Grávidas também podem praticar o pilates

Ana Carolina Ventura
Ana Carolina Ventura

Estes dias cheguei lá na aula de pilates no Fit Studio Salvador e me deparei com uma barrigudinha toda linda, se exercitando por lá! Sim, uma grávida, com a barriguinha saliente, pilateando lindamente, como se nada estivesse acontecendo! Achei tão lindo e tão curioso ao mesmo tempo que pedi a minha fisioterapeuta, Adriana Oliveira, para me falar um pouco sobre o pilates para grávidas e aproveitei para conversar com duas alunas que estão mantendo as atividades no pilates mesmo grávidas. Acho um tema bem bacana para tratar por aqui. Primeiro, é importante ressaltar que o pilates pode ser feito pela gestante desde o início da gestação, desde que haja liberação médica.

111
Alice Viana

Então, meninas, o primeiro passo é a indicação de seu médico. É fundamental, portanto, fazer seus exames e conversar com o obstetra, que é quem vai avaliar o seu estado clínico na gravidez e liberar a prática da atividade. “O pilates promove uma série de benefícios à gestante, melhorando consideravelmente a capacidade funcional, a consciência corporal, a irrigação sanguínea, a flexibilidade e a respiração. Além disso, o programa de exercício específico para a gestante diminui a tensão durante o parto, previne inchaços, promove o relaxamento, melhora a incontinência urinária, além de proporcionar bem estar físico e emocional”, explica Adriana.

Ao chegar ao estúdio de pilates, o fisioterapeuta vai conversar com a gestante, para captar como ela se sente, quais suas necessidades, se existe alguma queixa específica e quais seus objetivos e expectativas. Nesta fase da vida da mulher, é muito importante a prática de exercícios voltados para o fortalecimento da musculatura abdominal e pélvica, o que pode ser alcançado com o pilates. A engenheira ambiental Alice Viana, 31 anos, é adepta do pilates já há algum tempo e após a gravidez manteve a prática da atividade. “Como tenho hérnia de disco, faço pilates já há um tempo. No início da gravidez, tive de me afastar um pouco por causa dos enjoos e mal estar. Mas assim que esses sintomas pilates para grávidaspassaram, eu retornei”, conta.

Alice está com nove meses de gestação e ainda frequenta as aulas. “Minha médica super recomendou, principalmente pelo meu problema de coluna. E confesso que, graças ao pilates e à orientação (e carinho) da fisioterapeuta Adriana, não tive uma única dor de coluna. Logo que contei que estava grávida, ela adaptou os exercícios de imediato, sempre com muito cuidado e atenção. E até hoje, com nove meses, continuo fazendo. E vou continuar até quando conseguir. Super indico o pilates para as grávidas, pois me trouxe muito bem estar e me permitiu uma gravidez com muita disposição, sem contar a convivência com uma turma super do bem que rende muitas risadas e bons momentos”, conta Alice.

A enfermeira Ana Carolina Ventura, de 33 anos, também tem uma experiência bem positiva com os exercícios. Grávida de 38,5 semanas, ela já fazia pilates há cerca de um ano e meio quando descobriu que estava gestante. “Como eu já praticava, minha obstetra orientou que mantivesse a atividade. Fazer pilates tem contribuído muito para que eu tenha uma gravidez saudável e tranquila”, destaca. E complementa: “Manter a atividade do corpo, flexibilidade e tonicidade dospilates para grávidas | foto: conversa de menina músculos foram essenciais para eu continuar com disposição, executando com facilidade as atividades do dia a dia. Dificilmente sinto alguma dor, tipo as dores lombares que são comuns às grávidas. Além disso, o Pilates tb contribuiu para meu ganho de peso saudável, sem exageros”.

Ela também pretende manter os exercícios até o finalzinho da gravidez.

“Pretendo fazer aulas até a semana em que for dar à luz! Enquanto não sentir incômodo, eu vou!”, comemora.

Para ela, o papel da fisioterapeuta tem sido fundamental na condução das atividades. “Os exercícios que pratico são adequados para o meu estado. Não faço exercícios abdominais, por exemplo. Mas não sinto dificuldade alguma, aqui somos muito bem assistidas e orientadas pela instrutora. O papel da fisio é

A fisioterapeuta Adriana Oliveira
A fisioterapeuta Adriana Oliveira

essencial. Ela orienta sobre os exercícios, qual a forma correta de executá-los, a respiração, sempre cuidadosa e respeitando os limites de cada aluna”, elogia Ana Carolina.

Ela ainda garante: “Eu acho que é uma das melhores atividades físicas que uma gestante pode fazer. Não é à toa que muitos médicos recomendam. Além de trabalhar força e flexibilidade, ajuda a executar melhor atividades do dia a dia que podem ficar mais difíceis para gestantes, como sentar, levantar, agachar, carregar objetos. Além de contribuir e muito no preparo da mulher para o tão esperado momento do parto, seja ele natural ou cesariana”.

Para quem tiver interesse em obter mais informações sobre o pilates voltado para grávidas aqui em Salvador, é só entrar em contato com a fisioterapeuta Adriana Oliveira, pelo telefone/whatsapp (71) 99138-9754.

No Fit Studio Salvador, é possível agendar uma aula experimental, sem qualquer custo, para que a pessoa possa fazer uma aula antes de decidir praticar o pilates. Lá eles atendem todos os públicos e também fazem um trabalho específico voltado para cardiopatas, idosos etc. Minha experiência por lá tem sido maravilhosa, melhorei muito meu condicionamento, postura, respiração e, inclusive, perdi peso!!!!!!!

E alguém faz pilates por aí??? Me conta!! Beijos.

Leia Mais