Barrinha Fashion: Os petits na passarela

O Barrinha Fashion, evento de moda dos petits, no Shopping Barra, foi encerrado neste domingo, 26, com desfiles das marcas Infanto 13, Lacoste, Lilica & Tigor, Renner, Riachuelo, Salinas e Tyrol. Cores alegres como azul, vermelho, branco e amarelo predominam nas coleções para o Verão 2011 das mocinhas e mocinhos. As peças com ares primaveris, inclusive, já podem ser encontradas nas ararinhas e cabides das lojas. O Barrinha Fashion, evento que é promovido anualmente em outubro (o Mês da Criança), este ano foi incorporado ao Barra Fashion Mall. Vejam algumas fotos:

Olhem que trocinho essa pólo mirim da Lacoste!
Gente, quando vejo essas fotos não sei se olho os modelitos ou os "modelinhos". Que tal o fofucho que veste Renner nessa imagem? E a atitude de top profissa?!

Aposta da Salinas para a moda praia das mocinhas

Desfile da coleção Verão 2011 da Riachuelo no Barrinha Fashion

Leia Mais

Making off do ensaio de Verão 2011 Damyller

Adoro making offs. Seja de filmes, documentários, programas de tv, criação literária e claro, de ensaio fotográfico para editorial de moda. A verdade é que não resisto a futucar o bakestage, os bastidores das produções artísticas. Entenda-se por bastidor o processo de criação, as explosões de ideias, a troca de experiências e de confiança entre os profissionais, os imprevistos e improvisos da criatividade em plena atividade. Jamais, no meu caso, deve-se confundir bastidor com fofoca.

Pois sim, por falar em making off, o povo do mundo da moda já anda às voltas com o verão 2011. Taí a Fashion Rio, que não me deixa mentir. A Damyller, por exemplo, escolheu o deserto do Atacama, no Chile, para fotografar a sua campanha para a próxima estação. As fotos foram feitas pelo alemão Sacha Höchstetter e tem Adriana Caye e Renne Castrucci como modelos. A ideia da coleção Damyller é investir na conexão com a natureza, despertando o desejo de aventura (literalmente desbravar o deserto).

Vejam abaixo algumas das imagens do making off, enviadas ao blog pela assessoria de comunicação da marca:

Ficha técnica:

Fotógrafo: Sacha Höchstetter
Modelos: Adriana Caye e Renne Castrucci
Stylist: Gi Macedo
Make: Cecília Macedo
Produtora executiva: Amanda Chatah
Locação: Deserto de Atacama (Chile)

Clima quente e luminoso como as cores do deserto, na nova coleção 2011 Damyller

Espirito de aventura é o conceito da coleção
O que me atrai nos making offs é a possibilidade de ver como uma produção é feita. Ao vermos as super fotos nas revistas, nem imaginamos o trabalhão que dá!
O deserto do Atacama foi escolhido para enfatizar a ideia de conexão com a natureza

Leia Mais

Duas boas dicas de exposições em Salvador

Para quem quer aproveitar as férias de julho, Conversa de Menina indica duas boas exposições que aportam em Salvador este mês. Uma delas é a mostra fotográfica Um Caminho, Seis Olhares – Caminho de Santiago na Galícia, que como o nome já diz, traz imagens feitas por peregrinos, seja em busca de iluminação espiritual ou para fazer turismo, no Caminho de Santiago, região da Galícia – Espanha. A outra mostra se chama Código Negro e exibe treze paineis que contam a história da escravidão a partir de um conjunto de documentos raros chamado Code Noir, onde o cotidiano das escravos nas colônias francesas era minunciosamente registrado. Confiram abaixo os detalhes sobre as exposições e boa diversão!

Caminho de Santiago em fotos de peregrinos

Santiago-250Mais de 300 fotografias que retratam os peregrinos e paisagens ao longo do Caminho de Santiago de Compostela, na Galícia (Espanha), compõem a mostra internacional “Um Caminho, Seis Olhares – Caminho de Santiago na Galícia”. A mostra será aberta à visitação pública a partir desta segunda-feira, dia 6, e poderá ser conferida de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, até o fim do mês, na Câmara Municipal de Salvador – praça Tomé de Souza, Centro. A entrada é franca.

A rota de peregrinos foi retratada sob o olhar de seis fotógrafos galegos: Delmi Álvarez, Fernando Bellas, Tino Martínez, Javier Teniente, Xulio Villarino e Tino Viz.  Salvador é a terceira cidade brasileira, depois de Rio de Janeiro e São Paulo, a sediar a exposição, que também já percorreu cidades como Bergen (Noruega), Copenhagen (Dinamarca), Estocolmo (Suecia), Varsovia (Polônia), Praga (Rep. Checa), Helsinki (Finlandia) e Viena (Áustria).

Serviço:

Um Caminho, Seis Olhares – Caminho de Santiago na Galícia

Quando: de 06 a 31 de julho, de segunda à sexta,  das 8h às 18h

Onde: Câmara Municipal de Salvador, Praça Tomé de Souza – Centro

Quanto: Entrada Franca

============================

Códigos decifrados da escravidão

code_noir_Sepia_PtitreA exposição Código Negro exibe 13 painéis com uma grande parte da história que não está nos livros escolares, se baseando no “Code Noir”, um conjunto de artigos que regulava a vida dos escravos das colônias francesas. O Código Negro era aplicado em colônias como Antilhas, Guiana e Guadalupe, apoiando a prática massiva da escravidão e legalizando punições corporais. Em particular, merecem destaque sessenta artigos criados em 1685 por Luis XIV, que representavam os estatutos civil e penal.

A exposição foi elaborada pelas Edições Sépia a partir de documentos originais, sendo preservados os textos originais, com algumas anotações pontuais indispensáveis à compreensão das passagens selecionadas. Para melhorar o conforto de leitura, algumas palavras ganharam sua ortografia atual.

Serviço:

Exposição Código Negro

Quando: 16 de julho a 03 de agosto,de segunda à sábado, das 8h30 às 21h; domingos e feriados, das 14h às 21h

Onde: Galeria da Aliança Francesa – Ladeira da Barra

Quanto: Entrada Franca

Leia Mais

Chapada Diamantina em exposição

Essa é uma dica cultural que recebemos via email e que se adequa para quem pretende viajar para a região da Chapada Diamantina em período junino e das férias de julho.

Crédito da imagem: Rui Rezende / Divulgação
Crédito da imagem: Rui Rezende / Divulgação

A exposição itinerante Eu Também Sou da Chapada, de Rui Rezende, percorre até agosto, as cidades de Morro do Chapéu, Mucugê, Lençóis, Piatã e Rio de Contas. As imagens retratam as belezas, o povo, a fauna e a flora da região.

Ao todo, 67 fotos coloridas trazem imagens de flores silvestres, pássaros, borboletas, paisagens, pinturas rupestres, gente e cultura da Chapada Diamantina. Em cada cidade por onde a exposição passar, algumas das imagens irão destacar as belezas naturais do local.

Rui Rezende decidiu fazer uma exposição fotográfica itinerante para apresentar aos moradores da Chapada as belezas que circundam suas casas, e assim, estimular o interesse em conhecer e preservar as atrações naturais que trazem turistas do mundo inteiro até essa parte da Bahia.

As cidades que recebem a mostra foram escolhidas pela distribuição geográfica, com o objetivo de ter um amplo alcance na região.

O artista fotografa a Chapada Diamantina desde 1996. Rui Rezende já percorreu grande parte dessa região explorando recursos naturais e culturais pouco conhecidos. Registrou as paisagens e a sua degradação, assim como a cultura e o povo. Percorreu também os Estados da Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Tocantins e Pará, onde produziu fotos aéreas registrando o avanço do desmatamento na região amazônica.

A mostra é uma realização do Projeto Vencedor do Edital Matilde Matos/2008 da Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB, unidade vinculada a Secretaria de Cultura do Estado.

Confira o roteiro da mostra e se você é ou está na Chapada, vá lá ver:

Junho – Mucugê

Quando: até 27 de junho

Local: Clube Social de Mucugê – Bahia

Julho e Agosto – Lençóis

Quando: de 04 a 18 de julho

Local: Mercado Cultural de Lençóis – Bahia

Julho e Agosto – Piatã

Quando: 25 de julho a 01 de agosto

Local: Clube Social de Piatã – Bahia

Agosto – Rio de Contas

Quando: de 08 a 22 de agosto

Local: Clube Rio-contense – Bahia

=================

Visite também o site Fotos da Chapada

Leia Mais

Exposição para Santo Antonio

Altar de Santo Antonio / Crédito: Genilson Coutinho
Altar de Santo Antonio / Crédito: Genilson Coutinho

O Conversa de Menina inicia neste sábado uma série de posts sobre as Festas Juninas. Vamos contar um pouquinho da história dos santos de junho. Por que será que Santo Antonio é casamenteiro se não era casado? E porque São Pedro é padroeiro das viúvas? São João tinha mesmo cabelinhos cacheados de anjo? Vamos desvendar juntas esses mistérios? E quem pensa que São João, São Pedro e Santo Antonio não tem nenhuma ligação com meninas, engana-se. Os três são considerados os santos mais populares do vasto panteão do cristianismo, principalmente entre as mulheres, e atire a primeira pedra a moça que nunca fez simpatia para arrumar marido em noite de lua antonina; quem nunca pensou em agarrar um amor saltando as fogueiras do compadre João e quem nunca associou São Pedro aos doces feitos nos tachos de cobre de vovó. Para começar a série, divulgamos uma exposição muito legal sobre Santo Antonio, o primeiro dos padroeiros de junho e das casadoiras:

TREZENA EM EXPOSIÇÃO

Altar de Santo Antonio / Crédito: Genilson Coutinho
Altar de Santo Antonio / Crédito: Genilson Coutinho

Para quem não entende nada de religião, nem de ouvir dizer, trezena é o nome de um conjunto de orações que duram 13 dias, feitos em honra de Santo Antonio. Começa dia 01 de junho e termina dia 13, data dedicada ao padroeiro. Pois o hábito de se rezar a trezena, trazido pelos colonizadores portugueses e adaptado ao jeito colorido dos brasileiros, serviu de inspiração para o fotógrafo Genilson Coutinho. A partir deste domingo, dia 07, as imagens captadas pelas lentes de Genilson podem ser vistas na exposição  Santo Antônio Além do Carmo. Tradição e Fé nas casas e janelas.

As imagens mostram a ornamentação das casas no bairro de Santo Antonio Além do Carmo, centro histórico de Salvador, que todos os anos se enche de devotos para orações que são um verdadeiro deleite em matéria de cultura popular.

A mostra acontece na Livraria Saraiva do Salvador Shopping e vai até o dia 21 de junho. Traz registros de longas caminhadas pelas ruas do Centro Histórico – Pelourinho e Santo Antônio Além do Carmo – no mês de junho do ano passado. O objetivo era descobrir e resgatar a tradição mantida por diversas famílias do bairro há mais de 50 anos.

Além das residências, foi descoberto também que as rezas aconteciam em algumas instituições públicas, como FUNDAC, Pelourinho Cultural, Instituto Mauá e pelo afoxé Filhos de Gandhy.  Isso mesmo, um afoxé reza o Santo Antonio em ritmo de ijexá, não é lindo isso? Estes lugares, assim como as casas das famílias, abrem suas portas para receber visitantes e moradores do centro histórico para rezar a trezena e agradecer os milagres alcançados ao longo do ano.

Conversa de Menina recomenda!

Serviço:

O quê: Santo Antônio Além do Carmo. Tradição e Fé nas casas e janelas

Quando: abertura 7 de junho, às 19 horas, e visitação de 8 a 21 de junho

Onde: Espaço Castro Alves da Livraria Saraiva – Salvador Shopping

====================

Saiba mais:

>>Acesse o blog do fotógrafo Genilson Coutinho para ver outras fotos

Leia Mais