Dieta: como sobrevivi ao fim de ano, viagens, festas e afins

trilha dieta | foto: conversa de meninaOi, meu povo! Olha e de volta com os posts sobre a dieta!!!! Continuo firme e forte, viu??? E vocês, estão no foco também? Vamos lá, hein? Eu resolvi escrever esse post depois de muitas perguntas sobre como sobrevivi às festas de fim de ano, às viagens que postei e afins… Demorei, mas aqui estou pra contar a vocês minha experiência com alguns meses longe das consultas com minha nutri, entre festas de fim de ano, viagens, demandas pessoais e afins.

Passei uns quatro meses sem ir na consulta com minha nutri, entre dezembro e abril. Não foi nada premeditado, foi uma série de fatores, aquela bola de neve que às vezes toma conta da vida da gente. Viajei no final de ano, passei quase um mês fora de Salvador, depois viajei de novo no Carnaval, aí tive um problema de saúde na família que demandou muito tempo… Ou seja, precisei sumir.

E como administrar a dieta em todo esse período? Foi tenso. Complicado. Mas quem disse que seria fácil, não é? Pois bem. O que aconteceu foi que passei o final de ano em um local com uma estrutura muito precária para quem tem uma alimentação mais controlada. Sabem o que aconteceu? É inacreditável, mas é real!

Os comerciantes locais não se prepararam para a demanda de gente que estaria por lá no período, daí que as frutas e verduras acabaram nos mercados. Isso mesmo. Para adquirir frutas e verduras, era preciso se dirigir à cidade vizinha. Tudo bem, não fosse o fato de meu carro ter dado problema na bateria e eu ter ficado sem poder me locomover até meu cunhado conseguir um kit pra fazer a famosa “chupeta” e levar meu carro para fazer a troca da bateria.

Imprevistos acontecem. Nem sempre conseguimos manter a rotina como deveríamos ou queríamos. Tive de improvisar, substituindo alimentos por outros que estavam na dieta em outros horários. Não fugi da dieta, mas não consegui seguir meu planejamento alimentar como deveria. De volta a Salvador, um novo imprevisto. A viagem que eu sempre quis fazer, para o vale do Pati, caiu no meu colo. Meu amigo é guia de turismo na Chapada e me convidou para me juntar a um grupo que faria o percurso durante o Carnaval. Ocorre que o convite veio praticamente às vésperas da viagem, não tive tempo de organizar nadica de nada em relação à alimentação. No dia seguinte estava embarcando para fazer uma das trilhas mais maravilhosas de minha vida.

dieta trilha | foto: conversa de meninaComo não tive tempo de me planejar dentro do contexto dessa viagem, tive de aceitar  que já havia sido combinado em relação à alimentação. Ficaríamos acampados, usaríamos cozinha coletiva e estávamos em grupo. E eu havia caído de paraquedas. A galera já havia feito as compras, não tinha ninguém com um estilo de alimentação como o meu. Resultado, tive de embarcar na alimentação da galera.

O que isso significa? Comi arroz, macarrão, fritura, pão, tudo o que já não fazia parte de minha rotina dieta trilha | foto: conversa de meninaalimentar. Cheguei inclusive a passar mão em um dia de trilha, em decorrência da alimentação.  Depois que você adota hábitos alimentares mais saudáveis, voltar a comer alimentos nocivos trazem consequências ruins. No meu caso, vômito e diarreia! Foi horrível!

Mas eu não podia deixar de aproveitar essa oportunidade. Era uma viagem que há muito tempo eu estava sonhando em fazer (falarei dela em um post específico). Aceitei as dificuldades e decidi enfrentá-las. Por sorte, como a atividade física era intensa e constante, acabei fazendo uma compensação entre a ingestão e o gasto calóricos. nessa viagem, foram sete dias fora de foco, comendo mal e o que aparecia.

Quando conversei com Camila Avelar (minha nutri) sobre o que havia acontecido, ela me deu várias dicas de como fazer a programação alimentar nesses casos. E numa próxima viagem, certamente farei várias coisas diferentes. Mas não me arrependo, foi tudo maravilhoso e faria de novo sem culpa!

Por fim, de volta a Salvador, me deparei com um problema de saúde familiar, envolvendo idas e dormidas em hospital, outra coisa que te tira completamente da rotina alimentar. Fora que mexe demais com o nosso emocional, e a comida vira a última coisa com o que você se preocupa. Não que eu comi todas as besteiras do universo, não. Não fugi da dieta, o que eu não consegui cumprir foram os horários e os alimentos certos nos horários certos. Tudo virou uma grande bagunça, com horários muito loucos.

dieta trilha | foto: conversa de meninaResumindo, foram quatro meses muito loucos, tentando administrar lazer, contratempo e preocupações. E tentando manter um mínimo possível de rotina alimentar nessa bagunça toda. Mas até que não me saí muito mal, porque apesar disso tudo, ao retornar à consulta com Camila, estava com um peso um pouco menor. Não foi uma redução significativa, perdi apenas 200g. Mas para quem passou por tudo isso, ainda conseguir perder um pouco de peso foi uma vitória e tanto. E de tudo a gente sempre tira um grande aprendizado. No meu caso, entendi que é importante tentar manter a organização da rotina alimentar o máximo possível, para evitar passar mal, como aconteceu comigo. E aprendi também que imprevistos acontecem, que situações adversas acontecem, mas que não podemos desanimar nem desistir. Que siga o fluxo!

———————————————-
Acompanhe minha dieta

>>A primeira consulta com a nutricionista
>>Dieta 2: atendimento e primeira semana
>>Dieta: como foi o meu primeiro mês
>>Dieta: Meu primeiro mês – Resultados
>>Dieta: antes e depois – dois meses
>>Dieta: mudanças em minha rotina – parte 1
>>Dieta em foco: resultado dos novos exame
>>Dieta: antes e depois – três meses

———————————————-

nutricionista camila avelar | foto: conversa de meninaContatos de Camila Avelar

Sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Como muita gente sempre pede os contatos dela, estou sempre deixando esse parágrafo padrão com os contatos no final de cada post que falo de minha dieta, pra facilitar.

Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal).O telefone de contato é o (71) 3483-4636 | 99227-9007 (whatsapp).

Leia Mais

Adote um estilo de vida mais saudável

Desde que comecei esse novo ciclo de vida, em busca de uma vida mais saudável, que penso em escrever este post, reunindo algumas dicas para quem quer começar a mudar os hábitos alimentares, não sabe por onde começar e, pela razão que seja, não pode arcar neste momento com o acompanhamento de um nutricionista. Depois de muito maturar a ideia, reuni algumas informações e orientações iniciais para quem quer começar uma mudança.

De antemão, acho importante esclarecer que a intenção deste post não é passar a fórmula mágica da transformação, nem sugerir um cardápio inicial, por dois simples motivos. O primeiro, porque para mudar a alimentação, precisamos ter muita vontade, foco e disciplina, depende de cada um. Não é algo fácil. E, segundo, só quem tem capacidade e competência técnica para indicar um plano alimentar é o nutricionista, baseado nos resultados dos exames, da avaliação e nas necessidades específicas de cada paciente.

Esclarecidos estes pontos importantes, vamos adiante. A partir de agora, enumerarei algumas dicas  que podem ser implementadas na alimentação diária, agregando benefícios e qualidade nutricional a sua vida.

1.Aumente a ingestão de líquidos!

Sim, é muito importante beber bastante água, pelo menos dois litros por dia. Isso porque além de hidratar o organismo, este líquido incolor e sem sabor é fundamental para diluir as toxinas, eliminando-as do nosso corpo. A água também contribui para a queima de gordura. A baixa ingestão de água reduz o metabolismo, pois algumas reações enzimáticas só ocorrem na presença da água.

vida saudável

2.Notou suas unhas fracas e quebradiças?

Unhas fracas têm tudo a ver com alimentação! Este normalmente é um indicativo de falta de nutrientes. Uma ótima alternativa para unhas mais saudáveis e fortes é incluir na alimentação fontes de zinco (frutos do mar, carne vermelha, cereais), ferro (carne vermelha, folhosos verde escuro), silício (frutas, oleaginosas, aveia), vitamina A (frutas e vegetais amarelo alaranjados) e vitaminas do complexo B (frutas, verduras, folhosos verde escuro e grãos integrais).

3.Cuidado com a barrinha de cereal!

Nem toda barrinha de cereal é saudável! Isso mesmo! Algumas possuem ingredientes que devem ser evitados, se estamos em busca de saúde. Na hora de comprar, evite aquelas que possuem em sua composição xarope de glicose, frutose, açúcar, corantes, aromatizantes, poliois, mesmo que esteja estampado na embalagem os dizerem “redução de calorias” ou “light”.

barrinha cereal

4.Seu problema é a retenção de líquidos?

Há alguns alimentos que são super aliados no combate à retenção hídrica: melão, água de coco, salsão, abacaxi e folhosos verde-escuros. Para saber quais destes alimentos são mais indicados à sua dieta, é preciso consultar o nutricionista. Ele vai avaliar seu caso pessoal e indicar com propriedade quais alimentos e quantidades você deve consumir.

5.Kani não é um alimento saudável!

Pois é, o kani possui muitos ingredientes nocivos à saúde, como açúcar, aromatizantes, corantes, glutamato monossódico, estabilizantes e até glúten. Esse produtinho nada mais é que um embutido feito com carne de peixe processada. Não é porque é feito com carne de peixe que é saudável.

kani

6.Reduza o consumo de industrializados!

Alimentos industrializados normalmente possuem um alto teor de sódio, gorduras, carboidratos, colesterol e açúcares, aditivos químicos (corantes, aromatizantes, conservantes, estabilizantes, acidulantes), que são ingredientes nocivos. A praticidade de basear a alimentação em produtos prontos ou semiprontos pode trazer uma série de prejuízos à saúde. Opte sempre por uma alimentação mais natural.

7.Aprenda a ler os rótulos e seja saudável!

Quando você for consumir industrializados, leia os rótulos. Eles são verdadeiros aliados, nos orientando a respeito da composição dos produtos. A ordem dos ingredientes é colocada nos rótulos pela quantidade de sua presença naquele alimento. Ou seja, os ingredientes que aparecem primeiro são os que estão em maior quantidade no produto. Fique atento também à informação nutricional, pois ela é calculada para a ingestão de uma porção do alimento. Muitas vezes a embalagem do produto é de, por exemplo, 150g, mas a informação nutricional é para o consumo de 25g. Importante prestar atenção nesses detalhes.

rótulo

8.Você está mastigando os alimentos direito?

A mastigação adequada é fundamental, pois ela dá início ao processo de digestão do alimento, que tem relação com a sensação de saciedade. Cada porção deve ser mastigada entre 20 e 30 vezes antes de engolir. Dedique um pouco mais de tempo para realizar suas refeições com calma e tranquilidade.

9.Opte por alimentos orgânicos!

São alimentos muito mais saudáveis, porque são livres de agrotóxicos, hormônios e aditivos químicos. Além disso, os alimentos orgânicos ajudam na preservação do meio ambiente, pois evitam a contaminação do solo e da vegetação. E para completar, você ainda vai contribuir com o avanço e desenvolvimento dos pequenos produtores que investem neste tipo de cultivo.

10.Mexa o corpo!

Escolha uma atividade física para praticar com regularidade. Vai ajudar bastante para manter a saúde em dia. Ache um tempinho para dedicar a você! E se a rotina está muito corrida, e você não consegue achar um tempo para se matricular em uma academia, por exemplo, faça caminhadas, troque o elevador pelas escadas, ligue o som em casa e dance! Além de queimar calorias, a atividade física ajuda a diminuir o estresse do dia a dia!

mexa o corpoE aí, meus amores, gostaram das dicas? Mudar hábitos é um processo gradual, que exige dedicação e paciência. E exige também boa vontade para se permitir experimentar novos sabores, consumir alimentos diferentes do que estamos acostumados e variar o cardápio. Tudo para garantir a ingestão de todos os nutrientes que o nosso corpo precisa para funcionar bem! E para quem estiver em busca de mais dicas sobre adoção de hábitos saudáveis, recomendo seguir o instagram de minha nutricionista, Camila Avelar. Lá tem até receitas saudáveis e práticas, para dar o pontapé inicial e em uma nova rotina de vida. O insta dela é o @nutricionistacamilaavelar.

Leia Mais

Dieta: antes e depois – três meses

dietaOlá, meus amores! Estou de volta para contar sobre os números da minha última consulta com minha nutricionista Camila Avelar. No último post, contei como foram os resultados da primeira reavaliação dos exames (clique aqui para ler) após o início da dieta. Se você ainda não leu o post, eu posso te dizer que super vale a pena, porque os resultados foram tão bons, que você vai descobrir que é possível melhorar absurdamente sua saúde apenas com alimentação e suplementação de vitaminas e minerais (se for preciso, claro).

Já contei inúmeras vezes o quanto esse novo plano alimentar mudou minha vida e não canso de repetir o quanto ganhei, em termos de qualidade de vida, depois que comecei o tratamento com Camila. No final desse post tem todos os links, para quem quiser acompanhar minha saga, e cada leitura vocês vão entender o tanto de mudanças que aconteceu durante minha dieta, como eu melhorei em todos os aspectos. E só para exemplificar, hoje não tenho nenhum sintoma de TPM, creiam!

dietaMas hoje nós vamos falar de números, de medidas, de perda, de resultados efetivos da dieta. Na balança, perdi mais 2,7kg de gordura e ganhei 1kg de massa magra. Meu percentual de gordura, que estava em 35%, sofreu mais uma queda, hoje está em 31,33%. Ainda é bastante alto, mas está melhorando a cada dia. É ter persistência e insistir, com a paciência que a gente precisa ter, que os resultados vão aparecendo.

Antes e durante a dieta – terceiro mês

Só no quadril, a perda desde a consulta anterior foi de mais 3cm (107 – 104). Perdi mais 3,5cm de cintura (71,5 – 68). A barriga, a redução foi de 3,4cm (89,9 – 86,5). Na coxa direita, reduzi 1,2cm (63,5 – 62,3). Na coxa esquerda, a redução foi de 2cm (63,5 – 61,5). Panturrilha, perdi 1cm na direita  (38 – 37) e 1,5cm na esquerda (38 – 36,5). Perdi ainda 0,7cm no braço direito (33,2 – 32,5) e 0,8cm no esquerdo (33 – 32,2). Com as fotos, fica bem mais fácil visualizar os resultados. O comparativo é de quando comecei até essa avaliação mais recente.

As fotos já mostram os resultados por si só, não é mesmo? Eu estou super satisfeita com meu tratamento, minha dieta é maravilhosa, simples de seguir, tranquila, não passo fome. E eu confesso a vocês que ver o corpo mudar é massa. Mas melhor ainda é não ter mais cólicas, não ter enxaqueca, não inchar durante a TPM. Eu nunca vou cansar de repetir, tenho uma gratidão eterna a Camila, por tudo o que ela conseguiu fazer para melhorar minha qualidade de vida. Hoje em dia costumo dizer que minha vida tem um divisor de águas: a.c e d.c – antes de Camila e depois de Camila.

dietaÉ importante ressaltar também que eu continuo minha rotina diária de atividades físicas. Isso é importantíssimo para obter melhores resultados. E digo isso não apenas para a estética, mas para a saúde mesmo. Se movimentar é fundamental para um envelhecimento mais saudável.

Acompanhe minha dieta

>>A primeira consulta com a nutricionista
>>Dieta 2: atendimento e primeira semana
>>Dieta: como foi o meu primeiro mês
>>Dieta: Meu primeiro mês – Resultados
>>Dieta: antes e depois – dois meses
>>Dieta: mudanças em minha rotina – parte 1
>>Dieta em foco: resultado dos novos exames

 

consultorio camila avelarContatos de Camila Avelar

Sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal).O telefone de contato é o (71) 3483-4636 | 99227-9007 (whatsapp).

Leia Mais

Dieta em foco: resultado dos novos exames

Quando comecei a fazer o acompanhamento com minha nutricionista Camila Avelar, fiz um post comentando o resultado dos meus exames (leia aqui). Nesse post, contei que estava com diversos resultados alterados, mas não entrei em detalhes sobre quais exames especificamente estavam irregulares, até porque é bem complicado uma pessoa leiga falar de resultados de exames. Retornei com os novos exames, após quatro meses de tratamento, e o resultado foi tão bom que vou simplificar o baba aqui, só para mostrar a vocês como é possível restabelecer a saúde – pelo menos em alguns casos – apenas adotando uma alimentação saudável.

exames da dieta | foto: conversa de meninaEu sempre fiz exames de rotina, anualmente. Isso inclui idas ao médico clínico, cardiologista e ginecologista. Então aquele pacote basicão do hemograma completo, preventivo e ecocardiograma e teste de esforço são comuns em minha vida. O que eu não sabia é que uma série de outros exames poderiam ser feitos para identificar uma séria de outras situações que poderiam estar afetando o funcionamento do meu organismo. Camila me passou uma tonelada de exames, foram 38 tubos de sangue! Eu não entendi bulhufas dos resultados, mas vi que havia alterações.

Não vou detalhar exames, mas vou exemplificar algumas coisas, para que vocês possam entender. A começar pelo básico, estava com uma anemia bem braba. Hemoglobina bem baixa, nível de ferro baixíssimo e ferritina super baixa também. Para alguém que nunca teve anemia nem quando era criança, isso era uma surpresa. Além disso, o nível de alumínio em meu organismo estava exageradamente alto. Muito alto mesmo, fiquei chocada. E se você não sabe, o alumínio é famoso por desencadear doenças autoimunes e provocar danos no sistema nervoso, além de uma série de outros prejuízos, como doenças intestinais, dores musculares, cansaço, é tanta coisa…

nutricionista camila avelar | foto: conversa de meninaAlém disso, minha testosterona estava praticamente zerada (resultado de anos de anticoncepcional sem interrupção), minha vitamina D estava baixíssima, a perder de vista. E o cortisol, lá na casa da zorra. Esse cortisol é um hormônio, diretamente ligado ao estresse. É esse hormônio que ajuda no controle do estresse, tem poderes anti-inflamatórios, ajuda o sistema imunológico, dentre outros benefícios. O cortisol alto causa tanta coisa, gente. É sinal de alto nível de estresse, causa problemas na memória, dificulta a concentração, causa perda de massa muscular, dificulta a perda de peso, interfere nos cabelos, unhas… Uma infinidade de coisas.

Citei essas alterações apenas como exemplo, porque havia diversas outras. Muitas, inúmeras. Mesmo. Ao ponto de Camila ressaltar essa questão e me dizer com todas as letras que a preocupação dela era com minha saúde, que não dava para pensar só na perda de peso naquele momento. isso seria consequência, peso é sintoma, lembram? Depois de alguns meses de dieta, Camila me deu uma requisição, para avaliar os resultados dessa nova rotina alimentar. Importante ressaltar que não fiz uso de nenhum medicamento, além de vitaminas, chás, fitoterápicos e alimentos.

exames da dieta | foto: conversa de menina

E os novos exames?

Quando peguei o resultado do exame, não quis nem abrir. Apesar de seguir tudo direitinho, como mandava o meu plano alimentar, confesso que não acreditava em uma mudança assim tão drástica e rápida. Era muita coisa alterada, e eu só tinha mudado a alimentação e inserido vitaminas. Achei que os resultados seriam frustrantes, que Camila abriria os exames e me diria que não tinha mudado muita coisa, que precisaríamos insistir.

Mas aconteceu exatamente o contrário. Só com essas pequenas mudanças, tudo havia melhorado, absolutamente todos os meus parâmetros. Incrível isso. Fiquei bem surpresa, confesso. E sabe aquela felicidade infantil de quando você descobre que aquela sua pequena atitude resultou em algo muito bom e grandioso? Pois é, gente. Foi assim que me senti, realizada, feliz, empolgada para seguir em frente. Sei que haverá momentos difíceis em meu percurso, que terei dificuldades em algum momento. Mas, ao mesmo tempo, estou cada dia mais animada e realizada com esse novo estilo de vida.

Acompanhe minha dieta

>> A primeira consulta com a nutricionista
>>Dieta 2: atendimento e primeira semana
>>Dieta: como foi o meu primeiro mês
>>Dieta: Meu primeiro mês – Resultados
>>Dieta: antes e depois – dois meses
>>Dieta: mudanças em minha rotina – parte 1

 

consultorio camila avelarContatos de Camila Avelar

Sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal).O telefone de contato é o (71) 3483-4636 | 99227-9007 (whatsapp).

Leia Mais

Dieta: mudanças em minha rotina – parte 1

Eu tenho recebido muitas perguntas a respeito da minha nova rotina alimentar, sobre como tem sido seguir a dieta, quais as mudanças. Percebi que várias dessas perguntas se repetem, então decidi fazer esse post, reunindo algumas informações sobre o que mudou em minha vida desde que comecei o acompanhamento com minha nutricionista Camila Avelar.

dieta nutricionista camila avelar | foto: conversa de menina

Se ficar alguma dúvida, é só deixar nos comentários, que vou aos poucos criando novos posts para contemplar as dúvidas de vocês. Por enquanto, vou mencionar dez mudanças significativas com a dieta. Vamos lá!

consumo água1.Consumo de água: Eu sempre achei que bebia muita água. Isso porque eu consumia água ao longo do dia, mas nunca pensei em quantidade. Quando a gente começa a medir o consumo, percebe que não ingere tanta água assim. Meu consumo de líquidos aumentou bastante desde que comecei a dieta. Hoje bebo pelo menos dois litros de água por dia. Esse é meu consumo mínimo. Normalmente bebo até mais que isso. O que percebi na prática foi a redução da retenção de líquido e a pele muito mais saudável, vistosa, macia. Sensação de hidratada mesmo sem usar cremes.

alimentacao saudavel | foto: conversa de menina2.Experimentando mais: Sempre tive muito problema com experimentar novos alimentos ou inserir alimentos que não gosto em minha dieta. Meu paladar não é dos mais exigentes, nunca fui de variar muito a alimentação, muito menos incluir sabores novos na rotina. Aprendi a experimentar. E essa foi uma das principais lições. Quando a gente faz misturas, aquele sabor que não te agrada fica inserido em um conjunto de sabores e não se destaca. A gente consegue ingerir sem nem sentir. Só para exemplificar, vou citar abóbora, abacate, beterraba e gengibre.

refeição dieta | foto: conversa de menina3.Comer na rua: Para mim esse é o principal desafio, porque a gente perde completamente o controle sobre a preparação das refeições. Mas nem sempre dá para fugir disso. Eu passei o último mês inteirinho fazendo várias refeições na rua e sem poder preparar a marmita, por conta de um trabalho que deixou a rotina fora de ordem e totalmente dependente de terceiros. Quando for comer na rua, o ideal é preparar sua marmita. Mas se não der, mantenha as escolhas saudáveis, fuja dos molhos industrializados, resista às tentações. Não dá para ter um estilo de vida saudável sem disciplina. Isso é fato.

atividade fisica | foto: conversa de menina4.Atividade física: Eu sempre gostei de praticar atividade física, mas essa nova alimentação me deu muito mais disposição e energia. Hoje em dia eu faço várias coisas, gosto de experimentar atividades novas, consigo me desafiar. Quando a gente mantém o foco na dieta e na atividade física, os resultados acabam chegando. Mesmo que seja aos poucos, os resultados aparecem. Cada um tem um metabolismo e um tempo pra o corpo responder às mudanças. Meu ritmo sempre foi lento, mas isso não me desanima. Hoje eu tenho muito mais empolgação e vontade de me exercitar.

moda | conversa de menina5.Autoestima: Essa é a maior mudança pesicológica, minha gente. Quando a gente passa a se cuidar, a nossa autoestima cresce monstruosamente. Até porque, ao perder peso, tudo se ajusta melhor no corpo, a gente acha roupa mais fácil, as peças ficam com um caimento melhor. Eu passei a gostar mais do meu corpo, a cuidar dele melhor, a me olhar mais no espelho, a experimentar roupas novas. Hoje me sinto muito melhor, mais bonita, mais atraente. Não mudei meu estilo, mas consegui inserir peças novas que não usava antes, porque hoje elas caem melhor em mim.

dieta | foto: conversa de menina6.Sem sintomas: E essa é a maior mudança física. Todos os meus sintomas desapareceram como numa mágica. Eu tinha muita enxaqueca. Desde que comecei a dieta, ela desapareceu. Não lembro a última vez que senti dor de cabeça. Além disso, meu pré-menstrual era um terror. Eu inchava muito, tinha muita cólica, um mal humor de matar e os miomas causavam um fluxo menstrual mais intenso. Era tão sinistro, que eu usava anticoncepcional continuamente. Sim, eu emendava os comprimidos há muitos anos, para minimizar os sintomas. Depois da dieta, não sinto mais nada.

anticoncepcional7.Parei de tomar o anticoncepcional: Pois é. Meus sintomas sumiram ao ponto de me permitirem me livrar do anticoncepcional. Mesmo sem o remédio, não tenho mais inchaço, não sinto nenhuma cólica, meu fluxo menstrual está bem menor (três dias de menstruação e só!) e não tenho mais TPM!! Sim, acabou o mal humor, a vontade de matar um, a instabilidade emocional… Eu costumo dizer que Camila fez um milagre comigo, mudou minha vida absurdamente! E tudo isso, acreditem, só com a alimentação, inserção de chás, suplementos vitamínicos e naturais! Sem remédios, sem bombas, sem nada disso!

unhas saudáveis | foto: conversa de menina8.Unhas e cabelos: Quando fui para a primeira consulta com Camila, uma das minhas queixas foi minhas unhas, que quebravam fácil e não cresciam. Eu não me queixei dos cabelos na época. Com a mudança alimentar, minhas unhas passaram a crescer muito, estão bem mais fortes. Eu hoje em dia corto e lixo as unhas pelo menos duas vezes no mês, porque elas estão crescendo super rápido. E meus cabelos, que estavam estacionados no ombro há séculos, começaram a crescer bastante, já estão no meio das costas. Eu não imaginava o quanto a alimentação poderia mudar esses detalhes. Estou impressionada e feliz com o resultado.

comida saudável | foto: conversa de menina9.Siga seu ritmo alimentar, independente da companhia e evento: não adianta. As mudanças só aparecem se você seguir as orientações da nutricionista. Não dá para seguir o ritmo do namorado, dos amigos, não dá. Vai sair com o boy pra jantar, peça um prato saudável, independente do que ele for comer. Vai para a farra com os amigos, mesma coisa. Manter-se no foco é fundamental. E se você deu uma escapulida, pelo motivo que for, no outro dia levante e recomece. Cada dia é um novo começo, uma nova oportunidade, uma nova chance de voltar ao foco.

10.Cada um faz sua escolha: por fim, vou falar de um fato, uma constatação. Cada um leva a vida que quer! Cada um escolhe a rotina que quer seguir. Ninguém precisa ficar magra, restringir a alimentação se não quiser. O importante mesmo é estar saudável. Se você quer ter um corpo mais escultural, ótimo. Se você está satisfeito com as curvas acentuadas, ótimo também. Não tenho intenção alguma de catequizar as pessoas, ou de cultuar um padrão de corpo. Cultive o corpo que você quer, que você gosta e que te faz bem. Minha intenção é apenas contar a minha história, dividir minha experiência com vocês e mostrar que é possível mudar, se é o que você também quer.

Então é isso, minha gente. Vou continuar minha sina e vou compartilhando com vocês. E me contem também a experiência de vocês. Abaixo vou colocar os links dos outros posts que já coloquei no blog sobre minha dieta e os contatos de minha nutricionista Camila Avelar, que transformou minha vida completamente. Sou muito grata a ela por tudo! Hoje tenho uma rotina de vida muito mais saudável, mais animada e feliz. Muito disso, graças a ela, que além de ser uma profissional competentíssima, é um ser humano como poucos.

Acompanhe minha dieta

>>A primeira consulta com a nutricionista
>>Dieta 2: atendimento e primeira semana
>>Dieta: como foi o meu primeiro mês
>>Dieta: Meu primeiro mês – Resultados
>>Dieta: antes e depois – dois meses

consultorio camila avelarContatos de Camila Avelar

Sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal). O telefone de contato é o (71) 3483-4636 | 99227-9007.

Leia Mais

Dieta: antes e depois – dois meses

Oi, meus amores. Hoje vim mostrar para vocês os resultados do meu segundo mês de dieta com acompanhamento nutricional da minha nutri top das galáxias, Camila Avelar. No post anterior, contei pra você todas as percepções de como foi o segundo mês, o que mudou em minha saúde, fiz um balanço bem completinho (clique aqui para ler). Vou fazer um resumo rápido aqui, mas eu sugiro, para quem tem interesse no assunto, que leia o post, pois tem muita informação importante.

Só para dar uma noção, minha vida mudou completamente depois que comecei essa nova rotina alimentar. Não sinto mais cólica, não sinto enxaqueca, não estou com retenção de líquido no período menstrual. E, para completar os ganhos, mesmo tendo suspendido o uso de anticoncepcional e acumulando um monte de mioma, o meu ciclo menstrual está bem certinho e o fluxo bem pequeno. Mudanças drásticas, hein?

dieta de alane | foto: conversa de meninaEm termos de peso na balança, eu reduzi no segundo mês 1,3kg. Somando com a perda do mês passado, lá se foram 4,k8kg no total. Em termos de gordura, perdi 1,9kg. Somando a perda nestes dois meses, já eliminei 3,3kg de gordura. Por outro lado, este mês melhorei o ganho de massa muscular. Foi um aumento de 1,3kg. Somando com o ganho do mês passado, já aumentei minha massa magra em 1,8kg. Lembrando que meu nível de testosterona está praticamente zerado, esse ganho foi bem considerável.

Com estes resultados, perdi mais 3% de gordura corporal. Ainda está bem alto, mas é isso gente. É um tijolinho em cima do outro, para conseguir chegar ao resultado final. No total, reduzi 5% meu percentual de gordura, que agora é de 35%. As perdas de medidas continuam, e isso é o que me empolga de verdade.

kubo

Antes e durante a dieta

Só no quadril, a perda foi de 5cm (112 – 107). Perdi mais 1cm de cintura (72,5 – 71,5). A barriga, a redução foi de 2,4cm (92,3 – 89,9). Na coxa direita, reduzi 1,5cm (65 – 63,5). Na coxa esquerda, a redução foi de 2cm (65,5 – 63,5). Panturrilha, perdi 0,5cm em cada (38 – 37,5). Perdi ainda 1,3cm no braço direito (34,5 – 33,2) e 0,5cm no esquerdo (33,5 – 33). Vamos lá às fotos, que acho que dá pra mensurar melhor. A foto é de quando comecei e de dois meses após a dieta.

dieta dois meses | foto: conversa de meninadieta resultado dois meses | foto: conversa de menina

Não existe fórmula mágica! O que existe é foco, disciplina e conjugação de alimentação saudável com a prática de atividades físicas. Não é fácil. Não mesmo. Dá vontade de desistir, dá vontade de comer besteira… Mas é como eu sempre digo, cada um com seus objetivos. Faz dieta quem quer. Pra mim, mais do que qualquer coisa, é uma questão de saúde. E, claro, quero também melhorar a estética. Não tenho pretensão de virar mulher fruta ou musa fitness, bem longe disso. Mas quero ficar com o corpo melhor.

Contatos de minha nutri

Como muita gente sempre pergunta, sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal). O telefone de contato é o (71) 3483-4636 | 9227-9007.

Leia Mais

Reeducação alimentar: como foi o segundo mês

Flagrei a nutri enquanto ela conferia meus exames
Flagrei a nutri enquanto ela conferia meus exames <3

Olá, meus amores! Dia de contar a vocês sobre o segundo mês de meu processo de reeducação alimentar. Sim, tenho mais novidades e estou adorando tudo isso. Muitas coisas estão mudando em minha vida com todo o suporte e cuidado que estou recebendo de minha nutri Camila Avelar. E não falo apenas em relação a peso, redução de gordura, ganho de massa e afins. Falo de saúde, de melhora de sintomas, falo de qualidade de vida, e vou explicar tudo para vocês, porque merece mesmo um post de tanto que venho ganhando ao longo dessa jornada que encerrou seu segundo mês.

Nesse segundo mês de dieta, eu não senti nenhum sintoma de TPM. Isso mesmo, NENHUM! Minha vida inteirinha foi sofrendo com a tensão pré-menstrual e a menstruação em si. Quando tive a primeira consulta com Camila, contei sobre tudo isso. Foram duas horas de conversa! E ela me disse que faríamos um trabalho alimentar voltado também para a melhora desses sintomas. Eu confesso a vocês que sempre achei impossível melhorar sintomas tão intensos com alimentação, mas eu efetivamente me surpreendi bastante com os resultados.

Sem cólicas

Sentia cólicas horríveis nos dois primeiros dias de menstruação. Apenas um remédio conseguia fazer minha dor passar: um anti-inflamatório potente, indicado para artrite e artrose. Esse medicamento (não falarei o nome aqui para não incentivar seu uso) havia sido passado por minha ginecologista, que sempre me dizia para usá-lo somente em último caso. Como nunca fui muito fã de remédios, acaba suportando a dor.Nunca cheguei a desmaiar com a cólica, mas as dores eram muito, muito fortes. Às vezes, gritava em casa, para aliviar.

reeducação alimentar com camila avelar | foto: conversa de menina
Olha ali as balancinhas amadas da minha vida!!!!! #soquenao kkkkkk

Pela primeira vez na vida, lembrando que suspendi o uso do anticoncepcional, não senti cólicas. Foi uma sensação plena de felicidade. Consegui malhar tranquilamente, não mudei minha rotina. A cólica era um dos motivos que me incentivavam a usar o anticoncepcional emendando as cartelas. E, honestamente, quando conversei com Camila sobre suspender seu uso contínuo, realmente achei que não conseguiria manter esta decisão por mais de um mês. Imaginei que sentiria as mesmas dores terríveis de sempre, que seria uma semana improdutiva, como sempre fora. Mas dessa vez foi diferente.

Sem inchaço

Outro sintoma típico de minha TPM era o inchaço. E eu não estou falando de uma retenção de líquido bestinha, não. Eu estou falando de um inchaço surreal, de um aumento de peso na balança assustador, de minhas roupas não caberem em mim, de parecer que eu estava grávida com o tamanho da barriga. Quem convive comigo no dia a dia já conhece os meus inchaços, porque nem consigo escondê-los. Ficava muito incomodada, era outro motivo que me afastava de atividades físicas no período menstrual. Pensem aí: além de você estar sentindo uma cólica monstra, ainda ficar tão inchada.

As fotos foram tiradas há cerca de seis meses, com um dia de diferença entre elas. estava tudo bem e, no dia seguinte, comecei a inchar!
Essas fotos foram tiradas há cerca de sete meses, com dois de diferença entre elas. estava tudo bem e, em dois dias, comecei a inchar! Coloquei a mesma roupa, para facilitar a percepção. Fiz as fotos na época, para mostrar a uma amiga minha o quanto tinha inchado.

Pois já no segundo mês de dieta, não tive nenhum inchaço! Gente, parece brincadeira ou exagero, mas não é. Eu não inchei, simplesmente não tive retenção de líquido considerável, consegui vestir minhas roupas normalmente. Dá para acreditar nisso? Pois eu sou a prova viva de que alimentação faz milagres!!!

Sem enxaqueca

reeducação alimentar | foto: conversa de menina
No consultório tem divã, chá, café, água aromatizada e lanchinhos saudáveis. #amomuitotudoisso.

Outro sintoma paralisante de meu período menstrual era a enxaqueca. Minha dor de cabeça era tão intensa que me deixava improdutiva. A depender do mês, até levantar da cama era um sacrifício. Meus olhos mal abriam de tanta dor, eu não conseguia mexer a cabeça. E, confesso, vivia à base de medicamento (também não citarei o nome aqui), apenas um remédio conseguia aliviar um pouco meu drama. No segundo mês de dieta, não tive enxaqueca. Não tive dor de cabeça alguma, foi um mês leve, feliz e animador.

Sem anticoncepcional

Pensem passar metade do mês com sintomas bizarros? Sempre fui uma defensora aguerrida do anticoncepcional por isso! Pra mim, anticoncepcional era um santo remédio. Um medicamento milagroso, que me devolvia quinze dias de qualidade de vida. Eu nunca imaginei que havia possibilidade de promover a melhoria dos sintomas sem precisar inserir essa bomba de hormônios no organismo. Aliás, minhas amigas sabem o quanto já falei bem de anticoncepcional e incentivei seu uso.

Quem poderia imaginar, em sã consciência, que eu toparia suspender o uso do anticoncepcional? Mas eu aceitei o desafio proposto por Camila. Ela me passou tanta segurança ao falar que trataríamos estes sintomas de uma forma mais natural, que me convenceu. Conversamos muito a respeito disso. E eu inclusive cheguei a mencionar que caso os sintomas não melhorassem, nós iríamos rever esta proposta. E eu juro a vocês que achei que eu voltaria a tomar a pílula já no segundo mês. Pois bem, venci os dois primeiros meses e já estou no terceiro (escrevi este post no decorrer do terceiro mês de dieta) sem usar a pílula e sem sintomas.

Rotina alimentar

O segundo mês teve a inserção de proteína em pó no pós-treino, a retirada de alguns alimentos da dieta e a inserção de outros. Também houve a redução da quantidade nos lanches e o aumento do consumo de proteína nas refeições. Meu pré-treino foi potencializado, os carboidratos continuam em quantidades reduzidas e minha dieta se mantém à base de muitos alimentos naturais, pouquíssimos industrializados e algumas sementes e farinhas.Também continuei tomando meus chás, duas vezes ao dia.

reeducação alimentar com camila avelar | foto: conversa de menina

Só senti falta do açúcar durante o pré-menstrual. Não tive aqueles sintomas bizarros, mas tive vontade de comer doce. Quando a situação ficou crítica, comprei um pacotinho de chiclete sem açúcar e masquei um atrás do outro, como uma louca! Resolveu! kkkkkkk

Reeducação alimentar: e os resultados?

Como fiz no mês passado, vou dividir o post do segundo mês em duas partes. No próximo post, vou falar dos resultados do mês, do quanto perdi, índice de gordura, massa magra etc. Isso é para poder compartilhar a dieta em detalhes com vocês e evitar os textos muito longos.

Contatos de minha nutri

Como muita gente sempre pergunta, sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal). O telefone de contato é o (71) 3483-4636 | 99154-0434.

Acompanhe minha jornada

 

Leia Mais

Camila Avelar inaugura novo consultório: aconchego e conforto

consultório camila avelar | foto: conversa de meninaA nutricionista Camila Avelar reuniu pacientes, amigos e parceiros na última semana para inaugurar o seu novo consultório, na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores. “Eu quis criar um ambiente para que todos se sentissem em casa, confortáveis e à vontade”, conta a profissional. E foi exatamente o que ela conseguiu fazer. A decoração da sala transformou o espaço em um local muito aconchegante, leve e bonito. A sensação é realmente de bem estar, comodidade e acolhimento.

Para brindar a data, a nutricionista optou por um cardápio bastante saudável, acompanhado de suco natural e champagne. “Hoje os pacientes estão liberados para brindar comigo”, brincou Camila. A escolha dos alimentos é mais uma prova de que dá para comer bem e com qualidade simultaneamente. Os doces e salgados estavam maravilhosos, com sabor de gordice – embora de gordice não tivessem absolutamente nada. “Precisamos desmistificar a ideia de que comida saudável não é saborosa. Hoje em dia temos opções variadas de alimentos saudáveis que são divinos”, avalia.

nutricionista camila avelarAlém de um bate papo muito gostoso, Camila aproveitou a oportunidade para agradecer o carinho e a presença dos convidados. “Isso tudo foi feito para vocês. Fico muito lisonjeada de receber este retorno tão positivo de cada um de vocês. Só me dá mais ânimo em minha profissão”, pontuou. E a demonstração de gratidão veio em forma de sacolinhas com um brinde super criativo e funcional: embalagens com temperos diversos e uma muda de hortaliça, para os convidados começarem sua própria horta caseira. A nutricionista ainda sorteou entre os convidados alguns de seus livros pessoais, cuja leitura considera fundamental para o processo de autoconhecimento e evolução. Digam aí se ela não é mesmo diferente? <3 <3 <3

consultório nutricionista camila avelarE, claro, não poderia faltar meu depoimento neste texto, afinal sou uma das pacientes de Camila. Tenho o maior prazer e satisfação em falar dela, não apenas pela profissional comprometida e competente que é, mas também pela pessoa sensível e carinhosa. Que esta nova fase seja de muito sucesso, de muitas realizações. E, como já disse certa vez, que muitas pessoas tenham a oportunidade de passar por suas mãos mágicas e transformadoras de vida, porque é isso que você faz: transforma vidas!

Meu acompanhamento nutricional

Tenho feito uma série de posts sobre esta etapa de vida, em busca de melhores hábitos alimentares e mais saúde. Quem quiser ler e acompanhar, aqui estão os links para os posts:

Contatos consultório Camila Avelar

consultorio camila avelarCom a inauguração oficial do novo consultório, a nutricionista Camila Avelar agora realiza seus atendimento na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores.

O edifício fica localizado na rua atrás do Shopping Sumaré, bem ao lado da agência da Caixa Econômica Federal. O telefone de contato para marcações de consultas é o (71) 3483-4636 | 99154-0434.

 

 

Leia Mais

Dieta: Meu primeiro mês – Resultados

Olá, meus amores. Hoje, finalmente, vou cumprir o prometido e postar o segundo texto sobre o meu primeiro mês de dieta, trazendo os resultados em números e fotos para vocês. Já fiz um post anterior, contando como foi minha experiência nesse primeiro mês, vocês podem ler aqui. Pois bem, sem muita enrolação, vamos ao que interessa. Já falei que sempre tive muita dificuldade em perder peso, que me acabava na dieta e na atividade física e nada, mas com um mês de acompanhamento com minha nutri maravilhosa, Camila Avelar, consegui perder 3,5kg. Para quem estava há meses se acabando e não conseguia perder uma grama, este resultado só mostra a importância de se fazer um acompanhamento individualizado e da prescrição de um plano alimentar que atenda à realidade do paciente. É o que Camila fez comigo!

Dieta: Meu primeiro mês - Resultados | foto: conversa de menina

Já contei que foram 38 tubos de sangue, para realizar mais de cinquenta exames. Com base nos resultados, Camila identificou o que precisava acrescentar na minha dieta e o que não valia a pena manter. Inicialmente, não havia preocupação com relação ao peso, o importante era restabelecer a saúde. Peso é sintoma, não esqueçam! Assim, prescreveu um plano que contemplava o tratamento da TPM, da enxaqueca, das unhas fracas, dos déficits de vitaminas e minerais, da minha falta de energia para treinar, da minha anemia. Ou seja, foi feito especialmente para atender as minhas necessidades. E, por isso, funcionou tão bem. Ainda não repeti os exames, mas já consegui identificar uma melhora significativa nos sintomas, como contei no post anterior.

Dieta primeiro mês | foto: conversa de meninaMedidas após um mês de dieta

Além dos quilos perdidos, reduzi gordura, aumentei massa magra e perdi centímetros em todas medidas. Mesmo com o nível de testosterona zerado, ganhei meio quilo de massa magra e perd1 1,4 kg de gordura. Meu gigantesco percentual de gordura, que estava em 40%, caiu para 38% (ainda tenho uma árdua luta pela frente). Adorei mesmo foi perder medidas e perceber as roupas mais folgadas e algumas voltando a caber. Perdi 5,5cm de cintura (78 – 72,5) e 3,7cm de barriga (96 – 92,3). De coxa, perdi 2,5cm da direita (67,5 – 65) e 1,5cm da esquerda (67 – 65,5). Nas panturrilhas, eliminei 0,5cm em cada (38,5 – 38) e nos braços, eliminei 1cm em cada (35,5 – 34,5 no direito e 34,5 – 33,5 no esquerdo). Em todo o corpo, no total, eliminei 16,2cm neste primeiro mês. Para mim, este é um resultado bem significativo, olhem as fotos:

dieta: Meu primeiro mês - Resultados | foto: conversa de menina———————

dieta: Meu primeiro mês - Resultados | foto: conversa de meninaClaro que eu ficaria bem mais satisfeita e feliz em não postar o antes, não é? kkk Mas faz parte dividir com vocês esta jornada. Honestamente, isso me motiva demais. O importante é estar primeiramente saudável e depois feliz com o próprio corpo. Se você é daquelas gordinhas saudáveis que estão satisfeitas, massa! Não devemos nos prender a padrões sociais, mas aos nossos padrões. Eu prefiro perder um pouco mais de peso, ficar mais magra… É minha opção. Isso importa em abrir mão de certos alimentos, isso importa em mudar de hábitos, isso importa em ingerir alguns alimentos que nem são tão saborosos assim, mas fazem bem. E eu estou disposta a isso. Se você acha que não vale a pena abrir mão das guloseimas e dos prazeres alimentares da vida, massa também. Cada um com seus objetivos e convicções, não é mesmo?

atividade fisica | conversa de meninaLições da dieta

Uma das grandes lições destes primeiros 30 dias de jornada foi dissociar o alimento da sensação de realização e prazer. Sim, hoje eu não como por prazer puramente, mas para suprir as necessidades de meu organismo e estar saudável. E, claro, dou valor ao sabor! Amo salada, adoro preparar molhos, sou apaixonada por frutas. Não estou sofrendo nem comendo coisas ruins, nada do tipo. Apenas retirei, por orientação de minha nutri, alimentos que faziam mal e que não contribuíam para a minha saúde em termos nutricionais. Tenho uma genética que não favorece, com casos de hipertensão, obesidade, diabetes e cardiopatia, tudo na primeira linha de ascendência. Ou me cuido, ou terei um envelhecimento complicado.

E se é pra cuidar, quero cuidar da estética também. Hoje me sinto melhor, mais leve, mais ativa, mais bonita, e estou adorando tudo isso. E se você também tem vontade de começar um plano de emagrecimento, mas está desmotivada, se anime! Seu momento é o agora! Sei bem o que é estar desmotivada e insatisfeita, mas sei também o que é levantar a cabeça e perseguir objetivos. Tenho plena convicção de que nem todos os meses serão produtivos, que terei meus altos e baixos, mas o importante é ter a consciência das metas. É saber o que você quer e focar nisso. E se cair, levantar! E se um mês não der certo, recomeçar. A vida é isso, insistência e persistência. Só não alcança os objetivos, quem desiste deles no meio do caminho!

Contatos de minha nutri

Como muita gente sempre pergunta, sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal). O telefone de contato é o (71) 99154-0434.

Leia Mais

Dieta: como foi o meu primeiro mês

Esse post será longo! Espero que tenham um pouquinho de paciência e cheguem ao final. Vai valer a pena compartilhar estas experiências! Quem sabe não te ajude também? E lá se foi um mês de dieta! Como passou rápido! Honestamente, nem senti! E estou muito feliz com essa nova vida que me propus a abraçar. Se habituar com as mudanças de hábitos alimentares é gradual. Tudo requer muita paciência e persistência! É difícil! Exige escolhas diárias! Todo dia a gente precisa reafirmar essa escolha. Terminei o primeiro mês de dieta sem furos. Comi estritamente o que era permitido. Variei um pouco a quantidade, quando estava na TPM ou ansiosa. Comi um pouco mais do que o recomendado, mas nada diferente do que estava no planejamento.

É possível fazer várias combinações e adaptações para manter variedade no cardápioEu ainda sinto vontade de comer uma besteira, ainda penso naquela pizza maravilhosa cheia de queijo, naquela torta de chocolate com recheio e cobertura, mas tenho resistido bem. Não virei uma pessoa neurótica, mas estou respeitando as orientações de minha nutricionista Camila Avelar. Respeitando mesmo, com as restrições impostas nesta fase. Eu fico preocupada com o peso, mas a preocupação de Camila é minha saúde. Como ela sempre fala: peso é sintoma, se cuidarmos da saúde, a perda de peso será consequência. Depois de um mês de dieta, tenho três frases a dizer: “eu consegui superar o primeiro mês”, “obrigada, Camila” e “vamos adiante”. E quem quiser saber um pouco mais sobre essa minha decisão de mudança de hábitos e como encontrei Camila, é só clicar aqui.

As consultas

Quando fui ao consultório de Camila a primeira vez, estava cheia de teorias. Já cheguei contando que meu metabolismo era muito ruim, que eu tinha muita dificuldade de perder peso, de ganhar massa muscular, que mesmo seguindo dietas e praticando atividade física, nada acontecia… blá blá blá. Simplesmente o que Camila me disse foi que precisávamos saber como estava minha saúde, como meu organismo estava funcionando e só depois disso teríamos como fazer qualquer tipo de avaliação mais profunda. E foi assim que saí de lá em silêncio e com uma requisição de exames gigantesca. Só para vocês terem uma noção, tirei 38 tubos de sangue.

dieta | foto: conversa de menina
Seguir a orientação da nutricionista é fundamental, é ela quem sabe o que é adequado às suas necessidades e objetivos

Quando retornei ao consultório com os resultados, uma surpresa! Eu não estava saudável. Logo eu, que vivo fazendo revisão médica anual. Pois é. Foram várias alterações, dentre elas, um nível de alumínio surrealmente alto, vitamina D baixíssima, um nível de ferro e um hemograma que mostrava uma anemia profunda, cortisol lá na casa do chapéu, testosterona inexistente… E esses são só uns exemplos do “problemão” que acabava de cair nas mãos de Camila. Fiquei arrasada. Ela me tranquilizou, me disse para não me preocupar, que iríamos resolver. E mais, que naquele momento, meu peso não era importante, precisávamos restabelecer a saúde, para só depois pensar em peso, corpo, estética e afins. Fiz um post específico sobre esta consulta e a primeira semana de dieta, quem quiser ler é só clicar aqui.

Atividade física é fundamental para quem quer ter uma vida mais saudávelO que mudou com a dieta

Muita coisa mudou na minha alimentação desde então. Passei a consumir mais frutas, verduras e legumes, caiu o nível de consumo de industrializados, o açúcar refinado e o adoçante saíram de cena, comecei a comer mais sementes. Isso é um resumo, claro. Precisei ainda de suplementação vitamínica, tirar de circulação as panelas de alumínio de casa e até mudar de desodorante. Foram cerca de doze comprimidos por dia para auxiliar na melhora da minha saúde. Mas nada de fórmula de emagrecimento, nada disso. Eram apenas suplementos de vitaminas, minerais, ômega 3 e um pré-treino formulado que efetivamente me trouxe de volta a energia que a anemia estava arrancando fora.

dieta | foto: conversa de menina
É preciso ter muita disciplina para escolher os alimentos, prepará-los e carregá-los

Eu não sei se comentei aqui, mas eu emendo o anticoncepcional para não menstruar. Tenho miomas e faço isso por recomendação da ginecologista. Inclusive na consulta, Milena me orientou sobre todos os efeitos negativos do anticoncepcional, inclusive a interferência do seu uso na baixa da testosterona e, como consequência, na dificuldade para perder peso e ganhar massa magra. Mas farei um post especificamente sobre esta questão, porque é bem ampla e tem muitos fatores associados. Quem tiver interesse no tema, aguarde, que falarei disso mais tarde! Precisei mudar o anticoncepcional no meio desse primeiro mês, então tive direito à TPM, vontade de comer todos os chocolates da prateleira e afins. Mas resisti.

Impressões da dieta

O que percebi ao avaliar este primeiro mês de dieta foi bem considerável: não tive irritação, mal estar ou dores de cabeça por causa da dieta. É um sintoma muito frequente para quem está entrando em um processo de restrição alimentar. Eu não senti absolutamente nada disso. A minha enxaqueca que estava super frequente se resumiu ao período da TPM. Fora dois dias de dor de cabeça mais intenso, não senti nadica de nada no resto do mês. Não senti fome, a alimentação é bem completa. Minhas unhas pararam de quebrar e cresceram mais fortes e lisas. Minhas unhas estavam um cotoco há meses!! Somente este mês, já lixei três vezes, e elas não param de crescer! Também não tive crise de abstinência nem de ansiedade pela retirada do açúcar e do chocolate. E até uma dormência que estava sentindo nas mãos passou.

dieta | foto: conversa de menina
Unhas maiores, mais fortes e mais bonitas

Para que o post não fique ainda maior, vou dividi-lo em dois. Na segunda parte, trarei os números e resultados. Para finalizar este, posso dizer que estou bastante animada e empolgada. Não há como querer manter uma dieta sem disciplina. E não é apenas a disciplina para comer o que é permitido. É preciso disciplina para preparar sua refeição, para viver carregando marmita por aí, para fazer atividade física. São diversos fatores que precisam ser conjugados para que tudo caminhe bem e em perfeita harmonia! Por enquanto é isso, meus amores. No post que vem, vou postar o antes e o depois, para vocês acompanharem meu percurso!

E vamos que vamos!

Contatos

Como muita gente sempre pergunta, sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal). O telefone de contato é o (71) 99154-0434.

Leia Mais