Nas Unhas: Boca de Sino (Impala)

Passei dias além da conta com o Tomara que Caia (Mohda). Só consegui render-me e tirá-lo, quando o primeiro pedacinho lascou. E demorou, demorou bastante, até que isso acontecesse. Passei cinco dias com ele nas unhas, sem qualquer transtorno, com direito a elogios diários de quem ainda não tinha visto a cor em minhas mãos. Foi um daqueles esmaltes que não me deu ansiedade em tirar logo, pelo contrário, queria era que ele durasse o máximo de tempo possível. Lindo, mesmo.

E decidi substituir uma tonalidade linda por outra. Não foi difícil a escolha, optei pelo Boca de Sino, integrante da coleção Novo 70, da Impala, uma das linhas que mais me agradou dentre os últimos lançamentos das marcas. Ele é um marrom perolado, com microbrilhos de fundo rosado. Os brilhinhos criam um efeito super especial e são perceptíveis à luz natural. Basta olhar as unhas de perto que dá para notar o toque perolado rosado.

Uma qualidade dos esmaltes perolados é que eles transformam uma cor comum e até monótona em algo chique e elegante. No caso do Boca de Sino, o tom café dele, bastante normal, ganha reflexos rosados, ficando muito mais atrativo.

A consistência é bem cremosa. Passei três camadas para não correr o risco de encontrar falhas depois. A cobertura é muito boa. E também é tranquilo limpar os excessos. Está aí algo que me deixa bem contente ao fazer as unhas: a facilidade em limpar. Fico chateada, quando a qualidade ou textura do esmalte não ajuda neste processo.  Espero também que ele dure bastante, pois estou em uma semana corrida e não terei tempo para trocar de cor, já que os horários livres serão restritos. Aliás, este foi um dos motivos que ajudou a escolher esta cor. Já tive boas impressões com a durabilidade dos vidrinhos da coleção Novo 70, e fiz mais uma aposta, com a esperança de que o Boca de Sino não me surpreenda negativamente no quesito resistência.

Fazia bastante tempo que não coloria as unhas com um tom café. O mais perto que cheguei disso – e ao mesmo tempo distante, porque o tom perolado é bem diferente – foi com o Miucha (Ana Hickmann). Mas vocês verão ao clicar no link que uma cor não tem absolutamente nada a ver com a outra. Completamente diferentes, e ambos lindos, mas “cada um em seu quadrado”.

E antes que me perguntem, minha preferência entre os dois fica mesmo com o Miucha. É um dos esmaltes mais bonitos que já usei nas unhas e dos mais diferentes também. Hoje em dia tudo é muito parecido, e não tenho nada que chegue nem perto do Miucha. E se vocês sabem de alguma cor semelhante ao Miucha, me contem! Vocês já sabem que sou novata em tudo isso e não conheço um mundo infinito de cores.

No mais, é isso meninas. Fiz mais algumas montagens de fotos, que seguem logo abaixo, para mostrar os ângulos diversos e as tonalidades que consegui captar com luzes variadas e sobre cores também variadas. Me contem o que acharam, se gostaram ou não gostaram, e aproveitem para ver um pouquinho mais do Boca de Sino!!

Um comentário em “Nas Unhas: Boca de Sino (Impala)

  1. Alane querida! Continuo sua fã e leitora tá? Só ando sem tempo de te deixar comentários como eu vinha fazendo. E sinto falta! Mas não é nada pessoal! A lista que eu fiquei de te enviar, com certeza, você já tem porque já está testando várias sugestões dela! 🙂 Bjs, Vivi (aquela do macaquinho! rs)

    1. Vivi, meu bem. Lógico que lembro de você!! Menina, eu bem sei como é estar na correria e sem tempo. Mas é isso, o importante é você fazer os sonhos acontecerem. Se for por isso, correr sempre valerá a pena. Beijão!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *