Uma homenagem pelo “Dia do Professor”

Por Carolina Carvalho

Taí um dia que deve ser muito comemorado, 15 de outubro – Dia do Professor. Esse profissional que é tão esquecido na nossa sociedade, que desvaloriza a educação e a cultura. Esse profissional que ajuda pais a construirem um futuro mais digno e honesto para suas crianças. Essa pessoa que se prepara para preparar adultos, que se educa para educar. Os professores merecem todo o nosso respeito e adimiração.

Para quem não conhece a história, o 15 de outubro foi inicialmente a consagração à educadora Santa Teresa de Ávila – religiosa espanhola que ficou famosa pela reforma que realizou no Carmelo, uma ordem religiosa católica. No Brasil, o Imperador Pedro I aproveitou o 15 de outubro de 1827 para baixar o Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar, mas somente em 1947 a data passou a ser realmente comemorada como Dia do Professor.

Nos dias atuais, a comemoração acontece de forma insipiente nas escolas de todo o país. Isso mesmo, de forma quase simplória, principalmente quando comparada ao Dia das Crianças, uma das principais datas do calendário comercial brasileiro. Calendário comercial porque (me parece) as coisas hoje só possuem alguma importância quando alguém está lucrando. Em outras palavras, o dia das crianças é considerado importante, porque o mercado de brinquedos e entretenimento se movimenta de forma extraordinária, em contrapartida, o dia dos professores passa praticamente em branco, porque ninguém mais compra presentes para os professores.

Eu vou aproveitar esse espaço para agradecer aos educadores de plantão, que tanto ajudaram e ajudam na educação das minhas pequenas. A Fabiana Dantas, pedagoga fundadora da Engenhoca (www.engenhoca.com), o meu muito obrigada. É bacana saber que existe em Salvador um espaço para acolhimento das crianças nos primeiros passos de socialização. A Engenhoca é uma iniciativa real, lúdica e segura para quem busca confiança, espaço para expressão e convivência infantil. E vai além, oferece orientação de babás, acompanhamento psicopedagógico, eventos recreativos. Em resumo, educação e animação para a garotada.

Meu agradecimento às escolas Lua Nova e Tempo de Crescer, que se mostraram, cada uma a seu modo, opções seguras para a educação formal e informal. Que acolheram tão bem minha menina. Ao Colégio Antônio Vieira, que esse ano completa 100 anos de tradição em educação de qualidade. Foi lá o “forninho” onde fui moldada. Olho para trás com saudades e com um grande respeito pelos grandes orientadores e professores que tive por lá.

Aproveite você também para agradecer a todos os seus professores pelo trabalho, carinho e dedicação.

Um comentário em “Uma homenagem pelo “Dia do Professor”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *