Porque na vida você precisa saber vender seu próprio peixe

Este é um assunto bem interessante, a arte de saber vender seu peixe. Há alguns vários anos, estava eu participando de um processo seletivo, já na última fase, de dinâmica em grupo, quando o examinador disparou que cada um deveria naquele momento vender o próprio peixe. Ele pediu que cada um dos concorrentes à vaga fosse à frente dos outros e respondesse uma pergunta simples: por que a empresa deveria te contratar.

Essa recordação me veio à mente hoje e decidi falar sobre isso aqui no blog, porque, no final das contas, nós precisamos o tempo inteiro vender o nosso peixe. Seja nas relações pessoais, profissionais, se você não acredita em seu próprio potencial, se você não consegue defender suas habilidades e capacidades, como será capaz de convencer o outro de que elas existem?

Se você não acredita ser capaz de superar certas dificuldades, como poderá efetivamente superá-las? Isso é engraçado, porque em muitas situações, as suas palavras chegam antes de suas atitudes. Numa entrevista de trabalho, por exemplo, as pessoas te contrataram a partir do que você consegue demonstrar com relação ás suas competências. Só depois, no dia a dia, estas competências serão, de fato, julgadas.

Há circunstâncias em que saber vender o peixe acaba sendo tão fundamental quanto o peixe em si.

Um final de semana alegre e cheio de coisas boas pra vocês! Nos vemos na segunda! :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *