Homem de Palavra: “Amar de Noite”

Amar de Noite

[email protected]*

Por que de noite, e não de dia?
Por que as Anas, e não as Marias?
Porque o ódio, ao invés do amor?
E por que não o riso, no lugar da dor?
Por quê?
Eu quero a lua e seus encantos,
quero teu brilho… Não quero prantos…
Quero você em cada quarto… crescente, novo, cheio…
Quero morrer de paixão, em seus braços,
sob a magia do luar…
Eu quero!
Te amarei de dia, de noite, nas madrugadas…
Te amarei agora, amanhã, sem hora marcada…
Marcarei sim, você como minha amada…
Te amarei!
Sentirei o mel no seu beijo,
sentirei emoção no teu corpo,
sentirei vontade em seu fogo…
Desejarei…
Vou te buscar nas estrelas,
quando tiveres perdida de emoção,
te prenderei em meus braços,
ao som de uma doce canção…
Te farei mulher!!!
Serás minha rainha, de dia,
minha amante à noite,
minha amiga, quando eu chorar,
minha mulher pra toda eternidade…
Tanto faz…
Se é noite, ou é dia, se for Ana ou Maria,
se te amo, pra que agonia?

*[email protected] é administrador de redes e, nas horas vagas, poeta.

==================================

>>A série Homem de Palavra é um espaço dedicado à opinião masculina sobre o universo feminino, comportamento ou qualquer tema de interesse tanto de homens quanto de mulheres. As opiniões expressas nos artigos nem sempre coincidem com a das três autoras do blog, mas a ideia é abrir espaço para o debate e a diversidade. Acompanhe semanalmente a série Homem de Palavra. E, querendo participar, envie seu texto para [email protected].

Um comentário em “Homem de Palavra: “Amar de Noite”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *