Dia dos Namorados 3: auto-ajuda para quem busca encontrar uma cara metade

É inegável o apelo para que todos (homens ou mulheres), estejamos devidamente acompanhados toda vez que a data 12 de junho se aproxima. Embora não goste dessa pressão exercida em todos os níveis (dos amigos, da família, dos lojistas e da mídia, só para citar alguns exemplos) para que os solteiros de todo o mundo corram atrás do prejuízo e arrumem um par, não posso ter a pretensão de fazer um blog se não falar para todos os públicos. Daí a insistência, ao longo da semana, em abordar temas ligados ao Dia dos Namorados. Tem quem leia porque é oferecido? Sim. Mas a recíproca é igualmente verdadeira: é oferecido porque tem quem espere esse tipo de informação com mal-disfarçada avidez. Atendendo às necessidades de quem anda realmente em busca da cara metade, publico por aqui uma dica de leitura, melhor dizendo, dica de audiolivro que promete ensinar as mulheres a domar as feras masculinas soltas neste vasto mundo.

Se você faz parte do grupo de “caçadoras” implacáveis que estão decididas a legar seus dias de solteirice ao passado, pode acabar gostando de ler Por que os homens amam as mulheres poderosas?, best seller da norte-americana Sherry Argov, lançamento da Audiolivro Editora. Não li – e nem ouvi – o livro, por isso, não posso opinar se realmente funciona e nem vou fazer resenha crítica, seria leviandade criticar (para o bem ou o mal), algo que não li.

Mas, segundo a editora,  a obra está em primeiro lugar na lista de livros de não-ficção mais vendidos nos EUA. O povo americano adora auto-ajuda. Os brasileiros não ficam atrás. Mesmo não sendo muito a minha praia, respeito quem gosta e acredito que, para determinadas pessoas, funcione.

A autora, ainda segundo a editora Audiolivro, escreveu um tipo de manual para aquelas mulheres boazinhas que fazem de tudo para agradar seu parceiro, mas têm a sensação de que não recebem a mesma dedicação em troca e daí, descambam para as cobranças ou conformam-se na posição de vítima chorona. Usando o humor, o que no mínimo vai garantir boas gargalhadas para quem se dispuser a ler (ou ouvir, neste caso), Sherry Argov afirma que não há nada mais entediante para um homem do que uma mulher que tenta agradá-lo a todo momento. Pessoalmente, concordo que a máxima vale para qualquer tipo de relacionamento. E quem é que gosta, por exemplo, de amigos que vivem “puxando o saco”, mas não fazem críticas construtivas, confrontam opiniões, alertam para as mancadas e dessa forma exercem o papel de verdadeiros amigos?

No “manual de sedução” de Argov, há ainda dicas de como adquirir mais autonomia e não ser submissa no relacionamento.

E para quem ficou interessada, eis aqui o link da obra, para ser comprado direto do site da editora. O audiolivro tem sete horas de duração e também pode ser encontrado nas melhores livraria de todo país. E, aqui, no site da Revista Veja, um trecho da obra.

Para comprar a versão impressa:

Porque os homens amam as mulheres poderosas?

Autora: Sherry Argov

Editora: Sextante

Preço: R$ 15,90 no site da Submarino.com

Leia Mais

Dia dos Namorados 2: A procura do par perfeito

Mais um artigo muito bom da psicóloga Cássia Franco, dessa vez, um pouco mais reflexivo sobre o “mercado” de troca de intenções que se estabele no início e ao longo dos relacionamentos a dois. Para quem gostou do material anterior da autora, publicado aqui no Conversa, sobre as dicas para NAMORAR, vale a pena ler este também!

*A procura do par perfeito

“Ninguém é perfeito até que alguém se apaixone por esta pessoa”
(William Shakespeare)

**Cássia Aparecida Franco

Tem casal, segundo Cássia Franco, que adora brincar de detetive e acaba transformado a vida do parceiro (a) em um inferno de vigilância e desconfiança constantes

Diferentes grupos humanos criam rituais de apresentação, formas de travar contato e de sinalizar seus interesses propiciando aproximação, comunicação, transpiração de idéias e intenções. A pesquisadora Froma Walsh nos conta que entre os povos nômades do deserto, por exemplo, há séculos os grupos se reúnem para a tradicional “feira de esposas”, onde os homens vão procurar uma esposa para si.

Segundo a tradição, as mulheres disponíveis para o enlace, pintam os olhos com intensidade, usando um véu cobrindo o rosto, caso sejam virgens. As viúvas ou separadas tem o rosto descoberto, mas todas, sem exceção, levam em seus braços uma manta tecida com as próprias mãos.

Todos circulam livremente pela feira e no momento em que um homem encontra o olhar de uma mulher que o interessa, ela exibe a manta que teceu cheia de intenções. Assim, os dois se examinam por tabela, enquanto falam do precioso objeto. Conforme os argumentos, ele decide se quer comprá-lo e ela se quer vendê-lo. Se discordarem, a procura recomeça.

Se, contudo, o interesse for recíproco, os dois discutem sobre o preço da manta e, se chegarem a um consenso, dirigem-se a uma autoridade que legaliza a intenção de se casar. A partir daí, as famílias se envolvem e discutem herança, dote e moradia.

Toda vez que duas pessoas se encontram, trocam sinais que explicitam que tipo de relação está se estabelecendo. E estes sinais, muitas vezes sem palavras, têm a força de provocar emoções que afetam os comportamentos que se seguirão. A partir daí, cria-se a expectativa do que um pode esperar do outro.

Podemos por exemplo, ser detetives e estabelecer uma relação com base na vigilância e desconfiança. Neste jogo deverá sempre existir alguém que espreita na procura de alguma curiosidade ou delito. Há bastante espaço para o ciúme, a briga e conseqüente pedido de trégua e para o ritual de fazer as pazes. Há quem goste.

Podemos encontrar também o atento cuidado do jardineiro que arranca a erva daninha, prepara o terreno e afofa a terra com carinho, semeando no capricho, regando e colhendo frutos. Há quem ache muito monótono.

Outros casais, ainda segundo Cássia Franco, preferem brincar de jardineiro e construir um amor mais ameno, porém duradouro

É possível também um animado jogo de Banco Imobiliário, onde eu lhe compro e você se vende. A dívida nunca é quitada e o cartão de crédito tem juros impagáveis. Há quem se magoe muito com isto.

Há também o modelo julgamento, onde todos são avaliados e penalizados no critério do que é certo ou é errado. Esquece-se, no entanto, que o certo e o errado podem variar conforme o júri. Há quem considere muito difícil equilibrar esta balança.

A questão é que temos crenças e valores que funcionam como uma espécie de peneira seletiva na hora de interpretar os dados. Nossas crenças e valores são estados emocionais que influem em nossos pensamentos e decisões.

Quando criamos a expectativa de ter encontrado o par perfeito, estamos projetando no outro as imagens internas que temos do que seria o nosso modelo de perfeição. Encobrimos o outro em uma nuvem contaminada pelo nosso olhar. Perdemos a oportunidade de enxergar o outro e criamos expectativas difíceis de serem concretizadas.

O sucesso ou o fracasso de uma união depende muito dos acordos de colaboração existentes entre o par. Acordos esses que sabiamente precisam ser renovados periodicamente, promovendo reflexões sobre as mais altas esperanças e os medos mais profundos.

*Texto encaminhado ao blog para publicação pela  Matéria Primma Comunicação

**Cássia Aparecida Franco é psicóloga, palestrante e coach. Contato: cassiafranco@yahoo.com.br

Leia Mais

Dicas de presentes para o Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados está chegando – de novo!!! E, embora seja apenas mais uma data comercial, não custa fazer uma surpresinha bacana para o escolhido ou a escolhida, não é? Recebemos dezenas de e-mails com sugestões de presentes para ele e para ela, alguns bem  criativos outros mais tradicionais. Pode ajudá-los a ter uma ideia de presente!

Kit O Boticário. Soft Cherry Mousse Hidratante Corporal (R$ 39,90) e Exotic Cherry Sabonete Perfumado com 2 unidades (R$ 22,90). Para comprar: lojas O Boticário
Livro Seu amor é melhor que Petit Gâteau (reunião de textos românticos). R$ 23,90. http://www.hagnos.com.br
Sapatos com renda Jorge Bischoff. R$ 199,00. Salvador Shopping
Aparador de barba e bigode à pilha Conair. R$ 79,00. SAC: 0800 770 8575

Edição especial da caneta esferográfica Sheaffer 100. R$ 64,00. Só na Saraiva (loja e site http://www.saraiva.com.br)

Paleta de sombras NYX. R$ 99,20. Salvador Shopping

Almofadas 40x40 Cooperárvore. R$ 20,00 + frete. Para comprar: (31) 3591-5896

Sapatos Perere. R$ 99,00 (modelo masculino) e R$ 265 (modelo feminino). Para comprar: http://compras.lojaperere.com.br

Tênis Tryon. R$ 109,90. Para comprar: http://www.tryon.com.br
Kits de perfumaria da Amway. Kit Nidhi (para elas) R$ R$ 148,30; Kit Haener (para eles) R$ 162,50 e Kit Heket (para elas) R$ 143,80. Para comprar: http://www.amway.com.br ou pelo 0800-940-6766
Camisa polo rugby Limits. R$ 239,00. Para comprar: Shopping Iguatemi, alameda das grifes

Leia Mais

Dicas literárias para o Dia dos Namorados

O amor está no ar e também nas estantes. Aproveitando a proximidade do Dia dos Namorados, Conversa de Menina recomenda dois lançamentos literários recentes para quem gosta do estilo “livros que dão bons conselhos”.  Um deles é Alfabetização Afetiva, de Lousanne Arnoldi de Lucca e publicado pela editora Vida & Consciência. O outro tem o sugestivo título de Ou casa ou vaza, de Alison James, publicado pela BestSeller. Confira mais detalhes sobre as obras:

Para as românticas, que gostam de avaliar emoções e discutir sentimentos:

alfabetização afetivaA obra Alfabetização Afetiva, de Lousanne Arnoldi de Lucca, fala do despreparo para gerenciar o nosso mundo interior e nos ensina a lidar com nossos sentimentos, emoções, culpas e frustrações e a entender o mundo da afetividade.

Mesmo num mundo marcado pelas grandes revoluções tecnológicas e pela modernidade, a maior dificuldade do homem ainda é o seu relacionamento com suas emoções e sentimentos, que ora são suaves e harmoniosos e ora são avassaladores e desestabilizantes. Como entender o mundo da afetividade? Como encontrar o ponto de equilíbrio para que possamos viver em harmonia conosco e com as outras pessoas? A escritora Lousanne Arnoldi de Lucca, pós-graduada em psicopedagogia, se propõe a discutir o tema em Alfabetização Afetiva.

A obra aborda temas como o certo e errado, defesas e resistências, vitimismo, medo, amor e amor próprio, liberdade, sexualidade, culpa, preocupações, raiva, orgulho, solidão, tristeza, depressão, êxito, fracasso, alegria, humor, prazer e todos os sentimentos que fazem parte dos relacionamentos. A autora propõe ainda questionamentos que ajudam o leitor a se autodescobrir e a detectar possibilidades de mudanças para uma vida melhor. De acordo com a escritora, temos que aprender a lidar com nossos conflitos e conceitos de forma afetuosa, pois a força da imposição não conserta nem educa, só produz medo e revolta.

Serviço:

Alfabetização Afetiva

Autora: Lousanne  Arnoldi de Lucca

191 páginas

Editora Vida & Consciência

Preço sugerido: R$ 26,00

===========================================

Para as práticas, manual ensina a decidir o jogo quando está em zero a zero:

ou casa ou vazaQue príncipes encantados não existem você já sabe. Mas como ter certeza de que é hora de se casar? Você está saindo com o cara com quem gostaria de morar e dividir sua vida? Ou é melhor voltar à vida de solteira porque antes só do que mal acompanhada? Alison James, autora de As 10 mulheres que você vai ser antes dos 35 e Eu tinha saudades dele, mas estou melhorando, ensina com humor e leveza a encarar a realidade. Ou seja, só temos duas opções meninas: mergulhar no relacionamento com segurança ou terminar e assumir a solterice. Pelo menos é o que defende a autora no livro Ou casa ou vaza.

Você acha que está em um relacionamento estável e feliz. Mas será que ele é mesmo o cara certo? O próximo passo é casar? E será que depois do casamento sua vida vai mudar da maneira que você espera? E o mais importante: você está preparada para construir a vida a dois que sempre sonhou? Casar não é apenas produzir um evento. É a maior decisão com conseqüências significativas que você pode tomar. Como saber se o cara com quem você está saindo é o homem da sua vida? Ele vai ser um bom pai? Vocês têm valores parecidos? Você está tendo menos do que merece? A autora promete responder essas questões.

Alison James se baseou em diversas situações verídicas para ilustrar os fatos que devem ser levados em conta na hora de decidir se o namoro deve virar casamento ou se é melhor aproveitar a solteirice sem medo de ser feliz. Desde a infância as meninas aprendem a sonhar com o casamento. Esperam conhecer o homem perfeito, uma paixão à primeira vista e viver um eterno romance. Mas se decepcionam, pois descobrem que essa pode não ser sua realidade. A autora trata de situações vividas por casais que acabaram de se conhecer, casais que estão juntos há muitos anos e situações vividas por solteiros convictos. A ideia é ensinar os leitores a serem realistas no relacionamento,  mas sem perder o romantismo.

Serviço:

Ou casa ou vaza

Autora: Alison James

Tradução de Cláudia Costa Guimarães

Ed. BestSeller / Grupo Editorial Record

288 páginas

Preço sugerido: R$ 19,90

Leia Mais