Cinema espanhol: filmes dirigidos por mulheres

A dica vai para os amantes do cinema. O Instituto Cervantes de Salvador, realiza, entre os dias 4 de maio e 8 de junho, sempre às sextas-feiras e às 18h30, mais uma edição da Mostra Espaço Feminino: Mulheres Diretoras no Cinema Espanhol. O objetivo da mostra é apresentar a cultura cinematográfica da Espanha a partir de filmes dirigidos por mulheres.

Os filmes escolhidos em cada edição, que tem organização e curadoria da Coordenação de Festivais de Cinema Feminino TRAMA (para longas-metragem) e da CORTOSFERA (para os curtas), propõem um diálogo entre cultura cinematográfica e as discussões de gênero.

A programação é gratuita e as produções, exibidas no auditório do Instituto Cervantes, têm áudio em espanhol e legenda em português.

Programação

MAIO

Dia 04

A Noiva (La Novia), de Paula Ortiz (Espanha, 2015, 93 min) – Classificação: 16 anos

Desde pequenos, Leonardo, o noivo e a noiva formam um triângulo inseparável, mas à medida que se aproxima a data do casamento, as coisas começam a se complicar entre ela e Leonardo, porque entre os dois sempre houve algo além de amizade. A crescente tensão entre eles é como um fio invisível, impossível de explicar, e tampouco romper. Inspirado na peça teatral Bodas De Sangue, de Federico García Lorca.

Dia 18

Requisitos Para Ser Uma Pessoa Normal (Requisitos para ser una persona normal), de Leticia Dolera (Espanha, 2015, 81 min) – Classificação: 7 anos

María de las Montañas é uma mulher de 30 anos a quem a vida não sorri: ela não tem emprego, foi expulsa de seu apartamento, não tem parceiro e vive longe de sua família. Em uma entrevista de trabalho lhe perguntam que tipo de pessoa ela é e, ao perceber que não cumpre nenhum dos requisitos para ser considerada “normal”, ela começa a reunir esforços para isso: se tornar uma pessoa normal.

Assisti esse no ano passado, na Netflix, e recomendo para quem gosta de comédias leves e meio nonsense, com protagonistas ‘gente como a gente’.

Dia 25

Riot Girls: Espanholas em Curta

Senhora Wamba (Miss Wamba), de Estefanía Cortés (Espanha, 2017, 17 min)

Classificação: 7 anos

Uma mulher atormentada pelo passado conhece um idoso com o qual tem uma empatia imediata. Oásis, de Carmen Jiménez.

Oásis, de Carmen Jiménez (Espanha, 2014, 15 min)

Classificação: 16 anos

Nieves é contratada como porteira de um edifício em meio de ruínas na cidade de Nova York. O trabalho fica mais difícil que o previsto quando descobre o segredo que esconde um dos apartamentos.

Sara à Fuga, de Belén Funes (Espanha, 2015, 15 min) – Classificação: 12 anos

A jovem Sara vive há muito tempo numa instituição para menores e não vê o pai há muitos anos. Ele prometeu vê-la, mas suas promessas não têm nenhum valor para Sara. A tutora Núria fará o possível para ajudá-la na dramática situação de Sara.

Escória, de Laura Sisteró e Alejo Levis (Espanha, 2016, 16 min)

Classificação: 7 anos

Uma pequena comunidade de jovens mulheres está marcada por uma série de estranhas normas e rituais. A rotina é interrompida com a morte de uma delas. A melhor e mais íntima amiga da vítima se rebela contra a líder do grupo e às imposições existentes.

JUNHO

Dia 8

María Moliner – Estendendo Palavras (María Moliner – Tendiendo palabras), de Vicky Calavia (Espanha, 2017, 70 min)

Classificação: Para todas as idades

Documentário sobre a vida de María Moliner. Autora de um dos principais dicionários da língua espanhola, ‘Diccionario de Uso del Español’, a bibliotecária dedicou a vida dela à difusão da cultura através dos livros. Uma das intelectuais mais importantes da lexicografia espanhola.

Anote na agenda:

O quê – Mostra Espaço Feminino: Mulheres Diretoras no Cinema Espanhol

Quando – de 04 de maio a 08 de junho, às 18h30

Onde – Auditório do Instituto Cervantes de Salvador (Ladeira da Barra)

Quanto – entrada gratuita. Sujeita à lotação do auditório.

*Com informações do Instituto Cervantes Salvador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *