não adianta forçar a barra, se sua intenção é fazer a prática do exercício uma rotina. Porque se você não gosta do que está fazendo, sempre que tiver uma desculpa vai usá-la para não ir e com o tempo vai acabar deixando-a de lado. Eu sempre achei musculação um saco. Pela rotina, pela repetição. Apesar disso, eu preferi me convencer de que era importante para o fortalecimento muscular. Eu aprendi a gostar, internalizei a importância do tipo de atividade para os meus objetivos.

Eu gosto de variedade. Hoje em dia sempre procuro fazer mais de uma atividade, para não correr o risco de cansar da rotina e porque eu gosto mesmo.A atividade física me deixa com mais energia, mais disposta. Como muitos já sabem, a prática de atividade física libera no cérebro a endorfina, substância responsável pela sensação de bem estar e prazer. Mas é importante fazer uma ressalva com relação a isso, porque não há liberação de endorfna se a pessoa estiver sofrendo com a prática do exercício. E por isso é tão importante a escolha de uma modalidade que seja agradável e da intensidade da prática, que não pode ser excessiva.

==================================

Remo – Como falei no post anterior, já fiz remo, uma das atividades mais bacanas que pratiquei na vida. Eu treinava na escolinha do Vitória no Dique do Tororó. O que curtia no esporte era a possibilidade de estar fora de uma sala, em um ambiente diferente, em contato com a natureza. Além disso, precisava fazer exercícios para o fortalecimento muscular na academia da sede da escolhinha, o que me liberava de ter de fazer a musculação em um outro lugar. Então, sempre antes de ir para a água, a gente fazia o treino muscular. Alguns meses depois de começar, no entanto, comecei a ter aulas pela manhã e tive de abandonar a atividade.

Vôlei – Mais nova, com uns 11 anos, me matriculei nas aulas de vôlei do Sesc do Aquidabã. Eu adoraaaaaava, e quando me lembro, me arrependo de ter parado. Embora seja baixinha (mas na média da população feminina brasileira, claro.. hahaha), eu achava que tinha jeito para a coisa. Eu sempre ia com uma amiga que também era vizinha. Até que um dia ele implicou com o professor e decidiu parar. Como eu estava acostumada a irmos e voltarmos juntas, acabei começando a faltar, até que abandonei também. Lembro que o aquecimento, além de correr subindo e descendo as escadas da arquibancada, era uma partida de futebol de salão.

Artes marciais – Meu sonho era praticar uma arte marcial ou alguma modalidade de defesa pessoal. Passei meses em busca de uma escola para treinar Krav Magá ou Kong Fu, mas infelizmente não achei nenhum horário compatível com o meu. Foi na época em que, ainda na academia que falei no post anterior, lá perto do meu trabalho, fui fazer abdominal na sala de ginástica e o professor do boxe me convidou para fazer a aula. Eu fiquei encantada pelo boxe, pela descarga de energia, pela adrenalina. Adotei o boxe e, hoje, já treino em uma academia especializada apenas na modalidade.

Boxe – Acho muito bacana a forma como o boxe trabalha todo o corpo. Senti muita diferença na região abdominal, por exemplo. Lá, o instrutor faz séries de abdominais nos finais das aulas, e eu senti muita diferença mesmo. Outra coisa que adoro no boxe (além de bater em Bob, claro.. hahaha), é a parte de alongamento que inicia a aula. Acho uma atividade super completa, em que todo o corpo acaba trabalhando durante a aula inteira. Eu virei fã da práqtica e minha vontade é nunca mais largar. Sempre me sinto mais disposta depois dos treinos.

==================================

Além do boxe, hoje eu corro e faço treinamento de condicionamento físico na praia (este último, apenas aos sábados). A corrida, que era só na esteira da academia e esporadicamente nas ruas, vai começar a ser uma atividade mais especializada, com orientação de um instrutor. É que agora em agosto estou entrando em um clube de corrida para treinar de forma direcionada e, assim, poder avaliar os resultados e os meus avanços. Aqui em Salvador, já participei de duas provas de 5km na rua e foi bom ver que melhorei meu tempo na segunda prova. E vocês, já estão envolvidos em alguma atividade física?

Leia Mais

Saúde e Fitness: As vantagens da caminhada para a beleza

Conversa de Menina oferece mais uma série para vocês a partir desta quinta-feira. Saúde e Fitness, com publicação semanal, reúne artigos e reportagens mais recentes, encaminhados ao blog, que refletem sobre atividade física, bem-estar e qualidade de vida, bem como problemas de saúde que são agravados justamente pela falta de exercícios, temas que estão sempre presentes nas nossas postagens. Desta vez porém, ao invés das impressões pessoais como mulheres que tentam no dia a dia conciliar o cuidado da mente e do corpo,  vamos abrir espaço para especialistas no assunto. Lógico que continuaremos contando para vocês sobre a nossa luta diária contra a preguiça e a balança, mas  por ora, abrindo a série, segue um artigo do ortopedista Fabio Ravaglia, de quem já publicamos outros textos. Desta vez, ele reflete sobre as vantagens da caminhada para manter a beleza física. É isso meninas e meninos, andar, além de fazer bem para o coração, faz bem para a auto-estima! Confiram:

===================================

As vantagens da caminhada para a beleza do corpo

*Dr. Fabio Ravaglia

Muitos são os benefícios da caminhada para a saúde e, não à toa, andar tem sido recomendação médica constante como terapia ou prevenção para várias doenças. A lista de problemas que a caminhada ajuda a evitar é imensa: acidente vascular cerebral, depressão, ansiedade, osteoporose, artrose, obesidade, diabetes “mellitus”, câncer de intestino e intestino preguiçoso. Caminhar ajuda a reduzir o colesterol ruim e a aumentar o bom, a combater a hipertensão, a controlar o diabetes e a liberar endorfinas — os hormônios que tranquilizam e dão a sensação de bem-estar. Noto que é cada vez mais frequente as pessoas praticarem a caminhada como aliada da boa forma – não só do ponto de vista da saúde, mas dos benefícios estéticos que traz para homens e mulheres. Caminhar emagrece, embeleza as pernas, levanta o bumbum, fortalece as coxas e seca a barriga.

Por se tratar de uma atividade física aeróbica, a caminhada mexe grandes músculos dos braços e pernas, fazendo com que os batimentos cardíacos e a respiração se acelerem. A maior quantidade de ar inspirada, comum em atividades aeróbicas, permite maior oxigenação do cérebro, o que leva à intensificação dos mecanismos do metabolismo. O movimento dos membros inferiores para promover a locomoção ativa a circulação sanguínea e ajuda a tonificar a musculatura, deixando as pernas mais fortes e torneadas. Quando o sangue circula melhor, o coração fica fortalecido e evita-se o surgimento de varizes. Há melhora inclusive nos pequenos entupimentos existentes em alguns vasos sanguíneos das pernas. Andar também exige uma movimentação frequente dos glúteos, levando ao fortalecimento da musculatura e deixando-a firme por igual. Os ossos também se beneficiam com o exercício.

Quem começa a caminhar, percebe a diferença nos contornos do corpo. A queima de calorias ocorre de acordo com a intensidade da caminhada e, em poucas semanas, é possível dar adeus a alguns quilos extras. Toda a parte inferior do corpo realiza movimentos e fica responsável pela sustentação do corpo, sendo obrigada a locomover o peso da pessoa em um esforço que consome energias. O abdome bem posicionado é fundamental para se livrar da barriguinha indesejável. Por isso, é importante manter a postura ereta, com a coluna reta e o queixo perpendicular ao chão. A dica para conseguir manter a postura correta é olhar para o horizonte e prender a musculatura do umbigo, como se pudesse colocá-lo próximo às costas. Toda a melhora no funcionamento do metabolismo propicia um aumento da resistência física, da força e da flexibilidade, e com isso vem a maior eficiência do sistema imunológico. Para completar os benefícios à saúde e à estética, há ainda as vantagens sobre a mente: a caminhada ajuda no tratamento de distúrbios psicológicos ao diminuir o estresse e combater a depressão. Resumindo, muito mais saúde e vitalidade, para o corpo e para a mente.

A prática da caminhada apresenta resultados positivos surpreendentes, mesmo considerando que o metabolismo de cada um varia e reage de maneira diferente às situações. Para iniciantes, a caminhada precisa ser inserida na rotina e intensificada gradativamente, sem ultrapassar o limite físico da pessoa. Uma dica para saber qual é o limite é observar a respiração, que deve permitir que se fale uma frase completa, sem interrupção. Caso a frase seja interrompida, pare um minuto e inspire profundamente pelo nariz, abrindo os braços esticados lateralmente, e expire lentamente, soltando o ar pela boca e fechando os braços esticados à frente do corpo, repetindo o exercício até que a respiração volte ao normal. Continue caminhando, mas diminua o ritmo da caminhada.

Quando a intensidade do ritmo da caminhada está forte demais, a pessoa não consegue dizer nem uma sílaba de uma palavra. O ideal para manter o equilíbrio da respiração é inspirar em um passo e expirar em três passos, o que também evita as dores abdominais. Outro aspecto a ser observado é a frequência cardíaca. No caso de idoso, por exemplo, a intensidade do exercício deve ser de 60% a 90% da frequência cardíaca máxima (própria para a idade), que deve ser avaliada, preferencialmente, por meio de consulta médica, complementada pelo teste de esforço. Partindo de uma atividade moderada, com o tempo, o metabolismo ganhará um impulso, percebido pelo aumento da disposição física e do bem-estar. Lembro de alguns cuidados a serem tomados. Para iniciar qualquer atividade física, faça a avaliação física com um profissional para saber se está apto a exercer determinadas práticas. Isto porque há recomendações específicas para hipertensos, diabéticos, depressivos, etc. Antes e depois de caminhar, é preciso fazer um alongamento para aquecer o corpo e um relaxamento, com movimentos que vão ajudar a esfriar o corpo e a soltar a musculatura.

Tanto a caminhada moderada quanto a rápida são boas. Depende dos objetivos de cada um e também do estágio do condicionamento físico. Destaco dois parâmetros usados para se saber como a saúde está sendo cuidada. O primeiro é o da Organização Mundial da Saúde – OMS, que recomenda que a pessoa pratique qualquer atividade física durante 30 minutos, três vezes por semana. O segundo é que para não ser considerado sedentário, é preciso dar 10 mil passos por dia, o que daria cerca de 5 mil metros, contando toda a movimentação realizada desde que se sai da cama até voltar a dormir, à noite. O importante para a saúde é manter o corpo em atividade. Para a boa forma, talvez seja preciso implementar um treinamento. Comece aos poucos e aumente gradativamente o tempo e o tamanho do percurso. A caminhada bem orientada mostra-se mais eficaz tanto para a saúde quanto para a boa forma. Cuidar do corpo e sentir-se bem é saudável e a caminhada tem se mostrado um excelente exercício para ter um bom condicionamento físico e conseguir o efeito estético desejado.

*Fabio Ravaglia é médico ortopedista graduado pela Escola Paulista de Medicina (Unifesp) com residência médica no Hospital do Servidor Público Estadual, especialização em coluna vertebral pelo Instituto Arnaldo Vieira de Carvalho (Santa Casa de Misericórdia de São Paulo) e mestre em cirurgia pela Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp. Também preside o Instituto Ortopedia & Saúde, organização não-governamental que tem a missão de difundir informações sobre saúde e prevenção a doenças.

Leia Mais

Aulas gratuitas de pilates para mulheres nesta segunda

Embora o pilates seja mais a praia de Giovanna, estou tentada a começar a fazer aulas. Ela me convenceu, depois de enumerar toda animada os benefícios da prática. E, para incentivar outras meninas, divulgamos aqui no blog uma aula pública que o Centro de Atividade Física e Saúde Viva Salute oferece, nesta segunda, 8. Serão duas turmas, das 7 hs às 8 hs; e das 19 hs às 20 hs. As aulas, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, serão ministradas pela fisioterapeuta Juliana Pereira.

As interessadas podem se inscrever pelo telefone (71) 3014-0233

=================================

Leia outros posts que já publicamos sobre pilates:

>>Pilates alivia dores lombares

>>Prática de Pilates atende necessidades femininas

Leia Mais

Alimentação ruim gera processos inflamatórios no organismo

Divulgação
Frutas, legumes e verduras são grandes aliados no combate aos processos inflamatórios no organismo

*Texto da jornalista Giovanna Castro

Gente, levei um susto danado ontem. Quer dizer, ontem não, hoje mesmo. Explico. Ontem, eu recebi a notícia e o susto veio hoje depois que eu fui fuçar São Google dos Pacientes Mal Alimentados e Desvalidos. Voltei para minha segunda consulta com o nutricionista para avaliação da primeira fase da minha reeducação alimentar, iniciada no finalzinho de dezembro. Depois de constatar que perdi quase dois quilos em um mês e meio sem fazer muita força e de receber novas recomendações, ouvi dele uma frase que me deixou encucada. Não vou me lembrar as palavras exatas, mas foi mais ou menos: “A gente tem que resolver esse monte de processos inflamatórios que você tem”. Helloooooo? Como assim? Não perguntei nada a ele na hora por vários motivos, mas a frase ficou buzinando na minha cabeça até agora, quando acessei o meu padroeiro via internet.

Devo confessar que não estava levando muita fé nessa história de reeducação alimentar. Apesar de minha mãe falar a vida toda que “essas espinhas no seu rosto são alimentação ruim”, eu não dava muita bola. Mesmo. Sabe como é, a gente sempre acha que mãe enche um pouco o saco, mas acaba vendo na prática que elas estão sempre certas. Que mistério é esse? Assunto para um outro post… Mas, voltando ao tema alimentação, não levava muita fé até que as pessoas começaram a comentar que eu tinha emagrecido e que o aspecto da minha pele havia melhorado. Fui tirar a prova, resultado, uma calça e uma saia jeans que não me cabiam há tempos, entraram com facilidade, e fui olhar minha pele no espelho, constatando que realmente estava mais viçosa e apresentável.

Daí que entra meu susto com os tais processos inflamatórios. Eu já sabia, logicamente, que meu hábito de comer salgadinhos, pipoca doce, biscoitos, doces e balas, tudo industrializado, não era boa coisa, mas os exames de sangue constataram por A mais B que eles originaram dentro de mim processos inflamatórios que, por definição, são uma reação do organismo às agressões sofridas pelas células e pelos tecidos. Sempre me senti meio mal e estranha depois que comia essas coisas, mas o sabor era tão atraente que superava todo o desconforto. Estou pagando o preço pelos pequenos e efêmeros prazeres da comida cheia de gordura trans e conservantes.

Divulgação
Combinação perfeita de nutrientes, o feijão e o arroz não podem faltar à mesa

A comida viva que tenho colocado no meu corpo nestes últimos dois meses, mais ou menos, me provou o que todo mundo sabe, mas não põe em prática, que a comida saudável faz a gente viver melhor. Comida morta ainda me atrai, não dá pra negar, mas estou decidida a lutar contra seu canto de sereia. Porque faz todo o sentido, se somos um organismo vivo, extremamente perfeito e complexo, é claro que não ia dar certo colocar pra dentro um combustível incompatível, ou seja, comida morta.

Navegando pelo Google, entendi que existem alimentos que exercem no organismo uma ação antiinflamatória, como é o caso dos peixes e sua gordura ômega 3 (o nutricionista tirou da minha alimentação os mariscos e frutos do mar que, segundo ele, são um veneno para mim, logo eu que amoooo nossa baianíssima moqueca de camarão…), das frutas como o tomate e a uva além, é claro, dos legumes e verduras. Eu tenho a sorte de gostar de frutas, mas preciso me esforçar para introduzir as verduras e legumes nas minhas refeições.

Descobri que o biscoito cream cracker, que eu gosto bastante e comia sempre, é um forte estimulante de processos inflamatórios. Imagine só, parecem tão mais inofensivos do que aquelas bolachas recheadas e wafers… Enfim, é preciso muito cuidado mesmo com o que se coloca na boca. Agora, especialistas chamam atenção que o processo inflamatório também é positivo porque culmina com cicatrização de lesões e protege o corpo contra infecções, ou seja, é natural que aconteçam mas não em excesso como está acontecendo comigo. Imagine a loucura de andar por aí com um corpo o tempo todo inflamado por dentro? Cada vez que penso nisso, me dá mais arrepios.

Divulgação
Atividade física é indispensável para manutenção de uma vida saudável

É óbvio que a retirada das coisas industrializadas da minha dieta provoca o que eu vou chamar aqui de síndrome de abstinência. Houve dias em que sucumbi ao salgadinho, à pipoca doce e à moqueca e revelei isso para o nutricionista. Pedi a ele que me desse alternativas para compensar as tensões, ansiedades e nervosismos do dia-a-dia que acabam nos fazendo cair de boca nas comidas mortas. Ele me falou pra tomar chá de camomila e comer frutas, no que eu retruquei:  “Mas não dá o mesmo efeito”. Aí tive que ouvir que o “efeito” de que falava é a combinação de açúcar e gordura tão prolífera nestes alimentos de prateleira de supermercado e tão nociva para o corpo humano.

Pois é, gente, minha luta contra as comidas mortas e por uma vida mais saudável está apenas começando e acredito que vai ser um caminho bastante árduo, afinal de contas, são mais de 30 anos de hábitos alimentares errados que precisarão ser corrigidos. Estou disposta a me esforçar o máximo, mas sei que vai ser bem difícil, ainda que já esteja me sentindo bem melhor com as pequenas conquistas que alcancei até agora como não sair mais de casa com fome de manhã cedo e observar melhor o que coloco dentro do prato. Ah, e antes de iniciar a “dieta”, já havia começado a praticar Pilates, que cumpre o papel da atividade física que não pode faltar de jeito nenhum neste processo.

Leia Mais