Traça de Biblioteca: Dos clássicos ao pop

A série Traça de Biblioteca desta semana indica uma miscelânia de autores, estilos e obras para todas as idades e gostos. A nossa geleia geral literária tem espaço para clássicos como uma reedição do primeiro romance de Graciliano Ramos, Caetés, as novelas “nada exemplares” de Dalton Trevisan e o terceiro livro da saga Ulisses Moore, aventura infanto-juvenil recomendada para crianças dos oito aos oitenta que adoram um bom mistério e muita ação. Além disso, na lista há também O Olhar do Hipopótamo, crônica moderna escrita pelo jornalista Ronny Hein, que viajou por 19 lugares inusitados do mundo. É conferir as sinopses, a ficha técnica e embarcar na leitura!

NOVELAS NADA EXEMPLARES

O livro é considerado marco inicial da trajetória de contista de Dalton Trevisan. Foi publicado pela primeira vez em 1959 e ganhou um prêmio Jabuti, o mais importante da literatura nacional. Novelas Nada Exemplares reúne uma produção de duas décadas de Trevisan. Seja contando um simples fato, uma história curta como uma ida ao bordel, ou tratando da trajetória de vida de um homem, do berço ao túmulo, o autor demonstra a mesma firmeza em eliminar os ângulos mortos da narrativa, deixando somente aquilo que considera essencial. Suicidas silenciosos, prostitutas e impotentes distribuem-se por histórias em que o excesso e a imprecisão dão lugar ao ângulo exato e a narrativa justa. Dedicando-se exclusivamente ao conto, Dalton Trevisan é considerado o maior mestre brasileiro no gênero. Em 1996, recebeu o Prêmio Ministério da Cultura de Literatura pelo conjunto de sua obra. Seus trabalhos já foram traduzidos para diversos idiomas, entre eles: espanhol, inglês, alemão, italiano, polonês e sueco. Novelas Nada Exemplares é um trocadilho com o título da obra Novelas Exemplares, do espanhol Miguel de Cervantes (Dom Quixote).

Ficha técnica
Novelas Nada Exemplares
Dalton Trevisan
Editora Record
224 páginas
Preço: R$ 28,00

A ESTRELA SOBE

A estrela sobe, considerado a obra-prima de Marques Rebelo, completa 70 anos em 2009 e ganha reedição da José Olympio/Grupo Editorial Record. O livro é uma declaração de amor ao Rio de Janeiro dos anos 1930, em plena era de ouro do rádio. No livro mais aclamado do autor, Leniza Máier é uma jovem pobre em busca de sucesso na grande fábrica de sonhos da época: o rádio. Para conseguir seus objetivos, utiliza de todos os meios – a ponto de recusar o amor verdadeiro e aceitar outros, menos sinceros. Este livro deu origem ao célebre filme de Bruno Barreto, de 1974, estrelado por Betty Faria no papel de Leniza.

Ficha técnica:
A Estrela sobe
Marques Rebelo
Editora José Olympio
224 páginas
Preço: R$ 28,00

O OLHAR DO HIPOPÓTAMO

O livro de Ronny Hein conta de maneira divertida e empolgante as histórias de um viajante profissional pelos cinco continentes. São tantas aventuras, que em seu prefácio o navegador Amyr Klink diz: “não consegui evitar a sensação de que bem ou mal, e por mais que o tenha feito com afinco, viajei e me arrisquei pouco”. Ao longo de 19 viagens, Ronny Hein encara o olhar ameaçador de um hipopótamo dentro de um frágil barquinho durante um safári em Botsuana, na África; navega pelo mar Mediterrâneo no maior veleiro do mundo; e descobre que ali perto, na Riviera Francesa, ter uma Mercedes conversível não é nada demais. Mas Ronny vai além. Degusta um Raki ao lado do mais simpático garçom de Istambul, na Turquia, e revela a modernização de uma cidade que está dividida entre a Europa e a Ásia. E como sabe muito bem aproveitar a vida, aproveita a melhor e maior festa da cerveja do mundo, a Oktoberfest, na Alemanha, em grande estilo, com direito a homenagem no carro abre-alas do desfile inaugural. As aventuras são narradas de uma maneira que faz o leitor viajar por todos os cantos do planeta, sentindo as mesmas sensações vividas pelo autor e aventureiro.

Ficha técnica:
O Olhar do Hipopótamo
Ronny Hein
Editora Europa
258 páginas
Preço: R$ 49,90
Site: www.livrariaeuropa.com.br

ENTRE RINHAS DE CACHORRO E PORCOS ABATIDOS

Ana Paula Maia conquistou leitores no mundo virtual ao publicar na Internet uma novela folhetinesca em capítulos semanais, Entre Rinhas de Cachorro e Porcos Abatidos, que agora é publicada em formato impresso, com capítulos inéditos. O livro é dividido em duas novelas que mostram de forma crua e real o cotidiano de homens que trabalham duro, sobrevivem com muito pouco e esperam o mínimo da vida. Os textos, em tom naturalista, retratam a amarga vida de homens que abatem porcos, recolhem o lixo, desentopem o esgoto e quebram o asfalto.

Ficha técnica
Entre rinhas de cachorro e porcos abatidos
Ana Paula Maia
Editoria Record
160 páginas
Preço: R$ 29,00

OS GIRASSÓIS

O romance retrata a vida e obra de um dos mais brilhantes e controversos homens, Vincent Van Gogh, misturando ficção e realidade, criação e desejo, paixão e loucura, arte e amor. Os girassóis, uma história baseada na vida e obra de um dos maiores pintores de todos os tempos, narra os dois últimos anos da vida de Van Gogh, sob o ponto de vista de Rachel, a notória prostituta de Arles, França, a quem o pintor presenteou com sua orelha cortada. O enredo começa quando Rachel está cochilando em um jardim em Arles e, quando desperta, descobre que está sendo desenhada por um homem de cabelos vermelhos com chapéu de palha amarelo. Trata-se do excêntrico pintor Vincent van Gogh. Ele, então, vai ao bordel onde ela trabalha com um buquê de flores e um desejo incomensurável de terminar a pintura. Assim, uma longa, profunda e intensa paixão surge entre Rachel e o artista. O período narrado é de intensa produção de Van Gogh, consequencia de um mergulho profundo nas terríveis paixões da humanidade. É o período em que a melancolia tornou-se insanidade.

Ficha Técnica
Os Girassóis
Sheramy Bundrick
Editora Prumo
472 páginas
Preço: R$ 53,90

CAETÉS

Primeiro romance de Graciliano Ramos, Caetés foi originalmente publicado em 1933. João Valério, o personagem principal e também narrador, é o guarda-livros da casa comercial Teixeira & Irmão na cidade de Palmeira dos Índios. O enredo se desenvolve em dois planos: a paixão de João Valério por Luísa, mulher de Adrião, dono do armazém onde ele trabalha; e a tentativa de Valério escrever um romance histórico sobre os índios caetés. O cotidiano da classe média da pequena cidade nos é apresentado lentamente, em um texto conciso e sintético, marca de Graciliano em toda a sua produção. O autor destaca-se como o principal romancista da segunda fase do Modernismo brasileiro.

Ficha Técnica
Caetés
Graciliano Ramos
Edições BestBolso
210 páginas
Preço: R$14,90

A CASA DOS ESPELHOS

Uma casa espelhada e uma vilã impiedosa são os novos obstáculos para Jason e Julia na terceira parte da saga “Ulysses Moore”. Sem pausa para respirar, o terceiro livro da série Ulysses Moore começa exatamente onde a segunda aventura parou. Em A Casa dos Espelhos, os irmãos Jason e Julia embarcam numa saga cheia de…reflexos! Com a inevitável chegada dos seus pais de Londres, o tempo para Jason e Julia desvendarem os mistérios da Mansão Manor parece estar se esgotando. Uma notícia inesperada, porém, muda os rumos da aventura: a empresa onde os pais da dupla trabalha passa por problemas e eles vão precisar esperar mais um pouco para deixar o casarão cheio de segredos. Com tempo de sobra, os dois se juntam a Rick, que foi atrás de Oblivia Newton, a rival numero um do trio. A busca os leva para a ‘Casa dos espelhos’, uma incrível e mágica obra de engenharia envolvendo painéis solares, bugigangas e, claro, espelhos. Repleta de mistérios, a casa também revela uma obscura armadilha preparada por Oblivia que, frustrada com os inúmeros fracassos em derrotar o trio, resolve tirá-los definitivamente do seu caminho. Para incrementar a história, a turma descobre uma série de enigmas projetados pelo desaparecido inventor da casa.

SOBRE A SÉRIE – Adaptada pelo italiano Pierdomenico Baccalario, a série Ulysses Moore foi traduzida para diversas línguas e destaca-se por possuir uma narrativa leve, prazerosa e envolvente. O autor vai recheando a história com muito suspense, enquanto familiariza os leitores com a trama e as personagens.

Ficha Técnica
Ulysses Moore – A casa dos espelhos
Pierdomenico Baccalario
Ediora Prumo – Selo Prumo Jovem
216 páginas
Preço: R$ 27,90

Leia Mais

Romance A Cor Púrpura é relançado no Brasil

A primeira vez que li A Cor Púrpura tinha 13 anos e peguei o livro, de bobeira, sobre a cama da minha mãe. Comecei a folhear e não larguei até terminar. Alguns anos mais tarde, reli depois de assistir a versão para o cinema, dirigida por Steven Spielberg e com uma inspiradíssima Whoppi Goldberg no papel principal. Inesquecível!

Whoopi Goldberg em A Cor Púrpura. Atriz vive a protagonista da história, Celie, uma mulher que escreve cartas para Deus
Whoopi Goldberg em A Cor Púrpura. Atriz vive a protagonista da história, Celie, uma mulher que escreve cartas para Deus

Pois não é que o passado voltou a bater na minha porta e dessa vez via email? Sabendo da minha paixão incontida pelos livros, os amigos vivem me passando todo tipo de notícia literária que aparece. Uma informação genial, recebida hoje, é que a editora José Olympio acaba de relançar uma nova edição de A Cor Púrpura, da escritora americana Alice Walker e que estava fora de catálogo. O meu, quer dizer, o livro que minha tia emprestou para minha mãe e do qual tomei posse mais de vinte anos atrás, continua aqui na estante, velhinho coitado, com as páginas amareladas de tanto manuseio. Para quem nunca teve a oportunidade de ler este livro, taí uma chance imperdível. Pode ser também a minha oportunidade de presentear titia com um exemplar novinho!

Quis escrever sobre  A Cor Púrpura – vencedor do prêmio Pulitzer, um dos mais importantes do mundo – porque nenhum livro é tão parecido com uma “conversa de meninas” quanto esse. O romance de Alice Walker é comovente, delicado, áspero, intenso, de chorar e de rir em cada uma das suas páginas. O livro conta a trajetória de Celie, uma mulher negra americana, bastante sofrida e reprimida, que se descobre a partir de uma amizade improvável – Sug Avery, a amante de seu marido, uma famosa cantora de cabaré, torna-se sua grande aliada, confidente, e a única pessoa capaz de fazer Celie revelar a grande mulher que estava escondida pela violência e humilhações sofridas desde a infância. Além das histórias pessoais destas mulheres, o romance é um panorama lúcido e esclarecedor sobre o racismo.

Alice Walker, intelectual, militante e sobretudo, uma mulher que tem muito sentimento a revelar
Alice Walker, intelectual, militante e sobretudo, uma mulher que tem muito sentimento a revelar

O livro foi publicado pela primeira vez, nos Estados Unidos, em 1983 e logo tornou-se um grande sucesso de público e crítica. Em 1985, Steven Spielberg dirigiu a adaptação do romance e a própria Alice Walker assinou o roteiro. Esta é sem dúvida uma das mais bem sucedidas adaptações da literatura para o cinema. O filme transformou o livro em mito e ele foi traduzido para mais de vinte idiomas. A edição que eu não devolvi para titia era de 1986 – a primeira edição lançada no Brasil. Só vi o filme na TV nos anos 90, quando reli a obra. De lá para cá já reli outras tantas vezes e cada vez me surpreendo mais com a capacidade de Alice Walker de falar das e para as mulheres de qualquer lugar do mundo e de qualquer cor, posição social, religião…

Escrito em forma de diário, melhor dizendo, de cartas que Celie escrevia para Deus, o livro é um libelo aos direitos humanos e ao respeito mútuo, uma celebração da união e da solidariedade entre as mulheres, que surge sempre nos momentos mais dramáticos da vida; e, principalmente, uma bandeira levantada contra o racismo e toda torpeza dos preconceitos sociais.

A autora Alice Walker nasceu na Georgia, no sul racista norte-americano. Ela é reconhecida internacionalmente por sua participação em movimentos pelos direitos civis, principalmente das causas negra e feminina. Além de romancista premiada, é autora de contos, ensaios, poemas e vários livros infantis. Atualmente, Walker vive na Califórnia.  Sou fã de carteirinha dos seus escritos e desta grande mulher!

Conversa de Menina recomenda:

A cor púrpura

Autora: Alice Walker

Tradução: Betúlia Machado, Maria José Silveira e Peg Bodelson

Ed. José Olympio / Grupo Editoria Record

336 páginas

R$ 38,00

Leia Mais