Nas Unhas: Shortinho 026 (Mohda)

Este é o primeiro esmalte amarelo que uso. E acho que, para um esmalte desta cor, comecei com o pé direito. Nunca imaginei que um esmalte amarelo cairia bem em mim. Como tenho a pele clara, sempre achei que ficaria sem graça. Mas não foi o caso, talvez pela tonalidade do Shortinho 026, que é chegada para o pastel, mas sem ser apagada, se é que me entendem.

No final das contas, gostei da cor e já estou com vontade de ir a uma loja de esmaltes para experimentar outros amarelos. Inclusive, se vocês tiverem indicação de esmaltes amarelos, deixem as sugestões no post, que farei a listinha para levar à loja.

Uma história curiosa sobre o Shortinho 026 é que acabei tendo de pintarc as unhas duas vezes. Explico: saí com os amigos e não resisti ao caranguejo. Tinha pintado as unhas exatamente naquela noite, para sair. O que aconteceu, claro, o crustáceo destruiu a pintura, criou lasquinhas, ficou um horror. Para completar, ainda sofri com uma lasquinha da unha.

Chegando em casa, na madrugada e sem sono, tirei todo o esmalte. No dia seguinte, ao acordar, percebi que o pedacinho lascado da unha estava fazendo diferença. Decidi lixar um pouco mais, diminuindo o comprimento. E optei por manter a cor amarela, que não havia sobrevivido nem um turno de vida.

Daí que, se vocês perceberem detalhadamente, há fotos da primeira leva (com três camadas de esmalte e unhas maiores) e fotos da segunda leva (com quatro camadas do esmalte e unhas mais curtas). Analisando as duas combinações, achei melhor com as quatro camadas.

Mas não gostei muito da consistência dele. Não tem aquela cremosidade boa para pintar as unhas. Na primeira pincelada, a cobertura fica bem heterogênea. Achei que com a quarta camada, a cobertura ficou perfeita. Também achei a secagem rápida, apesar de quatro demãos de tinta. Dormi pouco tempo depois de pintar, e não borrou.

A cremosidade ruim dificulta a limpeza, por isso vocês verão diversas falhas. Mas, gente, esse é um problema que acontece comigo. Eu tenho dificuldade de limpar, quando o esmalte não ajuda. Claro que tem gente que já pegou o jeito para pintar e limpar, independente do esmalte.

E então, meninas, gostaram do amarelo? Lembrem de deixar sugestões de outros amarelos! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *