Yoga do riso: terapia e ressignificação

yoga do risoA primeira vez que ouvi falar em yoga do riso eu não tinha ideia do que era exatamente. Foi numa postagem no facebook, em que uma menina oferecia algumas vagas para uma sessão. A oferta dizia que a terapia era indicada para quem estava a fim de relaxar, descontrair, desestressar e desfrutar dos benefícios do riso genuíno. E que diacho era riso genuíno mesmo? Curiosa que sou, corri para aceitar. No dia marcado, estávamos lá, várias meninas ansiosas por desvendar esse tal de yoga do riso. Fomos recebidas por Emille Cerqueira e Iône Santos, que são líderes de yoga do riso. E foi somente lá que descobri do que se tratava.

Foi uma tarde diferente. Trata-se de uma atividade lúdica, em que nós rimos durante todo o tempo. Mas aqui despertamos o riso enquanto terapia, sabem? Conhecendo os benefícios que o riso promove, aprendemos a utilizá-lo a nosso favor. “Mas Alane, que maluquice é essa de rir por rir?” E quem disse que precisa de motivo para rir? Pois esse foi um dos meus maiores aprendizados na sessão. O riso deve ser provocado sempre, de forma consciente até, eu diria. Sabe aquela história do “eu sei que me faz bem, então vou fazer tal coisa”. É bem por aí.

E que benefícios são esses?

São inúmeros os benefícios que o riso nos traz. Vou só colocar aqui alguns.

risos

1.Alivia o estresse.
2.Mexe com o diafragma, músculos abdominais, faciais e respiratórios.
3.Produz endorfina, provocando sensação de bem-estar.
4.Melhora nossa relação com os outros.

E aqui só estou falando dos benefícios. Nem entrei no mérito da diferença da quantidade de vezes que uma criança e um adulto ri. Então, com a prática do yoga do riso, até recuperamos um pouco desse nosso lado mais lúdico, alegre e divertido. Porque nos policiamos para rir mais vezes. Você já pensou em olhar pro espelho e dar uma risada bem gostosa e alta? Soltar o ha ha ha que está dentro de você, com firmeza? Já pensou em treinar o riso? Passar uns minutinho do seu dia em algum lugar apenas rindo intensamente sem qualquer motivo? Já pensou executar execícios capazes de mudar o seu estado de ânimo? Pois você encontrou a terapia certa.

Como surgiu o yoga do riso

O método foi criado por um médico indiano chamado Madan Kataria, com inspiração em técnicas do yoga, especialmente os pranayamas e os asanas. A partir daí, foram criadas sequências com o objetivo de simular gargalhadas intensas. Mas para que isso? Para que os participantes riam! É uma forma de induzir o riso de forma artificial. E depois disso, com a conscientização do processo, começamos a internalizar a importância do riso e fazê-lo de forma espontânea.

yoga do riso

No início o riso é induzido por meios artificiais, sendo que logo se transforma em algo absolutamente espontâneo. Segundo o Dr. Madan Kataria, duas sessões de yoga do riso por semana, de 15-20 minutos de duração, melhoram muito a produtividade de uma empresa, reduzindo o stress e aumentando a motivação e a eficiência. Agora, imagina fazer isso em grupo? Todo mundo gargalhando… Não tem como não rir, minha gente. E olhe que é uma técnica relativamente nova, porque foi criada em 1995.

yoga do risoRir é o melhor remédio

Quem nunca ouviu essa máxima, não é? Pois bem! Com o yoga do riso, eu passei a utilizar o riso como remédio mesmo. Tanto que eu já percebo a influência disso no dia a dia, especialmente porque muitas pessoas comentam o tanto que eu rio, a forma leve como levo a vida. As pessoas passam a enxergar uma leveza maior em nossa companhia, e isso é bem bom.

A prática do Yoga do riso consiste em misturar exercícios de respiração e de riso. Além disso, há o contato visual intenso entre os participantes. Numa sessão, batemos palmas, dançamos, ficamos de pé, sentamos, deitamos, relaxamos, elogiamos o outro e rimos. Rimos muuuuito. A gente passa do riso simulado ao riso espontâneo muito rapidamente, e isso eu achei incrível. Como um exercício é capaz de despertar o riso genuíno, foi aí que eu entendi a lógica da coisa.

O que o Yoga do riso mudou em mim?

Bem, já falei ao longo do texto várias coisinhas que mudaram em mim com a prática. O riso constante aumentou a minha sensação de bem-estar, melhorou a forma como lido com as adversidades e pressões do dia a dia. E isso é R-E-A-L. Eu estou sempre rindo, e mesmo nos momentos não tão felizes, tenho procurado exercitar o riso, para que o meu organismo reaja a meu favor, produzindo a endorfina que preciso para aquele momento ruim vire algo menos sofrido.

yoga do risoPassei a encarar as questões da vida de outra forma. Os problema e as dificuldades persistem, mas eu mudei. E isso me fez muito bem. E percebi que o risso que damos muda completamente a reação das pessoas que estão a nosso lado. O riso desarma o outro, sabem? Isso é verídico. Deixa a gente muito mais alegre, mais de bem com a vida, é capaz até de evitar conflitos. E você aprende também a importância de rir sozinho!

É isso, minha gente, que tal a gente rir mais? Vamos exercitar isso diariamente? E qualquer dúvida, é só deixar um comentário, que respondo.

Beijocas e até mais! Ha ha ha!

Leia Mais