Luxo no Outono-Inverno 2010 Le Lis Blanc

Atenção leitoras fashionistas, mais previews de coleções para a baixa estação. Desta vez,  peças da Le Lis Blanc, que são ainda uma opção de presente para o Dia das Mães. A coleção Outono-Inverno 2010 da marca contempla um mix de estilos que vai do glamour à atitude rocker, com pitadas de sensualidade, sem abrir mão dos clássicos no melhor estilo Coco Chanel e muito menos deixar de aliar-se à modernidade.

Fiquem atentas às dicas: Entre as peças de destaque estão as jaquetas de couro ao estilo perfecto, casacos e paletós de alfaiataria com ombreiras (mostramos alguns casaquinhos e jaquetas nas fotos abaixo), vestidos estruturados e bandages, coletes longos e curtos, saias com recortes, regatas de seda rebordadas e jeans com diversas opções de lavagens e acabamentos. Outra novidade no conceito de moda Le Lis Blanc para  a baixa estação são as meias-calças de renda, que trazem ousadia aos looks.

A linha de camisaria também surge inovadora, além das brancas já tradicionais, elas vêm com ombreiras, golas estruturadas e muitos babados. A ênfase são para as listradas com punhos e golas brancas.

Nos pés, os sapatos estarão mais pesados, abotinados com salto altíssimo, ankle boots vazadas, botas de couro com canos mais longos (botas de montaria), sandálias de camurça, sapatilhas e uma imensa variedade de cintos e bijoux  rebordados  por cristais, tachas e muito brilho. As pérolas e correntes douradas também não foram esquecidas.

Na cartela de cores, os marinhos, cinzas mescla, pretos, off White, rosa, beges, marrons e  nude.

A beleza desta peça está nos detalhes

Os casaquinhos estruturados e de corte clássico nunca saem de moda
O corte de alfaiataria vem com tudo na coleção Le Lis Blanc para o inverno
Ombros estruturados é outra tendência dos modelos
Modelos assimétricos também integram conjunto de peças da coleção

Leia Mais

Para brilhar como uma joia

Trago para vocês um preview de duas coleções de joias para o Outono-Inverno 2010, das designers Gabriela Aidar e Carolina Ururahy.

Hapiness, by Gabriela Aidar

Gabriela Aidar é conhecida por suas peças fortes e pelo seu trabalho com pedras naturais. Para o outono-inverno 2010, a designer buscou inspiração na felicidade brasileira para criar uma coleção natural, leve e limpa, a Hapiness, composta por braceletes em espessuras mais finas, facilitando o uso com mais de uma peça ao mesmo tempo. Já os colares estão mais curtos, com pingentes menores. Anéis, pulseiras e brincos criam a cada nova combinação uma proposta irreverente e luxuosa.  Destaque para os braceletes rígidos, com fino volume, com pedras aplicadas em formatos de cruz. A cartela de pedras, sempre naturais, é regida pelo ônix, olho de tigre, sodalita, ametista e o quartzo rosa. Veja abaixo algumas peças da nova coleção e para saber preços, locais de vendas e conferir a coleção completa, visite o site da designer: www.gabrielaaidar.com.br.

Le Mi – Coleção 2010

A Le Mi, marca de Carolina Ururahy, aposta na simplicidade, mas com estilo. São joias bem elaboradas, mas é um “luxo acessível”, como define a própria designer, que cria peças para mulheres reais. As joias de Carolina, na faixa de preço entre os R$ 250,00 até R$ 2.700, podem ser encontradas nas multimarcas Nag Nag (Rio de Janeiro), Pelu (São Paulo) ou no site da griffe: www.lemi.com.br. Veja algumas peças:

Leia Mais

Outono-Inverno 2010 “na bandeja” by Vivire

A grife especializada em moda balneário, Vivire, foi buscar inspiração nos sentidos humanos (olfato e paladar) para criar sua coleção outono-inverno 2010, batizada sugestivamente de Na Bandeja. As peças não foram pensadas apenas para serem vestidas, mas também sentidas. Por causa disso, foi dada importância ainda maior para a escolha dos tecidos e apuro das modelagens, segundo explica a estilista Virgínia Moraes.

A cartela de cores para esse inverno é refrescante, ideal para o inverno baiano e também sinestésica, como toda a coleção. A proposta é acompanhar a pirâmide olfativa, que organiza aromas tanto para alimentos quanto para perfumes. Assim, a coleção tem sua fase inspirada nas notas de saída ou cabeça, que representam a primeira explosão de um cheiro, com toques cítricos. Nessa fase, entram os tons de verde limão e laranja.  Em seguida, vêm as notas de coração, as mais marcantes do perfume, geralmente associadas ao frutado e floral. Para essa fase, a equipe de estilo escolheu os tons de oliva, rosa e azul, especialmente as variações de pêssego e lavanda, quando entram nas araras peças confeccionadas com um tipo especial de linho, que tem aparência de jeans. E, por fim, na conclusão da coleção, coincidindo com as notas de fundo ou amadeiradas, entram em cartaz as peças em tons terrosos.

As novidades para as roupas são muitas, todas inspiradas nos uniformes e aventais dos chefs de cozinha. Na prática, essas impressões se traduzem em linhas simples, formas amplas e confortáveis, cortes funcionais com bolsos, presilhas e botões em toda parte. Assim, a marca continua seu projeto de estar cada vez mais presente no cotidiano das mulheres. A coleção traz ainda mais fortes as calças de modelagem ampla e macacões, falsas sobreposições para evitar o calor e modelos mais casuais de bodies.


A aposta dos tecidos é em malhas de alta maleabilidade e fibras naturais. Entre elas estão o algodão orgânico, produzido em esquema de agricultura familiar, sem o uso de agrotóxicos, e o tencel, cujo processo produtivo reduz sensivelmente o consumo de água. Esses dois materiais chegam às lojas com tingimento natural feito com pigmentos de pau-brasil, urucum, açafrão, erva-mate e outras plantas brasileiras.

O linho e a seda mista estão ainda mais presentes, e nessa estação ganham a companhia do jeans, até então inédito nas araras Vivire. Nessa primeira incursão pelo mundo do índigo, a marca aposta em vestidos estilo salopete, bermudas e calças.

Leia Mais

Estilista baiano participa do Dragão Fashion, em Fortaleza

O estilista baiano Vitorino Campos participa, neste domingo, 25, do Dragão Fashion, evento de moda em Fortaleza (CE). No evento, ele mostra sua coleção outono-inverno 2010, batizada de Entropia. O tema do desfile, A mulher que controla o tempo, é desenvolvido através de 21 peças-chave da coleção de Vitorino Campos. Considerado uma das sensações da cena fashion baiana, ele explora em suas criações a angústia e a tranquilidade da mulher moderna, que se depara com a velocidade da vida e o cotidiano das cidades. Nos pés das modelos, três versões de um sapato criado pelo designer gaúcho Jorge Bischoff, nas cores preto, branco e vinho. Deem uma olhadinha na foto aí abaixo:

Leia Mais

Novidades Le Lis Petit e Le Lis Blanc

Meninas queridas,  confiram um pequeno preview da coleção outono-inverno 2010 da Le Lis Petit, linha infanto-juvenil da Le Lis Blanc, que está uma fofura. Aliás, o inverno promete uma mistura de tendências que vai do romântico à atitude rocker. Pensada para as mocinhas graciosas, a coleção é  dividida em três temas: Florais, Pink Heart e Safári, todas com modelos amplos e descolados. Entre as opções estão T-shirts estampadas, camisas, batas, calças, saias, casacos, vestidos, shorts e bermudas. Mas o hit da coleção são mesmo os vestidos floridos, para combinar com casaquinhos e botas (lembram do visual Garota Passeia em Londres? Pois sim, tendência deste inverno, adoro!).

Na coleção Le Lis Petit há ainda o casaco de tricô dupla face com estampa de coração e o casaco modelo canguru com estampa em animal print. Todas as peças são confeccionadas em tecidos leves como plush, soft, viscose, tricoline e malha, ótimas combinações com o jeans.  Já as cores, variam dos tons fortes de azul-jeans, marinho e rosa, aos suaves do off-white, mescla e bege. As peças vestem meninas dos 4 aos 12.

Inspiração romântica na camisa listrada, com cintura e mangas marcadas e ajuste estruturado nos ombos
Olha o charme dessa bermuda em viscose! O modelo lembra roupinha de boneca, mas há o toque da modernidade aliado ao romantismo, sem esquecer que criança precisa de conforto na roupa, para poder brincar em paz
Casaco quentinho na cor Pink. Que menina não gosta de rosa?

Serviço:

Onde comprar Le Lis Petit em Salvador?

Lojas da Le Lis Blanc:

Shopping Iguatemi – 3º piso – (71) 3450-6542

Shopping Salvador – 2º piso – (71) 3878-2036

E por falar em Le Lis Blanc, a marca lançou novos produtos da sua linha decoração, em parceria com comunidades de artesãos. Desde 2009, a Le Lis Blanc firma parceria com comunidades artesãs que criam produtos ecologicamente corretos para as lojas da marca, tendo parte das vendas dos produtos revertida às famílias engajadas no projeto. Até agora há seis comunidades envolvidas. O jogo americano da foto abaixo, por exemplo, é trabalho da Associação Santa Maria, no Maranhão, que desenvolve peças artesanais em fibra de buriti. A arte de trançar fibras vegetais é um legado deixado pelos índios e envolve a retirada, manejo consciente do linho, tingimento natural, secagem e liçagem dos fios no tear. Uma boa prova de que é possível ser fashion e cidadão consciente ao mesmo tempo e é esta uma das tendências do mundo da moda que promete incorporar-se a todas as estações e coleções.

Leia Mais

Lina Bo Bardi inspira inverno da Maria Bonita

A coleção outono-inverno da Maria Bonita foi buscar inspiração nas linhas e no traçado da visionária arquiteta italiana Lina Bo Bardi, uma das fundadoras e idealizadoras do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM-BA).

As peças têm linhas rígidas e por vezes se montam em blocos, com fendas e emendas visíveis, principalmente nos paletós e calças. Os vestidos são recortados como se fossem esculpidos em peça única. Jaquetas amplas e calças “jogging” traduzem o espírito lúdico transportado à cidade. Lãs, os tules e os translúcidos transparentes, tecnologia e tecidos naturais estão entre as “substâncias” – termo que Lina usava para se referir aos materiais das peças que projetava – da coleção, que possui ainda estampas geométricas e cores urbanas como o cinza-concretoe o cinza-asfalto misturados ao azul, vermelho e verde, até o preto final.

A convite da marca, o designer de joias Antonio Bernardo criou uma coleção exclusiva, inspirada na obra de Lina Bo Bardi. São joias de forte inspiração brasileira: pulseiras, anéis e broches com geometria de losângulos e esferas, em formas tridimensionais. O broche-mandacuru – uma referência à paixão de Lina pela flor nordestina – é reproduzido exatamente como em seus desenhos.

Serviço:
Onde encontrar Maria Bonita na capital baiana?
Loja no Salvador Shopping, Piso L2 /71 3342-2173
Site da marca: www.mariabonita.com.br

Leia Mais