Dieta: como sobrevivi ao fim de ano, viagens, festas e afins

trilha dieta | foto: conversa de meninaOi, meu povo! Olha e de volta com os posts sobre a dieta!!!! Continuo firme e forte, viu??? E vocês, estão no foco também? Vamos lá, hein? Eu resolvi escrever esse post depois de muitas perguntas sobre como sobrevivi às festas de fim de ano, às viagens que postei e afins… Demorei, mas aqui estou pra contar a vocês minha experiência com alguns meses longe das consultas com minha nutri, entre festas de fim de ano, viagens, demandas pessoais e afins.

Passei uns quatro meses sem ir na consulta com minha nutri, entre dezembro e abril. Não foi nada premeditado, foi uma série de fatores, aquela bola de neve que às vezes toma conta da vida da gente. Viajei no final de ano, passei quase um mês fora de Salvador, depois viajei de novo no Carnaval, aí tive um problema de saúde na família que demandou muito tempo… Ou seja, precisei sumir.

E como administrar a dieta em todo esse período? Foi tenso. Complicado. Mas quem disse que seria fácil, não é? Pois bem. O que aconteceu foi que passei o final de ano em um local com uma estrutura muito precária para quem tem uma alimentação mais controlada. Sabem o que aconteceu? É inacreditável, mas é real!

Os comerciantes locais não se prepararam para a demanda de gente que estaria por lá no período, daí que as frutas e verduras acabaram nos mercados. Isso mesmo. Para adquirir frutas e verduras, era preciso se dirigir à cidade vizinha. Tudo bem, não fosse o fato de meu carro ter dado problema na bateria e eu ter ficado sem poder me locomover até meu cunhado conseguir um kit pra fazer a famosa “chupeta” e levar meu carro para fazer a troca da bateria.

Imprevistos acontecem. Nem sempre conseguimos manter a rotina como deveríamos ou queríamos. Tive de improvisar, substituindo alimentos por outros que estavam na dieta em outros horários. Não fugi da dieta, mas não consegui seguir meu planejamento alimentar como deveria. De volta a Salvador, um novo imprevisto. A viagem que eu sempre quis fazer, para o vale do Pati, caiu no meu colo. Meu amigo é guia de turismo na Chapada e me convidou para me juntar a um grupo que faria o percurso durante o Carnaval. Ocorre que o convite veio praticamente às vésperas da viagem, não tive tempo de organizar nadica de nada em relação à alimentação. No dia seguinte estava embarcando para fazer uma das trilhas mais maravilhosas de minha vida.

dieta trilha | foto: conversa de meninaComo não tive tempo de me planejar dentro do contexto dessa viagem, tive de aceitar  que já havia sido combinado em relação à alimentação. Ficaríamos acampados, usaríamos cozinha coletiva e estávamos em grupo. E eu havia caído de paraquedas. A galera já havia feito as compras, não tinha ninguém com um estilo de alimentação como o meu. Resultado, tive de embarcar na alimentação da galera.

O que isso significa? Comi arroz, macarrão, fritura, pão, tudo o que já não fazia parte de minha rotina dieta trilha | foto: conversa de meninaalimentar. Cheguei inclusive a passar mão em um dia de trilha, em decorrência da alimentação.  Depois que você adota hábitos alimentares mais saudáveis, voltar a comer alimentos nocivos trazem consequências ruins. No meu caso, vômito e diarreia! Foi horrível!

Mas eu não podia deixar de aproveitar essa oportunidade. Era uma viagem que há muito tempo eu estava sonhando em fazer (falarei dela em um post específico). Aceitei as dificuldades e decidi enfrentá-las. Por sorte, como a atividade física era intensa e constante, acabei fazendo uma compensação entre a ingestão e o gasto calóricos. nessa viagem, foram sete dias fora de foco, comendo mal e o que aparecia.

Quando conversei com Camila Avelar (minha nutri) sobre o que havia acontecido, ela me deu várias dicas de como fazer a programação alimentar nesses casos. E numa próxima viagem, certamente farei várias coisas diferentes. Mas não me arrependo, foi tudo maravilhoso e faria de novo sem culpa!

Por fim, de volta a Salvador, me deparei com um problema de saúde familiar, envolvendo idas e dormidas em hospital, outra coisa que te tira completamente da rotina alimentar. Fora que mexe demais com o nosso emocional, e a comida vira a última coisa com o que você se preocupa. Não que eu comi todas as besteiras do universo, não. Não fugi da dieta, o que eu não consegui cumprir foram os horários e os alimentos certos nos horários certos. Tudo virou uma grande bagunça, com horários muito loucos.

dieta trilha | foto: conversa de meninaResumindo, foram quatro meses muito loucos, tentando administrar lazer, contratempo e preocupações. E tentando manter um mínimo possível de rotina alimentar nessa bagunça toda. Mas até que não me saí muito mal, porque apesar disso tudo, ao retornar à consulta com Camila, estava com um peso um pouco menor. Não foi uma redução significativa, perdi apenas 200g. Mas para quem passou por tudo isso, ainda conseguir perder um pouco de peso foi uma vitória e tanto. E de tudo a gente sempre tira um grande aprendizado. No meu caso, entendi que é importante tentar manter a organização da rotina alimentar o máximo possível, para evitar passar mal, como aconteceu comigo. E aprendi também que imprevistos acontecem, que situações adversas acontecem, mas que não podemos desanimar nem desistir. Que siga o fluxo!

———————————————-
Acompanhe minha dieta

>>A primeira consulta com a nutricionista
>>Dieta 2: atendimento e primeira semana
>>Dieta: como foi o meu primeiro mês
>>Dieta: Meu primeiro mês – Resultados
>>Dieta: antes e depois – dois meses
>>Dieta: mudanças em minha rotina – parte 1
>>Dieta em foco: resultado dos novos exame
>>Dieta: antes e depois – três meses

———————————————-

nutricionista camila avelar | foto: conversa de meninaContatos de Camila Avelar

Sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Como muita gente sempre pede os contatos dela, estou sempre deixando esse parágrafo padrão com os contatos no final de cada post que falo de minha dieta, pra facilitar.

Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal).O telefone de contato é o (71) 3483-4636 | 99227-9007 (whatsapp).

Leia Mais

De olho na saúde: descobertas em nutrição

A coluna De olho na saúde reúne informações sobre pesquisas e descobertas científicas, além de dicas para o bem estar e a melhora da qualidade de vida. Nesta edição, o destaque vai para as descobertas em nutrição…

Leite enriquecido aumenta a imunidade

leiteUma equipe de nutricionistas e pesquisadores testou adicionar óleo de girassol, selênio e vitamina E à ração de 32 vacas leiteiras, no interior de São Paulo. O resultado foi que os animais produziram um leite enriquecido, que depois foi testado para complementar a alimentação de um grupo de 100 idosos. Os primeiros resultados do estudo, um dos finalistas do Prêmio Saúde 2015, mostram que o leite vitaminado ajudou a diminuir os índices de colesterol e ácido úrico, além de aumentar a imunidade dos voluntários. Outra vantagem é que o leite não sofreu alterações no sabor.

Quanto mais barulho, maior é o prato

Pesquisa da Universidade de Illinois (EUA) mediu o comportamento de 60 famílias durante as refeições e chegou à conclusão que quanto mais barulho no ambiente, como de aspiradores de pó ou TV em volume altíssimo, mais as pessoas enchiam o prato ou deixavam de prestar atenção ao que estavam comendo, ingerindo alimentos ricos em gordura e com baixo teor nutricional. A recomendação é fazer as refeições com sons ambientes suaves.

Frutas para prevenir brochadas

frutasUm estudo da universidade de East Anglia (UK), em parceria com a Universidade de Harvard (EUA), mostrou que os homens que consomem frutas regularmente tem menos chances de sofrerem com a disfunção erétil. O estudo analisou os hábitos de 25.096 homens e a incidência de casos de impotência sexual durante 10 anos e concluiu que aqueles que consumiam frutas abastecidas com antocianinas, flavononas e flavonas (todas essas do grupo dos flavonoides), tinham 14% menos chances de brochar. Entre as frutas que não devem faltar no cardápio masculino estão morango, mirtilo, framboesa, maça, pera, laranja e acerola.

Atenção ao prato das grávidas

Pesquisadores norte-americanos realizaram uma análise dos hábitos alimentares de 21.900 mulheres e perceberam que aquelas que exageravam no consumo de batata durante a gravidez corriam mais riscos de desenvolver diabetes gestacional. Isso porque a batata, por ser um alimento com poucas fibras, ao ser consumida em excesso, disparava a glicose no sangue das futuras mães. O truque para evitar o problema é consumir o alimento com moderação, manter a casca, ingerir na mesma refeição legumes e verduras ricos em fibras, além de preferir a versão cozida em detrimento da batatinha frita.

Leia Mais

Dieta: antes e depois – dois meses

Oi, meus amores. Hoje vim mostrar para vocês os resultados do meu segundo mês de dieta com acompanhamento nutricional da minha nutri top das galáxias, Camila Avelar. No post anterior, contei pra você todas as percepções de como foi o segundo mês, o que mudou em minha saúde, fiz um balanço bem completinho (clique aqui para ler). Vou fazer um resumo rápido aqui, mas eu sugiro, para quem tem interesse no assunto, que leia o post, pois tem muita informação importante.

Só para dar uma noção, minha vida mudou completamente depois que comecei essa nova rotina alimentar. Não sinto mais cólica, não sinto enxaqueca, não estou com retenção de líquido no período menstrual. E, para completar os ganhos, mesmo tendo suspendido o uso de anticoncepcional e acumulando um monte de mioma, o meu ciclo menstrual está bem certinho e o fluxo bem pequeno. Mudanças drásticas, hein?

dieta de alane | foto: conversa de meninaEm termos de peso na balança, eu reduzi no segundo mês 1,3kg. Somando com a perda do mês passado, lá se foram 4,k8kg no total. Em termos de gordura, perdi 1,9kg. Somando a perda nestes dois meses, já eliminei 3,3kg de gordura. Por outro lado, este mês melhorei o ganho de massa muscular. Foi um aumento de 1,3kg. Somando com o ganho do mês passado, já aumentei minha massa magra em 1,8kg. Lembrando que meu nível de testosterona está praticamente zerado, esse ganho foi bem considerável.

Com estes resultados, perdi mais 3% de gordura corporal. Ainda está bem alto, mas é isso gente. É um tijolinho em cima do outro, para conseguir chegar ao resultado final. No total, reduzi 5% meu percentual de gordura, que agora é de 35%. As perdas de medidas continuam, e isso é o que me empolga de verdade.

kubo

Antes e durante a dieta

Só no quadril, a perda foi de 5cm (112 – 107). Perdi mais 1cm de cintura (72,5 – 71,5). A barriga, a redução foi de 2,4cm (92,3 – 89,9). Na coxa direita, reduzi 1,5cm (65 – 63,5). Na coxa esquerda, a redução foi de 2cm (65,5 – 63,5). Panturrilha, perdi 0,5cm em cada (38 – 37,5). Perdi ainda 1,3cm no braço direito (34,5 – 33,2) e 0,5cm no esquerdo (33,5 – 33). Vamos lá às fotos, que acho que dá pra mensurar melhor. A foto é de quando comecei e de dois meses após a dieta.

dieta dois meses | foto: conversa de meninadieta resultado dois meses | foto: conversa de menina

Não existe fórmula mágica! O que existe é foco, disciplina e conjugação de alimentação saudável com a prática de atividades físicas. Não é fácil. Não mesmo. Dá vontade de desistir, dá vontade de comer besteira… Mas é como eu sempre digo, cada um com seus objetivos. Faz dieta quem quer. Pra mim, mais do que qualquer coisa, é uma questão de saúde. E, claro, quero também melhorar a estética. Não tenho pretensão de virar mulher fruta ou musa fitness, bem longe disso. Mas quero ficar com o corpo melhor.

Contatos de minha nutri

Como muita gente sempre pergunta, sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal). O telefone de contato é o (71) 3483-4636 | 9227-9007.

Leia Mais

Camila Avelar inaugura novo consultório: aconchego e conforto

consultório camila avelar | foto: conversa de meninaA nutricionista Camila Avelar reuniu pacientes, amigos e parceiros na última semana para inaugurar o seu novo consultório, na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores. “Eu quis criar um ambiente para que todos se sentissem em casa, confortáveis e à vontade”, conta a profissional. E foi exatamente o que ela conseguiu fazer. A decoração da sala transformou o espaço em um local muito aconchegante, leve e bonito. A sensação é realmente de bem estar, comodidade e acolhimento.

Para brindar a data, a nutricionista optou por um cardápio bastante saudável, acompanhado de suco natural e champagne. “Hoje os pacientes estão liberados para brindar comigo”, brincou Camila. A escolha dos alimentos é mais uma prova de que dá para comer bem e com qualidade simultaneamente. Os doces e salgados estavam maravilhosos, com sabor de gordice – embora de gordice não tivessem absolutamente nada. “Precisamos desmistificar a ideia de que comida saudável não é saborosa. Hoje em dia temos opções variadas de alimentos saudáveis que são divinos”, avalia.

nutricionista camila avelarAlém de um bate papo muito gostoso, Camila aproveitou a oportunidade para agradecer o carinho e a presença dos convidados. “Isso tudo foi feito para vocês. Fico muito lisonjeada de receber este retorno tão positivo de cada um de vocês. Só me dá mais ânimo em minha profissão”, pontuou. E a demonstração de gratidão veio em forma de sacolinhas com um brinde super criativo e funcional: embalagens com temperos diversos e uma muda de hortaliça, para os convidados começarem sua própria horta caseira. A nutricionista ainda sorteou entre os convidados alguns de seus livros pessoais, cuja leitura considera fundamental para o processo de autoconhecimento e evolução. Digam aí se ela não é mesmo diferente? <3 <3 <3

consultório nutricionista camila avelarE, claro, não poderia faltar meu depoimento neste texto, afinal sou uma das pacientes de Camila. Tenho o maior prazer e satisfação em falar dela, não apenas pela profissional comprometida e competente que é, mas também pela pessoa sensível e carinhosa. Que esta nova fase seja de muito sucesso, de muitas realizações. E, como já disse certa vez, que muitas pessoas tenham a oportunidade de passar por suas mãos mágicas e transformadoras de vida, porque é isso que você faz: transforma vidas!

Meu acompanhamento nutricional

Tenho feito uma série de posts sobre esta etapa de vida, em busca de melhores hábitos alimentares e mais saúde. Quem quiser ler e acompanhar, aqui estão os links para os posts:

Contatos consultório Camila Avelar

consultorio camila avelarCom a inauguração oficial do novo consultório, a nutricionista Camila Avelar agora realiza seus atendimento na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores.

O edifício fica localizado na rua atrás do Shopping Sumaré, bem ao lado da agência da Caixa Econômica Federal. O telefone de contato para marcações de consultas é o (71) 3483-4636 | 99154-0434.

 

 

Leia Mais

Dieta 2: atendimento e primeira semana

nutricionista camila avelar | foto: conversa de meninaOi, meus amores! Tudo direitinho com vocês? Como já comentei aqui e também nas redes sociais, estou fazendo  acompanhamento nutricional com a nutricionista Camila Avelar (clique aqui para ler o primeiro post). No post anterior, contei minhas impressões da consulta inicial para a elaboração da dieta. Hoje vou contar sobre o retorno com os exames médicos e como foi a minha primeira semana da nova rotina alimentar.

De antemão, é importante destacar que Camila Avelar é nutricionista funcional, mas o que significa isso? A própria Camila explica: “Analisamos o indivíduo de forma integrada, considerando sua individualidade bioquímica, avaliando cada sistema orgânico e seu funcionamento, buscando as causas da alteração de peso e de outras desordens orgânicas. Também levamos em consideração aspectos genéticos, comportamentais e busca uma conduta assertiva que ajude no tratamento das doenças e desordens metabólicas, promovendo reeducação alimentar para resultados duradouros”.

Por isso, cada atendimento toma seu próprio rumo, de acordo com as demandas e necessidades do paciente. Mas o que é comum nesta consulta inicial realizada por Camila é o estudo criterioso de cada paciente. Isso inclui a avaliação nutricional e dietética, o rastreamento metabólico e a busca de sinais e sintomas. Sem contar o longo diálogo para que seja possível compreender hábitos, rotinas e aspectos comportamentais do paciente. Minha consulta, por exemplo, durou cerca de duas horas!

Quando voltei ao consultório de Camila, com a tal bateria de exames embaixo do braço, fiquei um pouco assustada com a avaliação geral. Sou daquelas pessoas que faz revisão todo ano e sempre teve uma resposta positiva dos exames, tirando uma bobagem ou outra. Mas desta vez, foi um pouco diferente, porque Camila havia passado exames que nunca tinha feito na vida! Não vou expor os resultados, mas posso dizer que surgiram várias alterações.

exames | foto: conversa de meninaEntão neste primeiro mês, o planejamento alimentar foi pensado para reequilibrar o meu organismo e restabelecer a saúde, levando em consideração as minhas necessidades metabólicas e meus hábitos de vida. Camila usou uma expressão que define bem esse meu momento: “organizar a casa”. Isso porque é fundamental equilibrar meu metabolismo para que eu possa alcançar meus objetivos. E sempre considerando aquela teoria que ela me explicou na primeira consulta, de que peso é sintoma, não causa.

Primeira semana de dieta

Comecei minha dieta no dia 10 de julho de 2016 e este post foi escrito uma semana depois. Meu plano alimentar inclui frutas, legumes, verduras, poucos carboidratos e açúcares, redução dos industrializados. Além de sementes e vitaminas formuladas, para atender aos meus déficits.

dieta | foto: conversa de meninaOs primeiros dias foram tranquilos. Essa é a primeira vez que começo uma dieta e não sinto dores de cabeça, mau humor ou irritação. Não tive crise de abstinência por causa do doce. Mas com o passar dos dias, senti muita falta do açúcar. Especialmente porque minha TPM resolveu se manifestar logo esta semana. Ninguém merece!

Tenho miomas e emendo o anticoncepcional para não menstruar. Só que o remédio não estava segurando a menstruação. A cada três ou quatro caixas, ela acabava descendo. Fato é que este processo ocorreu justo na primeira semana. Mas segurei a onda.

Para saciar a vontade do doce, fiz uso dos alimentos permitidos, como frutas (uva passa, banana, abacaxi) e barrinha de proteína. No final de semana da TPM, senti mais fome (ou é a ansiedade?)  que o normal. Queria comer o mundo, mas me controlei muito! Durante uns três dias, comi um pouco mais que o normal, sempre respeitando as regras do meu plano.

dieta de alane | foto: conversa de meninaUma coisa ruim desta época menstrual é que sinto muita dor, o que diminui bastante meu ritmo de atividade física, energia e disposição. Ainda assim, fiz exercício em casa no sábado, mas no domingo não consegui me mexer de tanta cólica, enxaqueca e inchaço. Estes sintomas ainda persistirão pelos próximos dias, vou tentar me exercitar!

Prometi a mim mesma não me pesar neste mês, esperar pelo retorno. Acredito que vai gerar ansiedade e, quem sabe, desânimo, caso o resultado não seja o esperado. Vamos em frente! E quem quiser acompanhar em “tempo real” inha saga, segue o perfil do blog no instagram: @conversademenina.blog.

Contatos

Como já mencionei antes, sou acompanhada pela nutricionista Camila Avelar. Ela atende na Rua Ewerton Visgo, n° 290, Edf. Boulevard Side Empresarial, sala 806, Caminho das Árvores (o prédio fica naquela rua atrás do Shopping Sumaré, ao lado da agência da Caixa Econômica Federal). O telefone de contato é o (71) 99154-0434 e o instagram, @nutricionistacamilaavelar.

Leia Mais

Projeto reeducação física e alimentar: desânimo geral

Não dá pra vir só falar de projeto de reeducação alimentar, de como alcançar uma vida saudável, se isso aqui é um blog feito por um ser humano, não é? Que tem altos e baixos, ânimos e desânimos. Pois é, meninas, vim desabafar com vocês: estou mega desanimada com reeducação alimentar, sem saco, sem disciplina, precisando de um profissional da área de nutrição que realmente me faça sentir motivada, sem aquelas dietas prontas que alguns profissionais fazem pra todo mundo, sei lá.

Fato é que ando desanimada, desmotivada, querendo emagrecer, mas sem um norte e, neste momento, sem poder investir financeiramente no custeio de tudo isso. Porque profissional bom tem seu preço e é isso mesmo, precisa dar valor ao seu conhecimento e cobrar por ele. Muito justo. De qualquer forma, estou mantendo a rotina de exercícios físicos, frequentando a academia com constância e animada nesta parte.

1Aceito dicas, frases de apoio e motivacionais.. kkkkk.. também aceito dicas de nutricionistas ou alguma ideia bacana pra reanimar o espírito e prosseguir. Ainda tenho muitos quilos a perder, mas sinto que demoro muuuuuito pra perder uma graminha e sei que estou fazendo algo muito errado. Mas o que, afinal? Bem, meninas, precisava dividir essa fase com vocês. Dividam as angústias de vocês comigo também, vamos nos dar as mãosss… rsrsrs.

 

Leia Mais

Projeto reeducação física e alimentar: um mês out!

weight_lossOlá, meninas, hoje vou voltar a falar sobre minha reeducação alimentar e física. O mês de novembro para mim foi inexistente nestes quesitos. Não posso vir aqui só contar as flores do processo, mas quero dividir com vocês as dificuldades também. Pois bem! Adoeci este mês, peguei uma gripe que me persegue até hoje com seus resquícios. Além disso, acabei viajando muito, fui pra quatro municípios baianos este mês e fugi completamente da rotina, infelizmente! Um pouco pela loucura, um pouco pelo desleixo!

Cheguei em interior em que a cozinha do hotel não funcionava à noite e que o único número de delivery era de uma pizzaria. Fazer o quê? Pedir uma pizza com tomates e manjericão para diminuir o estrago. E quando você viaja com outras pessoas é mais complicado ainda. Mas não vou arranjar desculpas não. Vacilei este mês e acho que tudo faz parte do processo. O importante é seguir em frente e não desistir. É o que vou fazer. Estive na nutricionista, conversei com ela sobre as dificuldades do mês e ela mudou um pouco a dieta.

Apesar de toda dificuldade, desde o início do processo, antes de ir à nutricionista que hoje me acompanha, já perdi 4kg, o que pra mim é um super ganho. Ainda faltam vários quilos, não vou falar sobre a quantidade deles aqui, não é o que importa neste momento. Mas certamente vou contando para vocês ao longo do tempo as coisas boas, as ruins, os ganhos, as perdas… Fazer disso um diário e ouvir as opiniões e experiências de vocês ajuda muito neste processo de mudanças.

Retomo a dieta hoje e volto à academia hoje também. E vamos em frente que o passado já foi e o futuro é só amanhã!

Obrigada pela força, meninas, e me contem como anda a vida alimentar e física de vocês! Beijos!

Leia Mais

Projeto reeducação física e alimentar: uma semana de dieta e minhas observações

000Completei na sexta-feira oficialmente uma semana do início da minha reeducação alimentar e cheguei à conclusão de que é muito, mas muito difícil conseguir manter a rotina alimentar saudável diariamente se você passa o dia inteiro na rua e não tem dindin sobrando pra contratar alguém para fazer comida todo dia, fazer mercado assim que faltar alguma coisa ou fazer as bebidas não-alcoólicas que a nutricionista passou. Fato!

Achei que seria mais fácil e mais simples, só que não. Chego de noite mega cansada e, honestamente, com toda força de vontade do mundo, nem sempre tenho ânimo e disposição para preparar as coisas para o dia seguinte. Ao chegar, tomo banho, como alguma coisa e arrumo todas as sacolas para o outro dia (vou para a academia às 6h e preciso levar toalha, roupas etc. porque lá mesmo tomo banho e sigo o dia). 000Malmente consigo arrumar as marmitas do almoço e me sinto exausta.

Os primeiros dias também são super complicados. Abandonar velhos hábitos não é uma coisa fácil, por mais que você queira adotar uma nova vida gastronômica. Mas, claro, nada é impossível e o importante é administrar as adversidades. No meu caso, não consegui fazer os líquidos que preciso tomar todos os dias; no final de semana esqueci de comprar as folhas para o suco verde e não consegui passar no mercado durante a semana. Pra completar, o liquidificador de casa quebrou e atrapalhou tudo.

Tentei seguir ao máximo as orientações, mas não consegui fazer tudo exatamente como mandou a nutricionista. Ela me passou este primeiro mês uma dieta com restrição de glúten e lactose. Difícil tirar o doce da vida! E o mundo conspirou contra, em um dia que não consegui me alimentar pela manhã, estava morrendo de fome, fui para um trabalho freela que faço e lá a única opção eram restos de docinhos de festa e coca zero. Dois docinhos e um copo de coca zero foi meu café da manhã. #fail.

0Também comprei todas as farinhas, fibras e farelos de que preciso, mas cadê misturar as quantidades certas, colocar num pote e levar toda manhã? Outra coisa, a salada de frutas que como pela manhã é comprada na rua, mas nem sempre consigo encontrar ou faço o mesmo trajeto. Mas enfim, com toda dificuldade, estou adaptando ao que dá pra fazer. Além disso, tenho tentado manter quatro dias de atividade física na semana pelo menos.

Não me pesei nesta sexta, não sei qual o resultado prático da primeira semana diet dos últimos dias. Durante a semana, fiz a bioimpedância solicitada pela minha nutricionista e fiquei chocada com a quantidade de gordura em meu corpo. Por outro lado, descobri que meu índice de massa magra está acima do normal, o que parece um contrassenso, mas é bom. Na consulta de retorno vou levar para que ela avalie e conto a vocês. Por enquanto é isso, meninas.

Compartilhem comigo as experiências de vocês!

____________________________
Leia também:
>> Voltando a malhar e a comer melhor
____________________________

Leia Mais

Projeto reeducação física e alimentar: Voltando a malhar e a comer melhor

1Olá, meninas, o post de hoje é bem especial. Em julho, escrevi para vocês, falando sobre a falta de ânimo para voltar a fazer atividade física. Sempre fui muito ativa, já pratiquei bastante coisa nessa vida, como boxe, muay thai e remo, e estava muito sedentária desde o início do ano. Dois meses se passaram depois que dividi com vocês aquelas reflexões e hoje volto aqui pra contar que tudo mudou. No início de setembro me matriculei de novo na academia e agora em outubro começo uma nova reeducação alimentar.

Foram apenas 30 dias de malhação e já evoluí bastante. Estou fazendo musculação e, para a parte aeróbica, tenho revezado exercícios na esteira, no elíptico, na bicicleta, cama elástica e corda. Na academia que estou frequentando, há também uma sala com sacos de areia, pois à noite tem aula de boxe. Como minha agenda só me permite malhar pela manhã e eu pratiquei boxe por cerca de um ano, fui autorizada pelo instrutor a realizar os exercícios que já conheço, tirando minhas luvas do baú. Uma nova fase, toda animada!

No final do mês, marquei consulta com uma nutricionista. Preciso ir ao mercado antes de dar início à reeducação alimentar, mas gostei bastante do fato de ela ter levado em consideração a minha rotina diária e os alimentos que gosto na construção da alimentação. Ela optou inicialmente por uma dieta sem lactose e sem glúten, ou seja, nada de leite nem derivados e nada de pães, biscoitos, bolos e cia. A dieta inclui ainda uma suplementação vitamínica, muita salada, fibras e sucos verdes.

2Da reeducação alimentar, vou falar em um próximo momento, já que nem comecei ainda de forma intensa, pois só terei como ir ao mercado no final de semana. Por enquanto estou adequando ao que já tenho em casa, não estou afundando o pé na jaca, nem estou descontando agora tudo o que não poderei comer nos próximos dias. A proposta é voltar com um mês e ver os resultados iniciais.

Sei que não vai ser fácil no início, que o organismo sente falta, que a mente de gordo é uma merda e trabalha sempre contra o relógio, mas tudo na vida exige força de vontade e disciplina. O que tenho pedido internamente é que esta força de vontade se manifeste a cada dia ao acordar e que a disciplina seja minha guia nos próximos meses. Minha meta é perder 10 kg e sei que não é uma tarefa fácil para quem já está nos 35 anos e há algum tempo eliminou outros 10kg.

Mas vamos que vamos e vou contato a vocês os resultados.

Leia Mais

SOS Carnaval 2 – Mais dicas de look e alimentação saudável

E agora que faltam menos de 24 horas para o fuzuê começar, o blog recebeu mais algumas dicas de looks (para quem ainda não sabe o que vestir e abalar na folia), sugestões de cuidados com a pele durante os dias de intensa atividade física e, para repor as energias, orientações de como manter a alimentação saudável durante o Carnaval. Confiram a segunda versão do nosso “Kit de Primeiros Socorros Momescos” e divirtam-se!

===================================

Não deixe de ler também:

>>SOS Carnaval: dicas para arrasar no look e na atitude

>>Artigo: Sexo frágil e a prevenção da AIDS no carnaval

>>Guia do Carnaval de Salvador 2011

>>Entrudo, festa para Dionisio, confete e serpentina

==================================

“ENJOY” THE PARTY!

Começo o SOS Carnaval com as dicas de beleza e essa grife não podia ter nome mais significativo! A Enjoy indica para quem vai cair na gandaia os modelos da coleção de alto-verão 2011. São peças que unem conforto e colorido, além de serem confeccionadas em tecidos leves, ideais para as altas temperaturas da capital baiana. Por aqui, tem loja Enjoy no Salvador Shopping. E para falar com o SAC da marca: 0800-236569.

SMARTBAG SUGERE MINI BAGS

Vou dar a dica da Smartbag, até porque, a marca não é de Salvador e o Carnaval de rua daqui não se parece em nada com o de outras paragens desse imenso Brasil, mas seria uma leviandade não alertar que em se tratando da capital baiana, bolsa nenhuma é mil vezes melhor que as mini bags. Nessa época de ano os assaltos crescem muito e bolsa, mesmo pequena, chama a atenção que é um horror. E nada de sair toda trabalhada no ouro minha gente, uma prima deu vacilo essa semana, caminhando no Farol da Barra, e teve a correntinha arrancada do pescoço! Mas, para quem vai curtir uma folia vip, a Smartbag recomenda as mini bags, bolsinhas que se destacam pela funcionalidade.”Cabe o cartão de crédito, documentos, iphone,  lipstick e uma graninha”, diz o release da marca. Mas honestamente, por aqui, dispense o cartão e o iphone, leve só a graninha necessária, um batom (que somos filhas de Deus!) e uma xerox autenticada do RG. Deixe o resto dos documentos em casa. A polícia alerta todo ano. As bolsinhas, como vocês veem nas fotos acima, são uns encantos e servem perfeitamente para outras ocasiões, em festas menos tumultuadas que a folia baiana. Para ver mais peças da marca, visite o site: www.smartbag.com.br ou ligue (11) 2092-4666 para saber preços e locais de venda.

CÍLIOS COLORIDOS SÃO A APOSTA DA KLASS VOUGH

A Klass Vough, marca de itens para maquiagem, apresenta algumas opções de cílios coloridos para quem quer ousar no look durante o Carnaval. Com cores fortes e pelos longos, os cílios artísticos fazem uma divertida combinação com fantasias e acessórios, prometendo valorizar o olhar. O preço sugerido é R$ 23,00 cada e para saber detalhes, ligue no SAC Klass Vough (11) 3276-2566 ou acesse: www.klassvough.com.

PARA COMBATER A PELE OLEOSA DURANTE A FOLIA

Atenção meninas que tem a pele acneica (sofro desse mal, como vocês sabem), a dica agora é da minha dermatologista: o calor intenso, a poluição, a suadeira na rua, a maquiagem pesada e cenográfica durante o Carnaval, tudo isso aumenta a oleosidade da pele e favorece o surgimento ou inflamação das famigeradas espinhas. Não descuidar da higienização adequada do rosto é a norma e até escrevi um post enorme sobre a limpeza da make outro dia (relembre aqui), portanto, nada de dormir com a cara cheia de pintura e ácaros! Minha dermato, para tratar a oleosidade, me indicou há uns dois meses atrás, o Dermotivin Control, sabonete líquido com substâncias que auxiliam a regularizar a atividade das glândulas sebáceas (que são as que produzem o óleo da pele), eliminando o desconforto provocado pelo excesso de oleosidade e a aparência brilhosa e grudenta. Vende em qualquer boa farmácia, não requer receita para comprar, porque é um cosmético, e pode ser usado para lavar o rosto de quem tem pele mista e oleosa, de duas a três vezes ao dia (ou mais vezes, a depender do seu grau de oleosidade). Há também uma linha soft, para peles sensíveis e ressecadas (que descamam muito) e a versão também em espuma. Indico até mesmo fora do período de Carnaval. O preço é salgadinho, mas pesquisando, dá para encontrar por uma valor justo e a durabilidade compensa, porque o frasco tem 130 ml e você só vai usar no rosto, pescoço e colo. Custa em média R$ 45 a R$ 60 reais, a depender de onde você vai comprar. Aqui em Salvador, já comprei na Farmácia Santana e pela internet, entrei em contato também com a  Galderma, a fabricante, que tem email: sac@galderma.com e SAC: 0800 0155552.

ALIMENTAÇÃO BALANCEADA PARA AGUENTAR A MARATONA

Ano passado, também publicamos algumas dicas de nutricionistas sobre como manter uma alimentação saudável durante o Carnaval (relembre aqui e aqui também. Este ano, as orientações são dos profissionais da rede Mundo Verde.

“A alimentação deve privilegiar os alimentos integrais, para ajudar na desintoxicação, tais como arroz integral, feijão azuki, hamburguer de tofu/quinua grelhado, pratos com almôndega de soja, quibe com tofu, quiche de legumes e as leguminosas (lentilhas, ervilha, grão de bico, soja)”, orienta a nutricionista Flávia Morais.

Para fartar a mesa antes ou depois da festa, prefira alimentos fonte de carboidratos, como pães, massas com molhos leves, batata, arroz, cereais integrais. Eles são responsáveis pela formação de energia, que facilmente serão disponíveis para o gasto energético da folia. Os cereais integrais são fonte de vitaminas do complexo B e fibras, que ajudam a diminuir a taxa de colesterol do sangue e melhoram o funcionamento intestinal, além de causar a sensação de saciedade, sendo um coadjuvante na perda de peso.

Evite alimentos gordurosos, como carnes gordas, frituras, salgadinhos e doces, pois além de muito calóricos, têm digestão lenta e difícil. O ideal é trocar por frutas que têm digestão fácil e são ricas em vitaminas, minerais e substâncias antioxidantes.

Outra opção é salada, abusar de verduras e legumes, principalmente crus. Este tipo de alimento fornece nutrientes importantes e ajudam na reposição de água e sais minerais perdidos pela transpiração.

Além de se alimentar bem, para suportar o desgaste físico, o folião não deve esquecer-se de beber bastante líquido, principalmente pelo fato do feriado coincidir com o verão. “Água de coco e sucos de frutas naturais bem gelados são opções para refrescar e repor os principais sais minerais perdidos. As bebidas alcoólicas devem ser evitadas, já que além de calóricas, facilitam a diurese”, esclarece Flávia, que alerta: “O álcool em excesso provoca ressaca, sede, dor de cabeça e náuseas, além de outras conseqüências mais sérias, acarretando prejuízos de estômago, fígado, hipertensão arterial, etc.

Uma opção é aderir aos sucos naturais como os de clorofila, que além de hidratar e fornecer vitaminas e minerais, ajuda a desintoxicar o organismo. Outro aliado é o chá verde, seus polifenois ativam o sistema imunológico, e a presença de manganês, potássio, ácido fólico e as vitaminas C, K, B1 e B2 ajudam a prevenir doenças cardíacas e circulatórias. O consumo diário desse chá ajuda a diminuir as taxas do LDL (colesterol que faz mal à saúde). O suco de uva orgânico com polpa de clorofila além de antioxidante, repõe minerais, vitaminas e aminoácidos necessários para combater o desgaste físico.

Um serviço bacana é que a rede Mundo Verde oferece um serviço de Alô Nutricionista, disponível em todo o Brasil, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas, pelo telefone pelo 0800-0222528 ou e-mail: alonutricionista@mundoverde.com.br.

MITOS E VERDADES SOBRE A BEBEDEIRA

E para fechar o SOS, algumas informações valiosas sobre a combinação perigosa álcool e folia, enviadas ao blog pela assessoria do Image Memorial/DASA:

Café, azeite, leite. Qual é o melhor remédio para curar a bebedeira? O senso comum costuma usar essas técnicas para amenizar os efeitos da embriaguez, mas será que algum deles funciona de fato? “O consumo de álcool em excesso pode gerar diversos riscos e não há nada que possa diminuir os efeitos que ele acarreta”, afirma Francis Fujii, médico de família e patologista clínico do Image Memorial.

Um dos perigos do consumo abusivo de bebidas alcoólicas está relacionado à hipoglicemia, baixa na taxa de glicose sanguínea, que pode levar uma pessoa a desmaios ou ao coma alcoólico. “O uso do álcool, principalmente em momentos festivos, como o Carnaval, pode ser agradável. Mas as consequências, principalmente se houver abusos, podem ser graves”.

Ficar alcoolizado está relacionado à ingestão (quantidade) e metabolização do álcool, ou seja, sua eliminação do organismo. Isso acontece principalmente pelos rins, que fazem 90% do trabalho, mas também pelos pulmões e pele. Segundo o patologista clínico, costumes como o de beber muita água antes do álcool, ingerir azeite, leite ou refrigerantes não ajudam a diminuir os efeitos do consumo excessivo de álcool.

“A ingestão dessas substâncias podem ajudar a combater os sintomas como desidratação e hipoglicemia, mas não corta a embriaguez”, afirma o Dr. Fujii. No entanto, tomar uma xícara de café forte ajuda a deixar o corpo mais alerta, fazendo com que, aos poucos, os efeitos do álcool diminuam.

*Informações atualizadas de acordo com os resultados do 3T10 Proforma.

 

Leia Mais