Primeiros socorros: por que fiz curso?

primeiros socorrosSim, eu fiz um curso de primeiros socorros. Mas por que cargas d’água eu faria um curso de primeiros socorros? Gente, sendo bem honesta com vocês, eu nunca tinha pensado nisso, não era um projeto, nem foi algo planejado. Um dia estava distraída no whatsapp, quando recebo uma mensagem no grupo do Krav Maga. Eu pratico a arte de defesa pessoal na Academia Haganá (Krav Maga Brotas), e temos um grupo no zap para compartilhar as informações sobre os treinos e afins. A mensagem de meu instrutor, Roque Jorge, perguntava quem tinha interesse em participar de um curso de primeiros socorros, que ele estava formando uma turma, para levar uma empresa para a academia, a fim de ministrar o treinamento.

Eu nem hesitei e mandei uma resposta imediatamente, sinalizando meu interesse em participar. Quando li a mensagem, pensei no quão importante seria ter aqueles conhecimentos. Todos estamos sujeitos a vivenciar uma situação de emergência. Inclusive pessoas muito próximas a nós, pessoas que amamos, até desconhecidos na rua. A gente nunca sabe quando e se um dia vai precisar colocar em prática um conhecimento desse. Mas se um dia for necessário agir em uma situação emergencial, é melhor que a gente saiba exatamente o que fazer e que a gente o que não deve fazer. No momento em que li a mensagem de meu instrutor, o que pensei foi: “nossa, isso pode me ajudar a salvar uma vida”. E pode mesmo. Me inscrevi.

primeiros socorros

O curso de primeiros socorros

O curso que eu fiz foi organizado pela All’erta Prevenção e Primeiros Socorros, ministrado pelo facilitador Olivaldo Macedo. Ele é salva-vidas, agente da Salvamar e tem treinamento pela American Heart Association. Foi um treinamento bem meticuloso, com aulas teóricas, simulações práticas e duração de 20 horas. Ao final das aulas, os participantes recebem certificado e são considerados socorristas leigos. E o que seria um socorrista leigo? É aquela pessoa que não é da área de saúde, mas que recebe treinamento para prestar assistência imediata em casos de emergência, até que a equipe de saúde profissional chegue ao local. A atuação dos socorristas leigos é fundamental, salva inúmeras vidas diariamente.

primeiros socorros

Importância dos primeiros socorros

Ninguém quer presenciar uma situação de emergência. Mas, como falei na abertura desse post, não estamos imunes a isso. Então, melhor mesmo é que a gente saiba como agir diante de certas situações. O normal é que as pessoas entrem em pânico e desespero e até tomem atitudes que podem acabar piorando o estado da vítima. O treinamento em primeiros socorros nos deixa alerta em relação a isso. Apesar da tensão da situação, é importante que o envolvido nos primeiros socorros tenha bom senso, tranquilidade e discernimento para agir. Não adianta querer agir a qualquer custo, é preciso garantir a sua segurança também. Caso contrário, serão duas vítimas ao invés de uma.

primeiros socorros

Então, o curso de primeiros socorros orienta o indivíduo a respeito dos procedimentos que devem ser adotados no caso de uma situação emergencial, para que seja garantida sua segurança e a segurança da vítima. E a gente aprende também que só deve agir dentro daquilo que fomos treinados. Não adianta se precipitar, tomar uma atitude impensada, achando que está ajudando, sem ter o conhecimento necessário para aquilo.primeiros socorros O prejuízo pode ser infinitamente maior. Algumas funções importantes do socorrista leigo, em linhas gerais, são avaliar o local do acidente, para descartar riscos; manter os sinais vitais da vítima; minimizar a gravidade dos ferimentos; e tentar evitar o agravamento do seu estado.

Principais situações de emergência

Cada caso exige um procedimento diferente. Lógico que os primeiros socorros para uma vítima de uma hemorragia não serão os mesmos aplicados em afogamentos. No curso que eu fiz, fomos preparados para identificar sintomas e prestar os primeiros socorros em situações variadas, como hemorragias, paradas cardiorrespiratórias, ferimentos, fraturas, traumas em geral (de face, ocular, raquimedular, abdominal, torácico, músculo-esquelético), entorse, engasgo, epilepsia, afogamento etc. Também aprendemos técnicas de imobilização e transporte. Claro que não cabe a mim reproduzir as técnicas aqui, não sou habilitada para ministrar aulas. Minha intenção foi compartilhar com vocês a importância do curso e os tipos de emergências que nos possibilitam uma atuação.

primeiros socorros

Até porque, depois de terminado o treinamento, a sensação que fico foi que todos deveriam ter acesso a esse tipo de conhecimento. São procedimentos básicas, simples de utilizar, mas que podem determinar se aquela pessoa vai sobreviver. Hoje me sinto muito mais preparada para agir. Inclusive para improvisar, utilizando os materiais disponíveis (fazer uma imobilização com pedaço de madeira ou papelão, por exemplo, porque somos treinados para isso também). Claro que nem tudo fica guardado na memória, precisamos constantemente retomar o conteúdo, reler, realizar os movimentos. A reciclagem é fundamental. E também é claro que não quero precisar utilizar esses conhecimentos na prática, mas me sinto bem mais tranquila para tomar uma atitude em certas situações, a fim de evitar que o caso da vítima se agrave. Sei que na hora H tudo é bem diferente, o emocional acaba se sobressaindo, mas estou habilitada e fui treinada para agir. Hoje sei que, se eu decidir agir, será de forma responsável, adotando as condutas que fizeram parte de meu treinamento. E fiquei super satisfeita e realizada com esse aprendizado.

Quer saber mais sobre o Krav Maga?

>>Meu primeiro contato com o Krav Maga

>>Krav Maga para mulheres

>>Como a arte da defesa pessoal pode mudar a sua vida

>>A graduação e seu ritual

>>Meu primeiro exame de faixa

Leia Mais

Eventos de fotografia agitam o mês de agosto em Salvador

Mais um post sobre mulheres que fazem a diferença no cenário cultural baiano e dessa vez, o foco é em fotografia. Dois eventos promovidos por fotógrafas marcam o mês de agosto (de finzinho de inverno) em Salvador. Um é o curso de teoria e prática fotográfica que Tássia Novaes (minha ex-repórter, eita orgulho!) e Fernanda Sanjuan vão promover no Ciranda Café. O outro evento é o workshop que precede o lançamento do livro de Alice Ramos. Citei esses eventos no Twitter no fim de semana, mas agora dou os detalhes:

Alice Ramos lançará o 1º livro autoral

Por ordem de data, começo com o evento da fotógrafa baiana Alice Ramos, que realiza, dia 12 (nesta sexta-feira), no Teatro Eva Herz, Livraria Cultura do Salvador Shopping, o workshop Fotografando gente – Como você olha e registra. Com duração de três horas, das 15h às 18h, o curso é voltado para iniciantes e profissionais de fotografia que não sabem como interagir com modelos ou que querem ampliar as suas possibilidades de direção de pessoas. Para participar, os interessados devem comparecer à Livraria Cultura do Salvador Shopping, a partir das 13h do dia 12, e trocar um quilo de alimento por uma senha. São só 200 vagas, a capacidade de lotação do teatro.

No mesmo dia, após o workshop, a partir das 18h, acontece o lançamento do livro Alice de Passagem, primeiro livro autoral de fotografias de Alice Ramos, que reúne registros de quatro anos em viagens por nove países: Bélgica, Brasil, Espanha, França, Holanda, Inglaterra, Itália, Panamá e Tailândia. A publicação foi vencedora de edital de incentivo à publicação de ensaios fotográficos, do Governo da Bahia.

E aqui algumas das fotos de Alice Ramos

Fotógrafa especializada em gente, cores e texturas, Alice recebeu o Prêmio Nacional de Fotografia da Funarte em 1997, com o projeto Redondamente Enganado, no qual desafiou padrões da moda mostrando a sensualidade dos corpos volumosos de gordinhas nuas. Além disso, em 2010, ela teve projeto aprovado pelo Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural (Sefic/MinC) e representou o Brasil na 4ª Bienal Internacional de Fotografia/Grid 2010, na Holanda. Suas fotografias foram ainda selecionadas para o acervo particular de Gilberto Chateaubriand, Coleção Pirelli/MASP, Museu Afro-Brasil e Museu da Fotografia da América Latina.

Curso de fotografia:

E agora, o segundo evento, o curso Teoria e prática fotográfica: Treinamento do olhar, ministrado pelas fotógrafas Fernanda Sanjuan e Tássia Novaes, que está com inscrições abertas. As aulas iniciam dia 25 de agosto, às 19h, no auditório do Ciranda Café Cultura & Artes (Rio Vermelho). A matrícula custa R$ 490 e dá direito a um módulo exclusivo.

Folder de divulgação do curso de fotografia

Ao todo, serão dez encontros de duas horas de duração (20 horas de aula). Desse total, quatro aulas serão destinadas a saídas fotográficas – prática em locais públicos, monitorada por um professor. É necessário ter equipamento próprio (analógico ou digital) para participar. Para saber informações completas sobre o conteúdo programático, objetivos, metodologia e perfil das fotógrafas, acesse: www.camarasolar.blogspot.com.

Serviços:

>>Workshop Fotografando gente – Como você olha e registra, com Alice Ramos
Dia 12 de agosto, das 15h às 18h
Teatro Eva Herz, Livraria Cultura – Salvador Shopping (Av. Tancredo Neves)
Entrada: Um quilo de alimento não perecível trocado a partir das 13h por uma senha

>>Lançamento do livro Alice de Passagem (Editora Romanegra, R$ 40)
Dia 12 de agosto, das 18h às 22h, com sessão de autógrafos
Livraria Cultura – Salvador Shopping (Av. Tancredo Neves)

>>Curso Teoria e prática fotográfica: Treinamento do olhar
De 25 de agosto a 24 de setembro
Carga horária: 20 horas
Encontros: quintas-feira (19h às 21) e sábados (8h às 10h)
Local: Auditório do Ciranda Café Cultura & Artes (R. Fonte do Boi, 131, Rio Vermelho)
Mais informações: (71) 9173-6500 – segunda a sexta, das 8h às 20h e sábado, 8 às 14h
E-mail: camarasolar@gmail.com / Site: www.camarasolar.blogspot.com

Leia Mais

Encontrinho entre as blogueiras baianas e curso de automaquiagem com Valeria Meier

*Texto e cobertura de Andreia Santana

**Fotos de Alane Virgínia e Giovanna Castro

O Conversa de Menina acalentou durante bastante tempo o projeto de fazer um encontrinho com as mocinhas da blogagem de moda, beleza e estilo de Salvador. E agora em fevereiro, junto com a Quarta Via, da jornalista Jane Fernandes, e com o apoio do Frio Gostoso Beleza e Café (Pituba) e da marca de cosméticos norte-americana Mary Kay, vamos reunir as fashionistas para o evento Blogueiras, beleza e delícias, que acontece no próximo dia 08, às 19h. Na ocasião, as convidadas participarão de um bate-papo sobre redes sociais, conhecerão as linhas de produtos para pele e maquiagem da Mary Kay e irão degustar as novidades do cardápio gourmet do Frio Gostoso Beleza e Café.

A convidada especial do encontrinho é a make up artist Valéria Meier, baiana radicada na Suiça, com sólida carreira internacional, que irá montar looks e ensinar truques de maquiagem para as convidadas. Quem acompanha o blog já sabe um pouco sobre a Valéria, que em dezembro passado, direto da Suiça, nos enviou um material exclusivo com cinco looks de muita atitute, que podem ser adotados e adaptados para o dia a dia e também para ocasiões que exigem mais glamour. O post da Valéria é um dos mais votados no nosso ranking de mais lidos, prova de que a profissional é mais que requisitada!

Valeria Meier em ação

E a presença dela em Salvador não ficará só no encontrinho de blogueiras. Professora da Beauty Und Style Academy (Zurique/Suíça), uma das mais conceituadas escolas de moda e beleza da Europa, Valéria, que assina o make up and hair de toda a campanha publicitária da Swiss Cup 2010 e da campanha multimídia do Wir Bank, também vai oferecer um curso de automaquiagem durante sua temporada de férias na capital.

O curso Make up com Valéria Meier acontecerá nos dias 15 e 16 de fevereiro, das 19h às 21h, também no Frio Gostoso Beleza e Café. O espaço foi inaugurado em dezembro e é uma mistura deliciosa de tudo aquilo que as meninas adoram: o aconchego de uma cafeteria charmosa e um salão de beleza que é um encanto.

Vejam abaixo os detalhes do curso de automaquiagem, que está com inscrições abertas:

SERVIÇO:

O que: Curso de automaquiagem – Make up com Valéria Meier

Quando: 15 e 16 de fevereiro, das 19h às 21h.

Onde: Frio Gostoso Beleza e Café – Rua Bahia, 363, Pituba

Investimento: R$ 60

Inscrições: (71) 3022-2525 / beleza@friogostoso.com.br

==========================

Relembre no blog:

>>Truques de Valéria Meier: maquiagem que revela “atitude”

*Andreia Santana, 37 anos, jornalista, natural de Salvador e aspirante a escritora. Fundou o blog Conversa de Menina em dezembro de 2008, junto com Alane Virgínia, e deixou o projeto em 20/09/2011, para dedicar-se aos projetos pessoais em literatura.

Leia Mais

Curso de Modelagem em Argila em Salvador

Eu sempre tive muita vontade de aprender a fazer modelagem em argila, mas nunca procurei um curso e acabei optando por outras coisas. Ficava imaginando o quanto um curso deste tipo poderia aliar a terapia ao aumento da renda.

Hoje me deparei com um e-mail divulgando que as inscrições estão abertas para o Curso de Modelagem em Argila, que acontece no Espaço Luminah, em Stella Maris.

O curso será ministrado pela artista Adriana Araujo, com duração de 4 meses. O investimento é de R$ 130,00 por mês (2x por semana) 0u R$ 100,00 por mês (1x por semana).

As aulas acontecem às segundas e quartas pela manhã, das 9h às 12h; ou terças e quintas pela manhã, das 9h às 12h, ou tarde, das 14h às 17h. Também tem aulas aos sábados, das 9h às 12h. Os horários podem alterar, a depender do número de inscritos, já que o número mínimo por turma é de oito alunos.

Se houver interesse em realizar o curso em horário diferente, o interessado pode enviar e-mail para argilacurso@gmail.com com os horários de interesse e telefone para contato.

Os interessados devem efetuar a inscrição até o dia 30 de julho no Espaço Luminah (Alameda Praia de Icaraí, nº 78, Stella Maris). A previsão é que as aulas comecem no dia 1º de julho.

Com relação ao material utilizado, os alunos precisão comprar argila e estecas, que são os instrumentos de modelagem.

| SERVIÇO |

Curso de Modelagem em Argila
Local: Espaço Luminah (Alameda Praia de Icaraí, nº 78, Stella Maris
Investimento: R$ 130,00 por mês (2x por semana) 0u R$ 100,00 por mês (1x por semana)
Duração: 4 meses
Mais informações: pelos telefones (71) 8808-2192/ (71) 3374-4748, ou pelo pelo e-mail argilacurso@gmail.com

Leia Mais

Serviço: curso projetos de vida pós-aposentadoria

Já divulgamos anteriorimente aqui no blog algumas atividades da ABaPAz (Associação Baiana de Parkinson e Alzheimer). Desta vez, a entidade está com inscrições abertas para o curso Projetos de Vida Pós-Aposentadoria – Tempo de Sabedoria,  para ajudar os aposentados a redescobrirem o seu potencial e continuarem produzindo mesmo após sairem do mercado formal de trabalho.

É comum as pessoas acreditarem que aposentadoria é sinônimo de inatividade. Como geralmente os aposentados também estão entrando na terceira idade, o preconceito da nossa sociedade contra os idosos se manifesta tanto no tratamento piegas – “nossos velhinhos” – como se eles fossem coitados; ou através de uma obsessão pela juventude eterna que beira a doença. Sem contar na falta de paciência, na agressão verbal e física praticada contra estas pessoas que sim, se fragilizam emocionalmente com o passar do tempo e fisicamente também perdem alguma agilidade, mas em compensação, ganham muito mais em atenção, carinho, maturidade, tolerância e experiência de vida. Com raras exceções – porque quem não era legal na adolescência ou vida adulta não vai virar santo na terceira idade -, os idosos costumam ser pessoas fantásticas para conversar, oráculos vivos, bons conselheiros. Pessoalmente, desde criança sempre preferi a companhia de gente bem mais velha que eu. E não aceito também que alguém que passou dos 60 se entregue, torne-se inativo e desista de continuar aprendendo. Adoro pessoas idosas ativas, alegres, de bem com a vida, joviais sem que para isso precisem fazer dez plásticas por ano.

Voltando ao curso da ABaPAz, que tem carga horária de 12 horas, a entidade fundamenta-se na teoria que afirma que o envelhecimento é cronológico e não psicológico, daí buscar  desmistificar a aposentadoria e despertar novas alternativas e oportunidades nesta etapa da vida.

Estão entre os objetivos do curso (segundo material de divulgação da entidade):
– Retomar sonhos e desejos adormecidos;
– Reavaliar as escolhas feitas na vida;
– Refletir sobre as possibilidades de realizar novas atividades;
– Identificar os limites e possibilidades no processo do envelhecimento;
– Oportunizar a descoberta de novos talentos;
– Reaprender a administrar o tempo livre;
– Realizar novos planos;
– Pensar um novo sentido para a vida;
– Experienciar o caminho para novos valores.

Entre os temas discutidos estão ainda:
– Perda do poder, perda do prestígio e laços sociais;
– Sociedade que idolatra o novo – a exclusão social e cultural;
– Reaprender – adaptação à nova condição;
– A conquista do tempo livre;
– Desenvolver novas habilidades e novos interesses – prazer e trabalho;
– Novas alternativas para outra fase da vida – identificar novas oportunidades;
– Cidadania e voluntariado.

Serviço:

Curso: “Projetos de Vida Pós-Aposentadoria – Tempo de Sabedoria”

Público-alvo: aposentados ou pessoas em vias de se aposentar

Inscrições: Das 13:00h às 17:00h

Na ABaPAz – Associação Bahiana de Parkinson e Alzheimer

Tel: 71 3347-0143

Site: www.abapaz.org.br

Leia Mais

Serviço: Curso para gestantes

O curso de Orientação às Gestantes, promovido pelo setor de Prevenção e Promoção à Saúde da Unimed Salvador, abriu vagas para mães e pais de primeira viagem que precisam de informações sobre como cuidar do futuro bebê. O primeiro encontro acontece já na próxima quarta-feira (17), das 8h às 10h, no auditório do Hospital Evangélico da Bahia, no bairro de Brotas (Salvador), com o tema Abordagem sobre Pré-Natal e Parto. Ao todo, serão sete módulos ministrados para turmas com até 30 grávidas. Especialistas vão abordar desde os cuidados no puerpério (pós-parto), até nutrição na gestação, saúde sexual e reprodutiva, aleitamento materno e pediatria. As inscrições e o curso são gratuitos e podem ser feitas através do email bemviver@unimedsalvador.com.br ou pelo telefone (71) 2107-8682.

Leia Mais

Curso gratuito de maquiagem artística

Elenco da peça baiana "Josefina, a cantora dos ratos", cuja produção de maquiagem é da artista Marie Thauront

Uma notícia para quem pretende buscar uma carreira nos bastidores das artes cênicas. A maquiadora francesa, radicada na Bahia, Marie Thauront, formada pela Ecole Chauveau, de Paris, abriu inscrições para o Curso Gratuito de Maquiagem Artística, com material também gratuito, fornecido pelo curso. As aulas vão acontecer pela manhã e à tarde, na Escola de Belas Artes da UFBA, no Canela, e no Centro Social Monsenhor Amílcar Marques, na igrejinha de Santana, no Largo de Santana, no Rio Vermelho.

O curso começa em 22 de março e termina em julho. A carga total de duração são 120 horas (30 aulas de quatro horas cada, duas vezes por semana). Ao longo do período, os alunos aprenderão sobre maquiagem básica e maquiagem de festa, maquiagem de época – desde os anos 20 até os anos 90 – , maquiagens étnica, tribal, kabuki, face painting infantil e adulto, palhaço, drag queen, body painting, postiços e carecas, mudança de gênero, envelhecimento e criação de personagem, entre outros.

Não é preciso ter experiência anterior com maquiagem para participar. Haverá certificado para quem tiver presença de pelo menos 75% do total das aulas. Estão sendo oferecidas 15 vagas para cada turma.

Serviço:

Curso de maquiagem artística com Marie Thauront

De 22 de março até o mês de julho (120 horas)

Aulas das 8h às 12h, segundas e quartas, na Escola de Belas Artes da UFBA (Canela)

Aulas das 13h30 às 17h30, terças e quintas, no Centro Social Monsenhor Amílcar Marques (Rio Vermelho)

Inscrições: Os interessados precisam preencher uma ficha de inscrição e enviar para o e-mail mariethauront@yahoo.com.br

Informações: (71) 3331 – 4252 / 8166-5264

Aulas e material didático gratuito

Programa do curso:

Aula1: apresentação-materiais-ferramentas

Aula 2: A profissão do maquiador no set e no palco. Maquiagem básica

Aula 3: correções- luz e sombra- luz colorida

Aula 4:  maquiagem puxada- festa- cilios

Aula 5: belle epoque- anos 20- preto e branco

Aula 6: anos 30

Aula 7: anos 40

Aula 8: anos 50

Aula 9: anos 60

Aula 10: anos70

Aula 11: anos 80

Aula 12: anos 90

Aula 13 tendencias- atualidade- analise imagens

Aula 14 tribos, etnias.

Aula 15: materiais inusitados

Aula 16: universo estetico

Aula 17: criação maquiagem editorial ou desfile

Aula 18: aquacolor: face painting infantil

Aula 19 : face painting adulto: felinos, animais, bonecos,

Aula 20: diabo, bruxa, morte, alegorias

Aula 21 kabuki , ópera pekim, katakali

Aula 22 palhaço

Aula 23 drag queen

Aula 24: body painting

Aula 25: Construção e evolução do personagem. postiços e carecas

Aula 26: transformação etnica, mudança de genero

Aula 27: envelhecimento luz e sombra – latex

Aula 28: cera dermica – efeitos (feridas, sujeira, doenças)

Aula 29: criação personagem (mudança morfológica, expressão sentimentos)

Aula 30: encerramento

Leia Mais

Um papo sobre sexualidade, menarca e dúvidas na “gineco”

A jornalista Vera Moreira enviou ao blog um pingue-pongue com oito perguntas mais frequentes que as mães fazem no consultório ginecológico, quando precisam levar as filhas pré-adolescentes à uma consulta pela primeira vez. Quem responde às dúvidas é a ginecologista e obstetra Denise Coimbra, que tem uma experiência de atendimento em consultório de mais de 20 anos. Segundo a especialista, junto com a primeira menstruação, ou menarca, de uma menina, é preciso refletir sobre a educação sexual que ela recebe, a saúde e os cuidados que ela precisará ter ao entrar na idade reprodutiva e que garantirão qualidade de vida até ela tornar-se avó. Geralmente, a primeira menstruação acontece entre os 10 e os 13 anos. Mas há casos de meninas que menstruam pela primeira vez antes ou depois desse período.

Confiram as perguntas dos pais e as respostas da Drª Denise:

1 – Como o corpo da criança indica que a menstruação está  próxima?

R= Antes da menarca (primeira menstruação) acontece a pubarca, o aparecimento e o engrossamento dos pelos em região pubiana, com distribuição triangular que recobre o Monte de Vênus. Em seguida acontece o desenvolvimento mamário com crescimento das mamas, muitas vezes com assimetria.

2 – Qual é a idade natural para começar a menstruar?

R= Entre 12 e 15 anos, mas hoje tem meninas que menstruam aos 9 anos.

3 – Ao menstruar, o que muda no corpo da menina?

R= Muda tudo! Alterações na distribuição de gordura para coxas e quadris, que dão o formato arrendondado, e o afinamento da cintura. É comum depois de alguns ciclos anovulatórios (sem ovulação) a menina apresentar um muco cervical, que faz apresentar umidade na calcinha no período ovulatório, que se confunde com um corrimento. E as modificações psicossociais, fazendo a menina ter atitudes mais delicadas e sensuais.

4 – Quais as conseqüências da menstruação precoce?

R = Menarca precoce pode atrasar o crescimento, além de gerar conflitos com o papel social da menina.

5- Em quais casos é recomendável retardar a menarca?

R = Se a estatura não está adequada, respeitando o padrão genético dos pais, ou se ela ocorrer muito precocemente entre 5 e 9 anos.

6 – Como é feito o retardamento da menstruação?

R = Com o uso de hormônios para bloquear a ação da hipófise sobre os ovários por meio de medicação oral ou implantes subcutâneos.

7- Por que as meninas estão menstruando mais cedo?

R = A poluição e os agrotóxicos devem ter uma interferência direta nesta mudança de idade para a precocidade da menarca.

8 = Como devo deve proceder se estou preocupada com a menarca da minha filha?

R = É importante saber das mulheres da família (irmãs, tias e mãe) qual foi a idade da menarca. Não tenha preocupação se acontecer entre os 12 e 15 anos, mas a mãe deve se preocupar se: o histórico familiar apontar antecipação para 10 anos, vendo também a estatura e o desenvolvimento de caracteres secundários; bem como a menarca tardia, depois dos 16 anos. Nesses casos, deve-se procurar um ginecologista para orientação e investigação, necessitando muitas vezes de um cariótipo por causa de mosaicismo (alteração cromossômica) em algumas síndromes.

Saiba mais:

Denise Coimbra, além de ginecologista e obstetra, é especialista em fertilidade humana. Ela mantém um site com informações importantes sobre adolescência, menopausa, hpv, saúde reprodutiva e com reportagens em texto e video. Há ainda uma sessão para contato com a especialista. Para conferir: www.dradenisecoimbra.com.br

Em tempo – Quem se interessa pelo tema sexualidade na infância, como pais e educadores devem lidar com a questão, o instituto Kaplan – publicamos aqui no blog um excelente artigo da entidade sobre gravidez na adolescência -, está promovendo o curso “Sexo também é coisa de criança”, nos dias 23 e 24 de abril, em São Paulo.

O curso tem carga horária de 16 horas, apostilas e material lúdico-educativo. Os temas abordados serão: Sexualidade e suas funções; Educação sexual e cidadania; O papel do educador no desenvolvimento da criança; a construção da sexualidade na infância; a preparação da criança para a puberdade; Sexualidade e prevenção e um módulo com propostas de ações em educação sexual na infância.

Interessados em se inscrever devem entrar em contato pelo telefone (11) 5092-5854 ou email: vendas@kaplan.org.br

Leia Mais

Mulheres ocupam postos do canteiro de obras ao alto escalão

Recebemos duas informações interessantes, de fontes diferentes, sobre o mercado de trabalho feminino no Brasil. Enquanto uma pesquisa revela que as meninas ocupam 36% dos cargos de liderança em empresas brasileiras, um projeto mantido pelo Ministério do Trabalho e Emprego, voltado para capacitação técnica de profissionais na construção civil, mostra que 85% das turmas em cursos como pedreiro e eletricista são formadas por mulheres. Sem dúvida é o tipo de conhecimento que merece ser difundido, até para acabar com essa ideia ainda vigente de que existem profissões exclusivas para cada gênero. De jeito nenhum! Seja no alto escalão de uma multinacional ou como responsável técnica numa obra, estamos conquistando espaço e arduamente vencendo preconceitos. Profissional bom ou ruim, existe de qualquer sexo. O que vai determinar quem fica com a vaga é o talento, a iniciativa, o nível de conhecimento e a disposição para realizar a tarefa.  Confiram detalhes abaixo:

=====================================

Mulheres ocupam 36% dos cargos de liderança em empresas brasileiras

Estudo exclusivo conduzido pela Great Place to Work, com base na análise da pesquisa Melhores Empresas para Trabalhar – Brasil, mostra que 43% dos postos de trabalho das 100 empresas que integram a edição 2009 do ranking, são ocupados por mulheres, sendo 36% postos de liderança versus 64% de ocupação masculina. Essas empresas contam juntas com 403.587 profissionais, dos quais 174.902 são mulheres – 19.586 em postos de chefia.

Para se ter uma ideia da ascensão feminina no ambiente corporativo brasileiro, em 1997 apenas 11% dos cargos de liderança eram ocupados por mulheres. Nos Estados Unidos, em 2009, das 100 Melhores Empresas para Trabalhar, apenas quatro têm mulheres na presidência.

No Brasil, o estudo revela que nas empresas presididas por mulheres, o índice de confiança dos funcionários é maior: 83% versus 81% nas empresas lideradas por homens. Em contrapartida, as mulheres demonstram níveis de satisfação menores do que os homens: na média geral, o índice de satisfação é 83% contra 76% das mulheres. A análise mostra que apesar de todo o avanço da participação feminina no mercado de trabalho, ainda existem diferenças importantes – atuando em uma mesma posição profissional, a mulher ganha menos, leva mais tempo para atingir cargos de liderança e dedica mais tempo ao estudo, formação e aprimoramento profissional.

Segundo Ruy Shiozawa, CEO do Great Place to Work, as Melhores Empresas para Trabalhar – Brasil buscam incorporar no modelo de gestão características femininas como maior capacidade de delegar; facilidade no relacionamento interpessoal; talento para gerir equipes; e poder de negociação. “A valorização dessas características por parte das empresas representa uma importante evolução, pois o cenário era outro quando iniciamos a pesquisa há mais de uma década. No passado, as mulheres selecionadas para cargos de liderança, dadas as enormes dificuldades para ocupar espaço, deixavam de lado as características femininas, pois precisavam apresentar um comportamento idêntico ao dos pares masculinos”, avalia o executivo.

Shiozawa acrescenta que em tempos de crise econômica mundial, as características presentes no perfil feminino de gestão são ainda mais valorizadas. “Não por acaso, registramos o aumento da presença das mulheres nas Melhores Empresas para Trabalhar, em 2009, tanto em cargos de chefia, quanto na presidência”, salienta.

Mulheres na presidência das Melhores Empresas para Trabalhar:

–  BRASILATA: Amélia Ramos Heleno

–  BYOFÓRMULA: Yukiko Eto

–  CULTURA INGLESA: Maria Lucia Willemsens

–  ERICSSON: Fatima Maria Queiroga Raimondi

–  INSTITUTO ITAÚ CULTURAL: Milu Vilella

–  LABORATÓRIO SABIN: Janete Ana Ribeiro Vaz e Sandra Santana

–  MAGAZINE LUIZA: Luiza Helena Trajano Inácio Rodrigues

–  PREZUNIC: Andrea Dias da Cunha

–  QUINTILES BRASIL: Marisa Sanvito

–  ZANZINI MÓVEIS: Palmyra Benevenuto Zanzini

Em 2008, das 100 Melhores Empresas para Trabalhar – Brasil, oito contavam com mulheres na presidência: Byofórmula, Cultura Inglesa, Laboratório Sabin, Magazine Luiza, Okto, Prezunic, Quintiles Brasil e Zanzini Móveis.

A pesquisa Melhores Empresas para Trabalhar – Brasil é baseada em duas avaliações: uma com os funcionários, que respondem a um questionário composto de 57 itens e duas questões abertas, nas quais destacam os principais pontos fortes da empresa e as suas oportunidades de melhoria. A outra avaliação é realizada com a própria empresa, que detalha as práticas de gestão de pessoas.

Presença feminina também canteiros de obras – Na Associação de Apoio Comunitário à Educação, à Cultura e à Cidadania (ACAFAG), que ministra cursos gratuitos de formação técnica geral em Salvador e duas cidades da região metropolitana (Candeias e São Francisco do Conde), 85% das alunas dos cursos de pedreiro/azulejista, eletricista/encanador e carpinteiro/armador são mulheres. Tanto que a entidade, mantida pelo Programa de Formaçãop Profissional do Ministério do Trabalho e Emprego, abriu este ano uma turma só para as meninas. Em 2010 eles devem repetir a iniciativa. Para as interessadas, o endereço da ACAFAG é Estrada do Coqueiro Grande, 126, Cajazeiras. Telefone: (71) 3305-0935 e e-mail: acafag91@hotmail.com

*Material encaminhado ao blog pela assessoria de comunicação do Great Place to Work-Brasil e assessoria de comunicação da ACAFAG.

Leia Mais

Bolsa de estudos para doutorado no Canadá

Este post vai interessar às moças e rapazes que pensam em viver a experiência de morar fora do Brasil por uns tempos e ainda cursar um doutorado no exterior. Recebemos o material abaixo, via email, através da assessoria de comunicação do programa para bolsistas Vanier, da Embaixada do Canadá, em Brasília. Estamos apenas divulgando no blog por achar o conteúdo um serviço interessante para quem se encaixa no perfil e quer concorrer a uma das bolsas. Não somos responsáveis pelas informações abaixo e nem pelo curso oferecido.

=======================

Programa Vanier oferece bolsas de estudo para pós-graduação no Canadá

Mapa político do Canadá
Mapa político do Canadá

Encontram-se abertas as inscrições para o Programa Vanier de Bolsas de Estudo de Pós-Graduação no Canadá. Este competitivo programa faz parte da estratégia de desenvolvimento científico-tecnológico e econômico do Canadá e visa atrair e reter estudantes de doutorado que se destaquem por suas realizações em pesquisas de pós-graduação nas áreas de ciências sociais e humanas, ciências naturais, engenharia e saúde, e que tenham capacidade de liderança.

A bolsa é de $50.000,00 dólares canadenses anuais, com duração de, no máximo, três anos e o processo de seleção está aberto a candidatos canadenses e internacionais.

Os candidatos serão avaliados pelo seu desempenho acadêmico e profissional, verificado por meio dos resultados acadêmicos, prêmios e distinções, programa de estudo e potencial contribuição para o avanço do conhecimento, experiências profissionais e acadêmicas relevantes, envolvimento com a comunidade, publicações, apresentações em conferências e cartas de recomendação.

Para concorrer a uma bolsa, os estudantes devem ter sua candidatura apresentada por uma universidade canadense que tenha cotas do Programa Vanier de Bolsas de Estudo de Pós-Graduação do Canadá. Os estudantes internacionais que não estejam matriculados em uma universidade canadense deverão definir em qual departamento e em qual universidade canadense, que esteja inserida no programa de cotas do Programa Vanier, desejam realizar seu doutorado e contatar os responsáveis e professores do referido departamento, manifestando seu interesse em candidatar-se à bolsa.

Informações adicionais sobre o Programa Vanier podem ser obtidas no site www.vanier.gc.ca, incluindo os prazos para submissão de candidaturas.

Contatos:

Embaixada do Canadá

Assessoria para Assuntos de Educação

Tel.: (61) 3424-5425

E-mail: academic.bsb@international.gc.ca

Leia Mais