Lápis de Olhos Duo Line and Shine Eyeko

Fiquei animada ao receber o duo Line and Shine Eyeko na GlossyBox. Sempre tive uma boa impressão dele, gostava da ideia do lápis preto com glitter. O produto, no entanto, me decepcionou um pouco. O lápis é super macio, fácil de manusear, mas borra! Isso mesmo, meninas, ele transfere e borra. Passei o lápis preto no olho, como um delineador, e ao abrir os olhos e fechar de novo, lá estava a manchinha preta na pálpebra superior, transferida em um simples piscar de olhos.

O preto é intenso, o glitter dá um efeito bacana, mas isso não é suficiente. Transferir antes mesmo de a gente terminar a maquiagem não ajuda em nada, não é? Fiz a imagem de como o lápis ficou depois de fechar e abrir os olhos. Decepção geral. O lado prata é bem bonito, dá para usar como sombra, acima do delineado preto, ou como um iluminador, no canto interno do olho.

Nas fotos acima, vocês podem ver como o lápis borra! A primeira foto, tinha apenas aberto e fechado o olho uma única vez. Na segunda foto, usei o lápis prata como sombra. Ainda assim, vocês percebem que voltou a borrar. Mas nem tudo está perdido, dá para usar o lápis como base para sombra. Acho que é a melhor opção para ele. Esfuma o lápis na sobrancelha e usa uma sombra por cima. Meninas, não fiz maquiagem completa, apenas usei o produto, para mostrá-lo, ok? Então, como base para sombra, fica assim:

Estão percebendo que o glitter do lápis preto dá um efeito especial à sombra, criando pequenos pontos de brilho? Deixa a sombra bem bonita! Na minha opinião, não vale investir R$ 20 neste duo, embora ele seja visualmente lindo e pareça tudo de bom. Mas se você já comprou, vale usar como base para a sombra! Vocês já usaram? Já testaram outras cores do duo? Me contem!

====================
LEIA TAMBÉM:
>> Duo de sombras Koloss nº 04 – Pérola / Bronze Mel
>> Duo de Sombras Color Trend Avon Violeta/Verde limão
>> Duo de Sombras Color Trend Avon Berinjela / Coral
>> Sombra Duo Koloss 03 Pistache / Musgo em ação
>> Mini lápis para olhos nude Natura Faces
>> Test Drive: mini lápis preto Natura Faces
====================

Leia Mais

Test Drive: bye-bye Celulite Redutor Gel-Greme – Nívea

*Texto e teste realizado pela jornalista Andreia Santana

O segundo Test Drive com redutores da Nívea entra no ar nesta sexta, conforme prometido quando falei do My Silhouette. Desta vez, o analisado é o bye-bye Celulite Redutor Gel-Greme, que como seu irmão citado acima, vende em farmácias e fast fashions como a Renner, que aliás, foi onde comprei minha primeira bisnaga do produto. Descobri depois, que na farmácia ele custa um pouco menos. #ficadica.

O bye-bye Celulite é anunciado pela Nívea como o anti-celulite mais vendido do Brasil e não duvido, porque o preço é convidativo: em média, R$ 28,00, e a durabilidade da bisnaga de 200 gramas compensa. O produto é daqueles de boa cobertura, basta um pouquinho e ele espalha super bem, por uma vasta área de pele.

A apresentação do produto é em gel-creme na cor azul, com cheiro suave e agradável (embora eu tenha gostado bem mais do cheiro do My Silhouette) e uma boa consistência, que não é nem aquosa demais e nem grudenta. A fórmula tem extrato de Lotus e L-Carnitina e a promessa é de que a combinação desses dois ativos dispensa a massagem na aplicação. Eu, que adoro uma massagem, desconsiderei esse argumento e massageio sim, com vontade! A Nívea promete ainda os primeiros resultados em duas semanas, mas pessoalmente notei melhora a partir do primeiro mês de uso. Ao todo, foram dois meses.

Assim como o My Silhouette, o bye-bye Celulite não faz milagres (nenhum faz, como disse antes), mas ele ajuda a melhorar o aspecto da pele, atenuando as celulites “casca de laranja” e tonificando. A maior vantagem para mim, no entanto, é a hidratação que o produto proporciona. E sem fazer lambança! A absorção é excelente, sem melecar roupas. O toque é sedoso, mas seco, e o efeito mate, o que me agrada bastante, porque detesto produtos que me deixam parecendo bezuntada em óleo.

Sem esticar muito a conversa porque o efeito do bye-bye Celulite e do My Silhouette são bem parecidos, dou um 8,5 honroso para este produto!

========================

Leia também:

>>Test Drive: Redutor de medidas My Silhouette – Nivea

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Test Drive: Redutor de medidas My Silhouette – Nivea

*Texto e teste realizado pela jornalista Andreia Santana

Experimentei mais dois produtos disponíveis no mercado que prometem combater celulite e reduzir medidas: O My Silhouette Gel-Creme Redutor e Remodelador e o bye-bye Celulite Redutor Gel-Greme. Ambos são da Nívea, vendem em qualquer farmácia e custam bem menos do que outros bons produtos que uso, o Cellu-Shape, da Mary Kay; e o Sérum Bio-Redutor Chronos, da Natura (falei deles neste post). Publicarei a resenha sobre cada um em posts separados, em sequência, para não ficar muito cansativo. Hoje, entra no ar o teste com o My Silhouette. E amanhã, com o bye-bye Celulite. Como é regra no Test Drive, revelo a procedência dos produtos: ambos foram investimentos pessoais.

My Silhouette Gel-Creme Redutor e Remodelador:

Este produto promete reduzir medidas e remodelar a silhueta. Como o nome já diz, tem consistência gel-creme, a cor do gel é verde e na fórmula contém chá branco, que tem propriedades que ajudam a reduzir acúmulos de gordura no organismo (sempre bebo chá branco ou seu irmão, o chá verde, para eliminar toxinas); e extrato de anis, que ajuda no aumento da produção de colágeno. A Nivea, no cartucho, diz que “após oito semanas de uso o produto terá reduzido 3 cm na região da barriga, coxas e quadril. Os primeiros resultados aparecerão em quatro semanas e a pele fica visivelmente mais tonificada e elástica”.

Usei o My Silhouette por oito semanas (dois meses), conforme orientação da marca. Nesse período, não notei a perda dos 3 cm  – tirei as medidas para acompanhar -, mas de fato, a pele ficou mais tonificada e elástica. Mais uma vez, constato que nenhum redutor de medidas faz milagres, apenas é complementar. Uns ajudam mais, outros menos, e tem ainda os que são pura enganação, o que não é o caso deste. Já disse isso em testes anteriores e repito, sem mudar a alimentação e sem fazer atividade física, a prometida redução de medidas será muito sutil, até porque, os produtos geralmente são de uso externo, atuam nas camadas superficiais da pele e não na musculatura. Redesenhar o corpo, literalmente, requer muito exercício e disciplina ou então, uma visita ao cirurgião plástico (o que pessoalmente não pretendo fazer).

O que notei de positivo no My Silhouette: o preço, logo de saída (custa em média R$ 35,00), o cheiro, que é muito suave e agradável. Cheiro para mim é fator essencial em um produto, ainda mais em um de usar no corpo. Esse não entra em conflito com perfume e nem com o hidratante. O ideal é usar duas vezes, antes de dormir, e de manhã (antes de ir para a academia, por exemplo). A absorção é ótima, basta espalhar o gel na região do corpo desejada (barriga, glúteos, coxa ou quadril) e massagear alguns minutos. A pele absorve tudo, não mancha roupas e nem fica derretendo com o suor da malhação. Usei antes de ir para meu alongamento matinal, sendo que sempre faço meia hora de esteira antes dessa aula, e o produto resistiu lindamente, nem parecia que tinha usado.

O gel-creme da Nívea tonifica a pele, como prometido, deixa bem macia, com toque acetinado (com o uso diário) e dá aquele viço de cuidado e que por sua vez, torna os contornos do corpo mais suavizados (talvez venha daí a promessa em redefinir a silhueta). Boa parte dos redutores age exatamente assim. Mas recomendo que ao usar, faça massagem na região de aplicação. De preferência, se tiver tempo, daquele tipo de massagem que parece que estamos amassando farinha para fazer pão (drenagem linfática). Massagem sim, é um santo remédio! Além de relaxar, ajuda contra retenção de líquidos. Automassagem, por sua vez, é ótimo contra estresse.

No fim das contas, em escala de zero a dez, dou uma nota 7 digna para o produto.

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Test Drive: dupla para tratamento de pele oleosa, da Natura

A melhor forma de obter resultados é usar os dois produtos combinados, um para o dia e o outro noturno

*Texto e teste realizado por Andreia Santana

Na minha cruzada para combater a oleosidade da pele, decidi experimentar uma dupla da linha Chronos, da Natura: o fluído intensivo anti-brilho (dia) e o sérum intensivo desobstrutor de poros (noite). Testei por um mês e divido aqui minhas impressões:

Primeiro, para adotar os dois produtos, dei uma alterada na rotina diária de cuidados com a pele, porque misturar vários tipos de produto não é muito legal. Então, abri mão temporariamente dos itens que estava usando (adstringente, hidratante e tal) e fiz assim: pela manhã, lavava o rosto com um sabonete líquido para pele oleosa (uso geralmente o Dermotivin Control ou o Efflaclar,  que são os meus preferidos) e em seguida, passava protetor solar (Anthelius AC, fator 40) e, depois, o fluído anti-brilho da Natura. Se fosse sair, fazia maquiagem na sequência. Caso fosse ficar em casa, parava por aí. Sim, eu uso protetor solar em casa, porque moro em Salvador, cidade altamente luminosa e ensolarada, mesmo no inverno. À noite, lavava o rosto novamente com o sabonete líquido e depois aplicava o sérum desobstrutor de poros da linha Chronos.

O fluído tem consistência em gel e espalha bem

O produto para o dia, o fluído anti-brilho, além de ter fator 15 de proteção solar, tem elastinol. Sua consistência é a de um gel e ele espalha bastante bem na pele, aderindo rapidamente e deixando-a macia ao toque, de fato sem brilho por cerca de seis a oito horas se estivesse na rua, e umas dez horas, dentro de casa. Recomendo que, caso você use também um protetor solar, como eu descrevi acima, passe primeiro o protetor, espalhe bem e deixe secar uns dois minutinhos, antes de espalhar o fluído no rosto. Ao menos com o Anthelius AC (La Roche-Posay) é preciso lançar mão desse truque, porque ele costuma empelotar quando misturado com hidratantes ou mesmo com a base da maquiagem, se não estiver devidamente seco (já falei disso aqui no blog). Também testei o fluído sem usar protetor (mas só quando ficava em casa, porque fator 15 não faz nem cócegas no sol de rachar de Salvador). Nesse caso, a eficiência do produto foi a mesma. Gostei bastante do resultado, notei que além de diminuir o brilho, o produto mantinha a pele hidratada e diminuia os poros. A única desvantagem é o tamanho, a bisnaga tem só 30g e não custa barato, o preço em média é R$ 77,00. A durabilidade, comigo ao menos, que não sou mesquinha, mas também não desperdiço produto, foi de 30 dias contados.

O sérum noturno tem efeito prolongado

O produto noturno, sérum desobstrutor dos poros, ganhou meu coração. Ele tem uma consistência super leve, de gel-creme bem molinho e refrescante. Possui além do elastinol, ácido salicílico, uma das substâncias mais usadas em cosméticos e medicamentos que ajudam a tratar pele oleosa e acnéica. Só que a concentração de ácido salicílico é bem baixa e por isso o produto não agride a pele. Só não recomendo que quem faz tratamento com ácido hialurônico ou retinóico utilize esse produto antes de consultar uma dermatologista. Além disso, ao começar a usar, lembre sempre de durante o dia, usar proteção solar. Qualquer tipo de ácido deixa a pele mais suscetível a manchas e portanto, protetor solar é imprescindível. O sérum atua também no combate a oleosidade, trata os poros e deixa a pele sequinha. Devido ao elastinol, tem ainda atuação anti-sinais. Eu, que acordava brilhando, passei a sair da cama de manhã com o rosto macio e matificado, pois a ação do produto é bem prolongada. Mais uma vez, a desvantagem aqui é o tamanho, 30g na bisnaguinha, e o preço salgadinho: R$ 82,00, em média. Usando sem casquinhagem, mas sem exagerar, dá para um mês tranquilamente.

Esse eu não recomendo!

NÃO GOSTEI – Da mesma linha Chronos, e da mesma marca, Natura, não gostei do sérum intensivo efeito tensor e clareador anti-sinais PHARMA. É uma pena que uma mesma marca tenha produtos incríveis e outros perfeitamente dispensáveis. Esse clareador anti-sinais pertence ao grupo dos dispensáveis. O produto contém elastinol e vitamina C e promete clarear a pele, promover efeito tensor imediato e tratar os primeiros sinais de envelhecimento facial. Comigo pelo menos, ficou só na promessa. Não clareou nenhuma daquelas manchinhas de sol, não senti efeito tensor imediato e tampouco vi resultado anti-sinais. Além disso, o sérum não se deu bem com a minha pele oleosa e acneica e eu, que sou totalmente olfativa, tive minha primeira decepção com o cheiro. Como já disse antes, quando o produto tem preço salgado, mas resultado garantido, encaro como um investimento. Mas nesse caso, as 30g custam em média R$ 98,00 e resultado que é bom, nadinha da silva. Esse, nunca mais verá os meus suados reaizinhos!

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Test Drive: Firming Eye Cream – Timewise Mary Kay

O Creme Firmador para Área dos Olhos não faz parte do "Kit Milagroso", mas integra a linha Timewise da Mary Kay

*Texto e teste feito por Andreia Santana

Quando comprei meu primeiro kit Timewise Mary Kay, minha consultora recomendou um produto que desde então – uso a marca há cerca de dois anos – se transformou em um dos meus xodozinhos cosméticos, o Firming Eye Cream (creme firmador para a área dos olhos). O creme tem propriedades que ajudam a dar firmeza à pele ao redor dos olhos, além de iluminar, hidratar e atuar minimizando o aspecto de linhas finas e daquelas ruguinhas de expressão típicas dessa região do rosto.

Nas duas primeiras semanas de uso, notei que a região superior das pálpebras, logo abaixo da linha da sobrancelha, estava muito mais iluminada e com tonalidade uniforme. Na parte inferior (região da olheira), notei a pele muito macia e tonificada. Apesar de já contar 37 anos, tenho pouquíssimas rugas de expressão, pois a genética favorece as mulheres da minha família, que mesmo quando gordinhas, possuem pouca flacidez e uma pele bem tonificada. Ainda assim, nos cantinhos externos dos olhos, notei que o creme, com o uso contínuo, realmente minimiza aquelas primeiras linhas que surgem com o passar dos anos.

Embalagem prática para carregar na bolsa e tem bico dosador, para evitar desperdício

Diariamente, uso o Firming Eye Cream duas vezes: pela manhã e à noite. Multifuncional, ele serve tanto para peles secas e normais quanto oleosas (meu caso). Com consistência firme, não é gorduroso (e por tabela, nem grudento) e espalha com bastante facilidade. Também é muito bem absorvido e, quando usado durante o dia, não atrapalha a aplicação de sombra ou delineador. Outra vantagem é que não tem cheiro.

O local correto de aplicação do produto não é sobre a pálpebra móvel (onde geralmente usamos primer de sombra) e sim na região inferior (área da olheira) e na superior, sobre o ossinho, na região onde se usa sombra iluminadora. Daí, é só espalhar em direção a área externa dos olhos. Um conselho: não use sobre a área interna, para não correr risco de cair dentro dos olhos, porque como todo produto cosmético, embora seja testado dermatologicamente, pode causar irritação e vermelhidão nessa área, principalmente em quem tem muita sensibilidade na região dos olhos.

Um pouco do produto, no dedo indicador, para mostrar a consistência. Na hora de aplicar, use o dedo anelar

A massagem nas pálpebras, em movimentos circulares, é super importante na hora de usar o Firming Eye Cream. Primeiro porque massagem nessa região relaxa e em segundo lugar porque ajuda na absorção correta do produto, evitando acúmulos. Geralmente, coloco na ponta do dedo anelar de uma mão uma quantidade que corresponde a um grão de ervilha. Daí, divido a quantidade com o anelar da outra mão e massageio o contorno dos dois olhos, sempre em sentido horário, esticando a pele bastante, em movimentos ascendentes (ou seja, para cima). Já ensinei para vocês o truque de porque usar os dedos anelares, mas não custa repetir: esse dedo é menos vascularizado e por isso, é ideal para aplicar cremes e produtos nas pálpebras, ou mesmo sombra, pois assim evita-se o inchaço.

O Firming Eye Cream vem em embalagem de 14g, mas tem uma durabilidade ótima, já que uma mínima quantidade surte o efeito esperado. Os meus frasquinhos duram em média dois meses. O preço é R$ 72,00, um pouco salgado para a média dos bolsos das brasileiras, mas como a durabilidade e os resultados compensam, para mim vale!

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Test Drive: Stay clear! Tônico Purificante Nívea Visage – Young

*Texto e teste feitos por Andreia Santana

Na minha lida diária para combater os danos da pele oleosa e acneica, encontrei mais um adstringente que vale a pena comentar por aqui: o Stay Clear! Tônico Purificante, da linha Young – Nívea Visage. Já usei o adstringente para pele oleosa da Visage (comentei aqui junto com outros adtringentes) e também adoto os lenços demaquilantes da Nívea (já falei deles aqui), mas essa linha Young, confesso que não tinha experimentado porque me achava “velhinha”. A linha dá a ideia de ser desenvolvida para pele adolescente ou bem mais jovem que a minha com seus 3.7, mas cometi um engano!

Estava sem adstringente e na farmácia, nesse dia, não tinha nenhuma das marcas que costumo usar. O meu da Natura Chronos também tinha acabado. Vi o Stay Clear! e pensei – why not? – minha pele, apesar de ser a de uma mulher madura, está muitíssimo bem conservada (é o esforço para cuidar!). Decidi levar e ver no que dava. Oh, gente, deu em “favoritamento” para toda vida, esse não sairá mais da necessaire!

O Stay Clear! é não comedogênico (não obstrui os poros), ajuda a prevenir cravos e limpa a pele (removendo resíduos de oleosidade, maquiagem e poluição) sem arder! Esse é o primeiro adstringente, de todos que já experimentei na vida, que não causa irritação nenhuma, nem aquele leve formigamento (comichãozinha), e ao mesmo tempo, deixa a pele super macia após ser usado, diminui visivelmente os poros, ajuda a eliminar os famigerados pontinhos pretos e não resseca! O bichinho é tão suave que logo na primeira usada achei que não surtiria efeito, que era “fraco demais”. Outro engano (adoro enganos desse tipo).

Além disso, é oil free e o efeito mate comprovei na prática, dura que é uma beleza. Falar em durabilidade, a embalagem vem com 200ml (pelo módico precinho amigo aqui em Salvador de R$ 16,00 na Farmácia Sant´anna. Já vi também na Renner, mas lá custa cerca de R$ 25,00). E o produto, aplicado sobre o algodão, espalha de forma super satisfatória, sem desperdício. Rende entre três a quatro semanas, usando duas vezes ao dia.

A fórmula, diz o cartucho, contém sais marinhos e um ativo regulador de brilho que eles não revelam o nome (pulinho do gato para a concorrência não copiar). Além disso é sem álcool.

A indicação de uso é pela manhã e à noite, logo após a lavagem do rosto, pescoço e colo com o gel de limpeza de sua preferência. Não esqueçam de sempre estender os cuidados do rosto ao pescoço, colo, ombros e região das orelhas (é aí que a idade se revela; além das mãos). Basta embeber um algodão e passar sobre a pele, deixando secar, sem enxague. Durante o dia, é possível logo após o uso dele, passar seu hidratante e protetor solar e logo na sequência fazer o make, sem problemas. À noite, quem não gosta de se encher de creminho para dormir, basta lavar o rosto e passar o Stay Clear! que você dorme com os poros limpinhos. Nota Dez e super indico!

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Test Drive: demaquilante Koloss para área dos olhos

Sempre usei o demaquilante da Avon. Quando o meu acabou, decidi comprar o Koloss Completely Demaquilante Área dos Olhos (R$ 17,00) para testar, já que o da Avon demoraria um pouco mais para chegar e eu estava sem alternativa em casa – até o óleo infantil que uso para limpar maquiagem (já falei dele aqui) havia acabado. O que tenho a dizer é que minha experiência com este demaquilante não foi das melhores.

Primeiro, já invoquei com a embalagem. Ela é feita de um plástico pouco maleável. Daí que o trabalho começa logo na hora de tirar o produto, porque a consistência dele é bem grossinha. Não basta virar o frasco e esperar ele descer. É preciso apertar a embalagem ou sacudi-la, e quanto mais usamos o produto, mais complicado fica tirar o resto. No finalzinho, é um terror.

Segundo, a consistência, como falei acima, é muito grossa para um demaquilante específico para a área dos olhos. Por que digo isso? Simples. Você precisa colocar a quantidade exatamente certa. Se ele cair nas vistas, além de arder um pouco, fica tudo completamente embaçado, o que dá uma angústia tremenda. Fato é que não consegui descobrir qual é a quantidade exata e tive o mesmo problema várias vezes. Excesso de produto, vistas embaçadas.

E, por fim, não achei nada significativo o resultado do produto, que justifique ter tanto trabalho. Não achei que ele tira a maquiagem à prova dágua com tanta facilidade assim. Precisei esfregar um pouco mais, inclusive. Gente, decepção total. Não sei se vocês já utilizaram este produto. Ficarei muito feliz se alguém puder compartilhar suas próprias experiências.

ALTERNATIVAS – Ainda no contexto dos produtos bons e baratos, vamos lá a duas alternativas que eu aprovo. Primeiro o da Avon (R$ 8,00), aquele removedor bifásico para olhos e rostos. Ele é líquido, remove tudinho sem muito trabalho, inclusive as máscaras para cílios, e nunca tive problemas com a quantidade errada ou visão embaçada. Para mim, ele é nota dez.

Em segundo lugar, uso o demaquilante de Oliva & Mel (R$ 15,70) da farmácia de manipulação A Fórmula, que ganhei de minha irmã. A consistência dele fica entre os dois anteriores. Não é líquida, mas também não é grossa. Não tive qualquer problema com ele e acho que ele responde bem em sua função. O único porém aqui é com relação ao cheiro, que é mais fortinho que os outros. Se você tem problema com cheiros, melhor cheirar antes de comprar.

Perdoem-me não poder comentar sobre controle de oleosidade. Minha pele até é oleosa, mas o sabonete que uso, o Dermativin, associado a um protetor solar oil free, resolve meu problema. Então, após o uso do demaquilante, faço a limpeza normal e não sinto qualquer diferença em relação à oleosidade.

Leia Mais

Test Drive: Bio Firmador – Natura Chronos

Bio Firmador da linha Chronos para cuidados do corpo. Frasco de 100 ml custa R$ 69,70 na revista da Natura

*Texto e teste feitos por Andreia Santana

Esta é a primeira vez, desde que o blog foi criado e iniciamos a sessão Test Drive, que não tenho nada positivo para dizer de um produto. Mesmo quando os resultados não são 100% satisfatórios, alguma vantagem existe e para ser justa, faço questão de sempre elencar prós e contras. Mas a verdade é que o Bio Firmador da linha Chronos Natura só me causou decepções. Empolgada com o resultado do produto que é primo desse, o Sérum Bio Redutor, que teci inúmeros elogios e adotei na necessaire entre os favoritos, inclusive acabo de encomendar um novo, me joguei no Bio Firmador, achando que obteria resultados semelhantes. Mas dessa vez foi só frustração! Uma prova de que a marca nem sempre é garantia de que tudo o que é lançado sob sua chancela será perfeito. A Natura, que eu realmente gosto e consumo, errou feio dessa vez. Ao menos para mim. Nunca é demais lembrar que o teste foi na minha pele, mas outras usuárias do mesmo produto podem ter uma impressão completamente diferente da minha. Se alguém, inclusive, usou e gostou, fique à vontade para dividir a experiência na caixa de comentários do post.

Usei dois frascos para fazer um mês de teste. O regular e o refil, que também tem 100ml

Ao contrário do Bio Redutor, e não tem jeito de não comparar as duas experiências, já que uma foi tão positiva, o Bio Firmador tem um cheiro desagradável. No meu ultra sensível e chato narizinho (de perfumista como diz uma amiga minha, ou de sommelier, como diz outra), o produto cheira a alguma substância química carregada no álcool. Os ingredientes ativos, segundo descrição da bula que acompanha o produtinho são: politensor vegetal de proteínas de soja e arroz, Elastinol + R e CAO (o complexo antioxidante da marca). Não sei o que tem dentro do CAO, mas com certeza alguma coisa cheira a álcool nesse produto.

Como sou movida pelo olfato, o cheiro já me causou uma certa indisposição com o creme. Mas decidi testar o efeito. Justiça seja feita, ao passar o Bio Firmador na pele, não fica nenhum odor residual, ele se dissipa, o problema  do cheiro forte é durante a aplicação. Só que aí vem o segundo problema, mais grave, na minha opinião: o negócio empelota! Apesar da consistência leve, tipo gel-creme, quando você começa a espalhar e massagear o corpo, mesmo sem ter passado nenhum hidratante anteriormente, o produto vai se transformando numa cera esfarelenta. Meu produto estava dentro da validade (setembro de 2012), também sou chata com isso, e eu apliquei após o banho, com a pele devidamente lavada e seca. Experimentei, inclusive, com a pele depilada, porque podia ser que o empelotamento fosse devido aos pelinhos naquela fase de crescimento pré-depilatória. Nada, empelota mesmo, senti como se tivesse passado sebo de vela nas pernas e barriga.

A consistência de gel-creme me enganou. Na pele, o produto empelota e esfarela como se fosse uma parafina

O efeito prometido, também na bula do produto, é recuperar a firmeza e elasticidade da pele, além de dar um efeito tensor. Fiquei me perguntando se o efeito tensor era provocado por essa sensação de que você usou parafina na pele. Porque se for isso, #fail Natura! Quanto a firmeza e elasticidade, usei por 30 dias (foram dois frascos), e não vi nenhuma melhora. Nem mesmo na hidratação, para dar aquele efeito aveludado, como ocorre com o Bio Redutor, que embora seja para reduzir medidas, também hidrata super bem, por exemplo.

No fim das contas, me senti lesada, porque o produto não é barato, o frasco de 100 ml, que dá para uns 15 dias, custa R$ 69,70 (o refil custa R$ 55,40) e para ter um mês de teste, foi um frasco + um refil = R 125,10. Quando o produto é bom e cumpre o que promete, encaro o preço salgado como um investimento. Cuidar de si mesma é sempre investimento, em autoestima, vivo defendendo isso aqui no blog. E gosto de me cuidar, não é novidade.

Mas quando a compra é frustrante, vocês bem sabem o que isso significa 🙁

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Test Drive: Targeted-action toning lotion (Mary Kay)

*Texto e teste feitos por Andreia Santana

Minha última aquisição da Mary Kay foi o hidratante firmador Targeted-action toning lotion, da linha Timewise body. Investi nele por orientação da minha consultora de beleza da marca, que por trabalhar no mesmo ambiente que eu, bem sabe que o ar condicionado da redação (grau Sibéria) é o terror de peles, cabelos e unhas das meninas vaidosas. Sem contar nas lâmpadas fluorescentes cirúrgicas dos ambientes corporativos. A dermato já avisou que todo cuidado com elas é pouco! A promessa era que esse hidratante ia manter a pele macia o dia todo – sem aquele craquelado típico de quem está em ambiente muito frio (dermatite de frio leve) – e ainda atuar como tonificante, dando aquela “levantada” na pele, ajudando a redefinir os contornos do corpo. Além disso, o produto une extratos botânicos e Vitamina E (anti-oxidante famoso). Fiquei animada e decidi investir. Divido com quem tiver interesse as impressões de uso:

A embalagem vem com 236ml, parece pouquinho para um produto que não é barato, mas para mim valeu cada centavo investido. Apesar da quantidade, o hidratante é dos tais que você não precisa pesar a mão para conseguir o efeito desejado. Aliás, já disse em outras ocasiões, gosto da relação custo-benefício dos itens da MK. A marca tem essa vantagem sobre muitas similares, consegue-se o máximo de desempenho sem desperdício. E nem precisa ficar na mesquinharia, com pena de acabar, eles rendem bem. Meu primeiro frasco durou um mês, usando uma vez ao dia, antes de sair de casa, e espalhando uma boa quantidade principalmente nos braços e pernas.

A secagem – para quem precisa sair para trabalhar isso é importante – é super rápida, apesar da consistência bem grossinha do produto. E notei que ele forma uma camada protetora na pele. À noite, após o banho, mesmo tendo usado esponja, o efeito permanecia e a pele continuava macia, mesmo não usando hidratante no corpo antes de dormir.

O efeito é visível, a pele fica viçosa e com aquele aspecto de bem hidratada e tonificada. Ao toque, fica macia, com textura de veludo. O efeito de ajudar a redefinir os contornos do corpo, porém, só fica potencializado se você também tonificar os músculos. O hidratante ajuda porque como a pele está nutrida e hidratada, ela brilha, e com isso disfarça imperfeições. Mas sozinho, o produto não vai abolir a flacidez causada pela falta de uma boa malhação. A marca é boa, mas milagre, nenhuma faz, convenhamos!

O que me agradou bastante também foi o cheiro, bem suave, quase como se não tivesse fragrância, o que não dá conflito com perfumes. Para mim isso é importante, porque amo perfume e não saio de casa sem passar ao menos uma água de colônia. Aprovado e pretendo encomendar o segundo frasquinho, pois esse vai entrar na necessaire.

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Test Drive: Anthelius AC 40 e Effaclar (LaRoche-Posay)

*Texto e teste feitos por Andreia Santana

Por indicação da dermatologista com quem trato a acne ultimamente (mudei de médica há três meses e gosto bastante da atual), adotei esses dois produtinhos de cuidados diários que, após um mês de uso, trago para vocês minhas impressões. Não são lançamentos e nem novidades da cosmetologia de tratamento, mas costumam ser adotados por muitos profissionais, devido a confiabilidade do laboratório fabricante e também pela performance dos produtos. Inclusive, não sou a única a ter feito um test drive sobre o Anthelius AC 40 ou o Effaclar Gel Moussant – ambos LaRoche-Posay -, mas, creio que não custa nada dividir com vocês minha experiência. Quanto mais opiniões sobre determinado cosmético, melhor. Ao menos, sempre pesquiso muito antes de investir.

Como já disse em outras ocasiões, minha pele do rosto é oleosa e tenho acne também, que se concentra apenas nas duas faces. Não é um grau daqueles graves que  deixam cicatrizes profundas ou exige tratamento severo, é a chamada acne vulgar e só surgiu depois dos 28 anos, devido a um longo tratamento que precisei fazer com corticóides anos atrás. Mas, faço acompanhamento com a dermatologista, trato e busco sempre produtos cosméticos indicados para meu tipo de pele: não oleosos, que tenham efeito matificante e adstringente.

Anthelius AC 40, para quem não conhece, é um bloqueador solar para peles oleosas e com tendência à acne. E Effaclar Gel Moussant é um produto para limpeza da pele do rosto, que não contém sabão na fórmula. Ambos são do laboratório LaRoche-Posay, facilmente encontrados em farmácias

Um mito sobre a acne é que o sol faz bem para peles acneicas e até ajuda a secar as espinhas, “amadurecendo-as mais rápido”. Não, gente! Sol é inimigo número um de pele acneica, é quase como um combustível para as bactérias que contaminam os poros e folículos entupidos com o sebo que o nosso próprio corpo produz. Então, duas regras básicas para quem tem acne é: um, manter o rosto sempre limpo, para remover o excesso de oleosidade e evitar que esse sebo todo entupa os poros e; dois, usar muito protetor solar. Primeiro, para evitar marcas horríveis da combinação cicatriz de espinhas + sol e em segundo lugar, porque com pele limpinha e protegida, menos bactérias vão infectar.

Tanto o Anthelius AC 40 quanto o Effaclar Gel Moussant podem ser usados por peles masculinas ou femininas. Basicamente, o que os produtos fazem é proteger do sol e limpar a “gordura” da pele. Para os meninos, pode inclusive ser usado para lavar o rosto antes ou após o barbear, sem problemas. Vamos as especificações de cada um e minha opinião:

Na Farmácia Santana do Shopping Iguatemi aqui de Salvador, pago pelo Anthelius AC 40 o valor de R$ 37,40, nas boas promoções que sempre acontecem por lá. Mas a média de preço do frasco com 50 ml - até mesmo na internet - é bem salgadinha: R$ 62,00! A durabilidade, pra mim ao menos, foi de 30 dias por frasco

Já testei diversos tipos de protetores e bloqueadores solares, de marcas populares ou mais caras, indicados pela dermato ou que eu mesma decidi comprar e testar a partir dos lançamentos do mercado. O Anthelius AC 40, dos últimos usados, mostrou-se o mais eficiente. Ele não é melequento, é bem fluído. Tem boa distribuição, um pouquinho e espalha no rosto todo e também protege bastante. Não testei ainda se é realmente resistente à água, como diz no rótulo, porque tem meses e meses que não vou à praia. Gosto de mar, vivo em cidade litorânea, mas detesto sol, daí evito praia ao máximo. O produto é não-comedogênico (não entope os poros), atua diminuindo o brilho (quem tem pele oleosa sabe o que é isso) e, ao longo do dia, costumo reaplicar uma ou duas vezes porque trabalho em ambiente com lâmpada fluorescente.  Uma dica de uso: O melhor é lavar o rosto, secar e logo em seguida passar o Anthelius AC 40, esperar secar uns dois minutos e aí sim, hidratar e fazer sua maquiagem (com a devida preparação da pele). Não tente usar hidratante ou preparar a pele com a base ou primer antes, para só depois aplicar o Anthelius, porque aí a performance dele caí horrivelmente e o bichinho empelota todo, fazendo uns gominhos no rosto que são um terror para limpar e uniformizar depois. Outra dica: se você trabalha em ambiente com lâmpada fluorescente, como eu, nunca deixe de fazer uma boa preparação da pele com hidratante indicado para pele oleosa, base e pó compacto (todos também com proteção solar, de preferência), pois isso ajuda na blindagem da pele, principalmente se for usuária de ácido retinóico ou hialurônico, hidroquinona ou outros produtos para tratar manchas de sol ou marcas de espinhas.

A embalagem do Effaclar tem 150g e comigo dura cerca de 40 dias, lavando o rosto duas vezes ao dia. Também na farmácia Santana do Iguatemi daqui de Salvador, achei ele por R$ 38,00, na promoção. Foi o preço mais em conta de todos os lugares onde pesquisei. Na rede A Fórmula/Estrela Galdino custa cerca de R$ 60,00. A média de preço dele, mesmo na internet, é de R$ 65,00 a R$ 70,00!

Assim como acontece com os protetores, também para lavar o rosto, já testei diversos produtos e alguns eu realmente gosto bastante e recomendo. O Effaclar Gel Moussant Purificant entrou na listinha dos #favoritados por diversas razões: não tem cheiro, não tem sabão na fórmula, o que para mim é importante porque tenho uma alergia grave nos olhos e se cair sabão neles é um tormento maior do que para quem não é alérgico, ele deixa o rosto sequinho, sem brilho, sem gordura e o mais lindo, sem ficar ressecado e craquelado! Além de indicado para peles acneicas, quem tem só pele oleosa ou mista, também pode usar. Pode ser usado ainda duas ou mais vezes ao dia sem descamar o rosto ou arder, como acontece com alguns produtos que contém ácido salicílico na fórmula, por exemplo. Tenho usado duas vezes, de manhã e à noite. A pele fica com uma sensação de limpeza maravilhosa.  Geralmente, molho o rosto, aplico um pouco do gel nas mãos, faço uma espuminha e daí distribuo no rosto, massageando com delicadeza, e enxaguo.

Para saber mais, leia também:

*Manual do protetor solar

* Test Drive: protetores solares da Natura

* Test Drive Especial: Sistema de cuidados da pele com tendência à acne Mary Kay – II

* Test Drive Especial: Mitos e verdades sobre acne e outros produtos de beleza – III

*Demaquilante antes ou depois?

*Acne na mulher adulta: mal da vida moderna

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais