Jump Test: avaliação ajuda no rendimento

jump testPromessa é dívida, e estou eu aqui para contar a vocês em detalhes como foi o Jump Test que fiz com Marcos Barreto. Antes de mais nada, acho fundamental destacar a importância da avaliação física. Ela é indispensável para uma adequada prescrição de exercícios físicos. Se você passa por uma avaliação física, o seu instrutor vai ter conhecimento exato sobre o seu nível de condicionamento físico, suas limitações, fatores de riscos, doenças preexistentes e até sobre possíveis riscos de lesões. Só por meio dela o profissional de educação física será capaz de avaliar a maior necessidade do aluno e criar um plano de atividades que ajude a melhorar seu desempenho e alcançar seus objetivos.

E o que eu acho mais legal é que com a avaliação física você consegue acompanhar o seu desempenho e trabalhar em cima do estabelecimento de metas. Pra mim é muito mais motivador, quando sei que lá na frente terei como avaliar a minha evolução. Existem vários tipos de avaliação física, como a anamnese, a avaliação antropométrica, de flexibilidade, postural etc. Mas, neste post, vou falar especificamente de um tipo de avaliação, o Jump Test.

jump testComo mencionei nas redes sociais e citei acima, eu fiz o Jump Test com Marcos Barreto, ele é Bacharel em Educação Física, com especialização em Fisiologia e Prescrição do Exercício e em Bioquímica do Exercício. Eu já conheço o trabalho de Marcos faz tempo, inclusive já treinei com ele, ele é instrutor na academia em que eu malhava. Por isso, por confiar no trabalho dele e saber da seriedade com que ele trata a profissão, foi que resolvi fazer o Jump Test.

E que diacho é isso? Bem, é uma avaliação de saltos verticais, feita com uma plataforma eletrônica que envia os dados dos saltos realizados para o computador. O equipamento monitora o tempo de contato e de voo durante o salto, possibilitando que o profissional avalie características funcionais e neuromusculares dos músculos dos membros inferiores. Os testes dão indicações poderosas para avaliar o aluno, programar o treino e monitorar o progresso em qualquer tipo de modalidade física que a pessoa seja praticante. No meu caso específico, fiz o testo para tentar melhorar o desempenho na corrida.

jump testEm síntese, o aparelho mede a força, potência e resistência muscular dos membros inferiores do indivíduo. A análise inclui importantes parâmetros, como força explosiva, força explosiva reativa, assimetria bilateral (diferença de força entre membros) e índice de fadiga (teste de resistência). E Marcos acompanha a frequência cardíaca durante o teste, que dura em torno de meia hora, é bem rapidinho. E o ideal é que você faça o teste sem ter treinado antes. Senão, o cansaço interfire no resultado.

Como são feitos os saltos

Ele mede os índices por meio de dois tipos de saltos, o Squat Jump e o Counter Movement Jump. Não vou entrar aqui muito detalhadamente na parte técnica da coisa, porque não é o propósito e não sou especialista. Então vou apenas tentar traduzir as explicações que Marcos me deu. O Squat Jump é realizado a partir da flexão de joelho a 90º, sem um contra movimento anterior. Ou seja, a gente flexiona o joelho, coloca as mãos na cintura para não usá-las no impulso, e salta o máximo que conseguir. O Counter Movement Jump engloba a flexão e extensão rápida das pernas, utilizando a energia estática.

Resultado do meu Jump Test

E vamos ao meu caso particular. Gente, olha que eu treino, tenho rotina de atividade física, e nunca na vida imaginei que precisava melhorar toa. Quando comecei a ler o relatório, a primeira frase dizia “a avaliada necessita melhorar os componentes da força máxima e força explosiva”. Também indicava que eu apresentava déficit de força explosiva reativa e alta perda de potência.

jump test

Resumindo: eu tenho uma rápida queda de rendimento; durante a corrida, meu pé fica muito tempo no chão; e, para completar, existe uma diferença grande da força entre minha perna direita e a esquerda, o que aumenta o risco de lesão.

Minha primeira reação foi ficar arrasada kkkkkkk.. A primeira coisa que você pensa é que está fazendo tudo errado. Mas daí você lembra que o propósito do teste é exatamente identificar o que você precisa melhorar. E os dados ajudarão a criar uma rotina de treino que viabilize essa melhora.

Então, no final das contas, fiquei muito animada e empolgada. Porque o importante não é aquilo que não está bom. O importante é descobrir que eu tenho um potencial imenso para evoluir, que só basta direcionar o treinamento nesse sentido.

E vamos buscar essa melhoria, não é mesmo? Porque melhorar só depende da gente. Daqui a três meses, volto para fazer uma reavaliação, e vou poder medir essa evolução.

CONTATOS

Para quem tiver interesse em fazer o teste, deixo aqui os contatos de Marcos. Além do Jump Test, ele faz uma avaliação física bem completa (teste de flexibilidade, avaliação antropométrica e afins). Depois até me arrependi de não ter feito logo tudo junto, estava muito empolgada com o teste de salto. Mas depois é certo que farei a avaliação completa.

marcos barreto

Marcos Barreto Assessoria Esportiva
marcosbarretoassessoria@gmail.com
Telefone/Whatsapp: (71) 98869-1176
Facebook: https://www.facebook.com/marcosbarretoassessoriaesportiva/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *