Test Drive: reparador de pontas em spray Reparex

Eu sou uma reparador-de-pontas-maníaca. Meu cabelo não sobrevive sem reparador de pontas, não tem jeito. Já tentei evitá-lo, substituí-lo, mas nada consegue domar meus cachos tão bem quanto ele. Até porque eu não uso creme para pentear com frequência. Meus cabelos são secos, e os fios, muito finos. Não tem aquele caimento dos cabelos mais pesados. Como os fios são bem finos e bastante ondulados, basta um vento forte para que eles se espalhem pelo mundo. Eu já experimentei vários cremes para pentear, de vários tipos, composição e marcas. Atualmente, tenho utilizado o creme para pentear tradicional da linha Beleza Natural. É que eu só uso o tal leave in uma única vez após a lavagem das madeixas, para deixá-las mais hidratadas e minimizar a aparência seca. Nos dias seguintes até a próxima lavagem, eu mantenho o cabelo apenas com reparador de pontas.

Já experimentei tudo o que é tipo de reparador de pontas. Já comprei de várias marcas, tamanhos e preços. E confesso a vocês que todos deram praticamente o mesmo efeito ao meu cabelo. Três deles, no entanto, se destacaram bastante. Dois são bem baratinhos (porque, embora menores, rendem bastante) e comprei na farmácia. São composições de silicone concentrado, com ação antifrizz. O cabelo fica domado que é uma beleza. O primeiro é da Niely Gold e tem maxqueratina. Um pote com 50ml do produto custa cerca de R$ 8. O outro é da Fio&Pontas e é indicado como repositor de massa capilar. A mesma quantidade custa em torno do mesmo valor. O terceiro, que é o motivo deste post, é o reparador de pontas em spray Reparex, da marca Delfino. Ele é realmente muito bom e custa em torno de R$ 21 o pote com 400ml. E eu não uso nenhum deles apenas nas pontas, mas em toda a extensão do cabelo.

Aqui, as duas embalagens de silicone concentrado que citei no texto e que costumo usar com frequência

É incrível como o Reparex deixa meus cabelos ajeitados. E ele dá forma aos fios, também definindo as ondulações. Meus cachos (hoje muito mais soltos que quando eram ao natural) ficam modelados e mais bonitos. Eu costumo usar o silicone concentrado misturado com o creme de pentear ainda com os cabelos úmidos. Nos dias seguintes, mantenho o cabelo com o reparador de pontas em spray. Nos meus cabelos ele faz milagre, e não fico mais sem ele no armário. Não sou das mais cuidadosas com as madeixas. Não faço hidratação com a frequência que deveria, e como suo muito fazendo atividade física, também preciso lavar o cabelo várias vezes durante a semana (o que inviabiliza completamente mantê-lo na chapinha). Também não tenho a disciplina de só usar shampoo sem sal para prolongar os efeitos da química redutora de cachos.

Quando descobri o Reparex, não imaginei que fosse me apaixonar por ele assim tão loucamente. O amor foi crescendo dia a dia, principalmente quando acordava de manhã completamente descabelada e precisava ficar pronta em pouco tempo. Quando os cabelos estão secos, costumo penteá-los apenas com os dedos, sem utilizar escova ou pente. Então, dou um jeito neles com as mãos e vou borrifando o reparador de pontas aos poucos e em todo o cabelo. No final do processo, os fios ficam controlados, o cabelo ganha um brilho discreto e sem o exagero que alguns reparadores de pontas causam. Eu recomendo bastante. E vocês, já conheciam o produto? Já usaram? Indicam algum reparador de pontas? Beijos, meninas!

Um comentário em “Test Drive: reparador de pontas em spray Reparex

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *