Krav maga no Brasil e março de 2018

krav maga defesa pessoalMarço de 2018. Uma data especial para o krav maga aqui no Brasil, uma data especial para todos nós que treinamos essa milenar arte de defesa pessoal. Neste mês, nosso mestre Kobi completa 50 anos de krav maga. Foi ele quem trouxe a técnica para o Brasil, e se hoje temos a oportunidade de entrar no tatame e aprender a nos defender com eficiência, isso é graças a ele.

Para celebrar, nós, mulheres, ganhamos um presente. Afinal, março também é nosso mês. Durante todo o mês de março, as mulheres poderão treinar gratuitamente krav maga. Serão aulas especiais, tipo oficinas, para nos ensinar a agir em situações de risco do dia a dia. E ainda dá tempo, se você quiser participar! Se você é de Salvador, deixa uma mensagem aqui no post ou manda um whatsapp para meu instrutor (vou deixar okrav maga contato dele no final), que você já combina o horário e dias de treino lá na Academia Haganá, em Brotas.

Tenho certeza de que, quando acabar março, você vai decidir continuar. Sim, o krav maga é um estilo de vida. Vicia. A sensação de você treinar para se proteger é maravilhosa. Conhecer os movimentos de seu corpo e saber exatamente como usá-los a seu favor dá uma segurança que você só entende depois que começa a treinar.

Muita gente me pergunta a respeito do perigo de reagir nas situações de risco. O que eu sempre explico é que o krav maga não nos incentiva a reagir, de jeito nenhum. Mas, se você precisar reagir, é melhor que você saiba exatamente o que fazer. Dou um exemplo simples: se uma pessoa vier com uma faca em sua direção, você vai fazer o que? Esperar ser atingida? Se um cara desarmado tentar te tocar ou te arrastar para algum lugar ermo, você vai com ele passivamente? Vai ficar se debatendo sem qualquer técnica como muitas pessoas fazem? Eu prefiro treinar e saber o que eu devo fazer se coisas assim acontecerem.

krav maga defesa pessoal

Claro que ninguém quer passar por nada disso! Lógico que não quero vivenciar algo assim. Mas já usei uma técnica do krav maga na rua. Não foi numa situação de perigo exatamente, mas consegui evitar uma situação incômoda. E como aconteceu? De longe percebi que dois carinhas me olhavam, riam e conversavam entre si. Porque, sim, o krav maga te deixa muito mais atenta à movimentação nas ruas. Eu estava no bairro da Liberdade, tinha deixado meu carro na oficina e decidido voltar para casa andando (moro num bairro na região e aproveitaria para fazer uma caminhada). Percebi esses dois rapazes, eles vinham na minha direção. Quando estavam próximos, um empurrou o outro em minha direção. Não me pareceu uma tentativa de assalto, me pareceu que ele queria cair por cima de mim, me tocar, sei lá. Foi o que imaginei. Eu era faixa branca. Imediatamente me lembrei de uma defesa, que é usada para tentativa de estrangulamento, quando você consegue se antecipar e atingir a pessoa antes que ela toque em você.

krav maga defesa pessoal

Bem, a defesa funcionou. Usando a mão como uma faca (estou tentando explicar sem qualquer linguagem técnica, aqui, minha intenção é que qualquer pessoa consiga entender), os dedos juntos e enrijecidos, dei um passo para trás e mirei o pescoço dele, na região da traqueia. Deu certo. Ele não conseguiu encostar em mim, caiu no chão com a mão no pescoço e dificuldade para respirar. O amigo foi na direção dele, ver se estava bem. Vi que ele não ia levantar, acelerei o passo e segui em frente. Na rua, algumas pessoas gritaram, foi uma cena bem curiosa. Pode parecer uma bobagem, para mim foi importante conseguir evitar que aquele carinha caísse em cima de mim e tocasse meu corpo. Sei de histórias de outras colegas, não são poucas. Muitas usaram as técnicas, algumas usaram o krav maga para se proteger de ataques dentro de casa. São muitas histórias, e elas só nos dão a certeza de que estamos no caminho certo. De que treinar é a solução.

krav maga

Achei importante escrever esse post hoje, porque hoje foi a primeira oficina do mês de março nos sábados. E fiquei feliz de ver tantas meninas começando a treinar, dando os primeiros golpes. No início nos sentimos meio perdidas, os golpes saem sem muita força, parece que não vamos conseguir acertar um murro. Mas no decorrer das aulas percebemos que tudo é uma questão de treino, disciplina e dedicação. Cada soco dado nos torna melhor naquele soco. Cada chute dado nos torna melhor naquele chute. E assim seguimos. Dia a dia, aula a aula, treino a treino, melhorando, moldando, nos dedicando. Sempre pedindo pra que não precisemos usar as técnicas, para que não passemos por uma situação de risco. Mas com a consciência de que, se isso acontecer e for necessário agir, estaremos preparadas.

Contatosacademia hagana
Academia Haganá (Krav Maga Brotas)
Instrutor: Roque Jorge
Tel: 71 99964-5948 (whatsapp)
Facebook: https://www.facebook.com/AcademiaHagana/

Leia Mais

Krav Maga para mulheres

Desde que comecei a praticar o Krav Maga já sabia que em algum momento escreveria este post. Falar da questão do empoderamento, da participação mais ativa das mulheres em atividades que sempre foram masculinizadas, como as aulas de lutas marciais e de defesa pessoal é sempre muito importante, diria até fundamental. Por mais que a sociedade tenha evoluído, e o conceito de “sexo frágil” tenha deixado de ser pertinente quando o assunto é mulher, nós ainda somos frágeis no sentido da força física. Pelo menos a grande maioria das mulheres ainda o são. Desde que me matriculei lá na Academia Haganá, tenho refletido bastante sobre esse assunto.

krav maga em salvador | foto: conversa de meninaQuando cheguei para o primeiro dia de aula, encontrei várias mulheres por lá. Inicialmente, achei que a turma seria composta em sua totalidade por homens. E me surpreendi muito, confesso. Especialmente porque encontrei mulheres mais maduras, jovens e até meninas que nem chegaram à adolescência ainda. Fiquei bem feliz com isso, ao perceber que nós estamos ocupando cada vez mais espaços. Também me surpreendi muito positivamente com a conduta do instrutor, Roque Jorge. Imaginei que seríamos tratadas de forma diferenciada, que haveria algum tipo de separação na hora do treino, mas não. O tratamento é exatamente o mesmo, somos exigidas da mesma forma, a cobrança, a dedicação e o empenho para conosco são os mesmos.

krav maga em salvador | foto: conversa de meninaComo já falei aqui em um post anterior (clique aqui para ler), o Krav Maga é a técnica de defesa pessoal utilizada pelo exército israelense. Na prática, o que se busca é o golpe perfeito, para anular o ataque com perfeição técnica, a partir dos movimentos naturais do corpo. O lema é que você não pode dar uma segunda chance ao agressor. Nas aulas, são trabalhadas simulações de situações de risco real. A arte marcial em momento algum estimula a violência, mas ensina o cidadão de bem a reagir em situações extremas, na proporção da necessidade. A cada treino, o que percebo é que meus reflexos vão melhorando, a velocidade de minha reação vai melhorando, vou conseguindo compreender melhor cada movimento. O Krav Maga não trabalha apenas com o corpo, trabalha o tempo inteiro com a sua mente, com o autocontrole, com a concentração. Você precisa controlar os seus sentidos, controlar os seus músculos, controlar a sua ansiedade. E tudo isso se consegue com a prática exaustiva dos movimentos.krav maga em salvador | foto: conversa de menina

A ideologia do krav maga é a de que você tem de voltar pra casa vivo. Isso significa que nem sempre você vai ter de reagir; que não é todo tipo de agressão que merece uma reação mais incisiva; que a reação deve ser proporcional ao ataque e à necessidade da situação. O krav maga tem resposta pra tudo, e isso é o mais interessante! Além de poder ser praticado por pessoas de qualquer idade, gênero ou estrutura física. O que você vai precisar é ter o amadurecimento emocional para saber como agir, e esse lado emocional também é bastante trabalhado e ressaltado nas aulas. Isso é fundamental: ter o controle do emocional.

krav maga em salvador | foto: conversa de meninaAinda tenho muito pouco tempo de prática, mas a sensação de mudança é nítida. Me sinto mais segura, menos ameaçada. O Krav Maga mexeu inclusive com minha autoestima, melhorou significativamente meu condicionamento físico. Empoderamento tem a ver com isso, sim. Conhecer a técnica, persistir para dominá-la, se sentir em pé de igualdade com os homens que a praticam, perceber que sua evolução acompanha o ritmo da evolução deles. Perceber que seus golpes estão mais direcionados, que você está muito mais ágil, tudo isso contribui efetivamente para me sentir ainda mais forte, menos frágil. E às mulheres que conheço e àquelas que não conheço, o que tenho a dizer é: experimentem! Para quem mora em Salvador, na Academia Haganá é possível fazer uma aula experimental. É só entrar em contato pelo whatsapp (71) 999645948.

Leia Mais

Meu primeiro contato com o Krav Maga

Lá nos idos dos meus 20 anos, tomei conhecimento da existência do Krav Maga em uma reportagem na TV, e me despertou a vontade de praticá-lo. Na época, no entanto, apenas uma academia em Salvador oferecia os treinos, mas era distante demais de toda a minha rotina de vida, e desisti. Este ano, busquei novamente um local e encontrei a Academia Haganá, que é um Centro de Treinamento de Artes Marciais localizado em Brotas. O bom de lá é que você pode fazer uma aula experimental gratuita, para avaliar, sem ter a obrigação de simplesmente pagar a mensalidade e acabar não gostando. Agendei a tal aula com o instrutor Roque Jorge, filiado à Federação Sul Americana de Krav Maga. Saí de lá com a certeza de que era aquilo que eu queria e me perguntando por que não havia me matriculado antes.

aula de krav maga na haganá | foto: conversa de meninaPara quem não sabe do que se trata, o Krav Maga é a única luta reconhecida mundialmente como arte de defesa pessoal. Portanto, não é arte marcial, é a técnica de defesa pessoal do exército de Israel. Toda a sua técnica tem o objetivo de treinar o indivíduo para exercer a legítima defesa de forma precisa em situações de perigo real no dia a dia. E considero uma arte bastante democrática, porque pode ser praticada por qualquer pessoa, independente de sexo, idade e condicionamento físico. Em uma época da vida em que estamos tão expostos à violência, acho muito oportuno ter o conhecimento necessário para, se você precisar reagir, que o faça com domínio, conhecimento e técnica.

Minha primeira experiência foi bastante curiosa. Cheguei muito receosa na aula, me questionando internamente se me sairia bem, se conseguiria aprender os golpes, com um pouco de receio mesmo, confesso. Enquanto aguardava o horário da aula – acabei chegando um pouco mais cedo que o previsto-, me perguntava se haveria mulheres e mais novatos. Fiquei positivamente surpresa ao perceber que várias mulheres já aderiram ao Krav Maga. Especialmente na turma em que treinei, há várias delas, de idades sortidas, inclusive crianças. Até me senti mais tranquila com isso, por mais bobo que isso possa parecer.

aula de krav maga na hagana | foto: conversa de meninaO aquecimento é bem intenso e pesado, gostei bastante! Suei horrores!!! E a aula em si é sensacional. Claro que tudo depende muito do instrutor, e Roque Jorge é ótimo. Além de dar uma atenção especial a quem está chegando, ele consegue enturmar o novato ao treino com facilidade, além de reunir em um único profissional o bom humor e o conhecimento preciso da técnica. Isso facilita demais o processo de aprendizado. Depois da aula, me senti bastante segura e animada. Consegue desenvolver os golpes, depois de algumas tentativas, lógico! E meu desempenho ganhou até um singelo elogio de uma colega de turma. Fiquei bem feliz e isso me motivou demais.

Duas coisas que me chamaram bastante atenção foram a facilidade de chegar ao local e de estacionar e a estrutura da academia. Ela fica na Dom João VI, nº 579, 1º andar, Brotas. Trocando em miúdos, quase em frente ao Banco do Brasil, em cima da Escola de Inglês Skill. É muito fácil de chegar e bastante tranquilo de estacionar nas ruas transversais. O acesso por meio de ônibus também é bem tranquilo, tem ponto pertinho. A estrutura é ótima! O ambiente é bem ventilado, a parte do tatame é enorme, o banheiro é impecável e amplo, tem até lugar para tomar banho, e tem diversos equipamentos de treino. Como falei antes, lá é um centro de treinamento, então eles também oferecem aulas de Judô, Jiu Jitsu, Kung Fu, Karatê, Muay Thai, Krav Maga, Boxe e Pilates.

aula de krav maga na haganaPara quem quiser mais informações, o telefone de lá é o (71) 3017 – 3402. Eles também passam informações pelo Whatsapp (71) 99964-5948 e pelo e-mail [email protected] Minhas aulas são às segundas e quartas, às 17h, mas eles têm uma variedade imensa de horários. Com certeza farei vários posts ao longo do tempo e, aos pouquinhos, vou esclarecendo pra vocês todas as dúvidas sobre o Krav Maga.

Leia Mais